CCE Motion Tab TD72GApós ser comprada pela Lenovo, a CCE está em uma fase nova e totalmente disposta a disputar por um espaço no mercado de aparelhos com ótimas especificações técnicas e bons preços. No final do mês passado, a companhia apresentou em São Paulo dois tablets novos que chegarão em setembro ao mercado, ambos com sistema Android.

Os dois aparelhos são bem parecidos, com diferença apenas no tamanho da tela, pois um conta com tela de 7 polegadas e o outro com tela de 10. Os dois modelos contam com processador Dual-Core Qualcomm Snapdragon de 1,2 GHz, armazenamento interno de 16 GB, memória RAM de 1 GB, câmera de 5 megapixels, Android 4.1, conexão Wi-Fi, 3G e Bluetooth, e corpo feito com material resistente a batidas e à prova d’água.

Mesmo possuindo configurações bem atraentes, os dois tablets da CCE também oferecem preço bastante acessível. O modelo com tela de 7 polegadas, batizado de Motion Tab TD72G, será vendido por R$ 699. Já o tablet com tela de 10 polegadas, chamado de Motion Tab TD102G, sairá por volta de R$ 899.

Os aparelhos foram desenvolvidos em pareceria com a Qualcomm especialmente para o Brasil e suas vendas começam a partir de setembro deste ano.

Por Felipe Santos Bonfim


Novo smartphone da CCE e LenovoDesde que a CCE foi comprada pela empresa chinesa Lenovo, ela anunciou quatro celulares e dois tablets. Estes produtos foram lançados no mercado nesta terça-feira, 25 de junho.

Todos os novos dispositivos possuem como sistema operacional o Android, do Google.

O carro-chefe destes lançamentos é o smartphone dualMotion Plus SK504, que chegará às lojas em agosto de 2013 com o preço aproximado de R$ 900.

Alguns detalhes técnicos:

  • Tela: 12,5 cm HD;
  • Memória RAM: 1GB;
  • Câmera traseira: 8 megapixels;
  • Câmera frontal: 2 megapixels;
  • Sistema operacional: Jelly Bean, do Android;
  • Processador Qualcomm.

A empresa Lenovo, segunda maior empresa fabricante de computadores no mundo, é consciente das dificuldades mercadológicas da CCE  devido à sua questionada reputação nos anos 90. Nesse sentido a Lenovo está investindo pesado para recuperar a credibilidade dos consumidores e assim, conquistá-los para o próxima era Lenovo-CCE.

Não houve surpresa quando a Lenovo comprou a CCE, pois ela vem investindo de forma agressiva em aquisições o que tem provocado um aumento na participação de mercado desta empresa ao ponto de abalar o desempenho das suas concorrentes, Dell e HP.

A empresa chinesa espera conseguir a liderança de mercado em três anos.

Por Melina Menezes





CONTINUE NAVEGANDO: