Há algumas maneiras de desativar o sinal azul que aparece quando visualiza uma mensagem no WhatsApp.

Muitas brigas de internet se dão quando alguém lê uma mensagem no aplicativo WhatsApp e não responde. A pessoa sabe que você leu (os dois sinais azuis) e reclama pelo fato de não ser respondido.

O fato é que os usuários podem simplesmente não responder no momento ou não querem mesmo continuar com a conversa em questão. Mas há uma maneira para que esses sinais azuis não apareçam e você possa responder ou não sem que a pessoa saiba que você observou a mensagem.

A primeira dica é desativar a confirmação da leitura da mensagem. Para isso, você deve abrir o aplicativo do WhatsApp e ir em “Conta” depois em “Privacidade Recibos de Leitura”. Essa opção deverá ser desmarcada. Quando desmarcada, essa função também não poderá ver se os outros contatos leram suas mensagens. É um “jogo” duplo. Esse passo poderá ser realizado para dispositivos com iOS ou Android.

O Modo Avião é também uma maneira para driblar os sinais azuis, mas com pessoas específicas e em determinados momentos. Quando você recebe a notificação de uma mensagem, mas não quer que a pessoa saiba que leu, você deverá ativar o Modo Avião antes de abrir a mesma. Quando o Modo Avião é ativado, a conexão de dados e Wi-Fi é interrompida.

Após ler a mensagem, é necessário fechar o app para que a notificação dos sinais azuis não apareça. Para fechar o aplicativo, aperte duas vezes o botão Home e, com isso, vai aparecer todos os recursos abertos.

Para Android, os aparelhos com esse sistema contam com um widget que, no momento que é ativado, possibilita ler as mensagens do WhatsApp em uma janela de pop-up, que se assemelha muito às notificações.

Para colocar esse widget em prática, você deverá pressionar em uma área que esteja limpa da tela inicial do celular e selecionar Widgets.  Depois, você encontrará uma lista com apps e depois de encontrar o WhatsApp, deverá tocar no mesmo e arrastar para a tela em questão.

Com essa opção, você poderá responder as mensagens de outras pessoas e ignorar outras que não pretende conversar. Um lado negativo deste wigdet é que o mesmo não possibilita a leitura de emojis, fotos ou vídeos. Você somente lerá os textos. Caso não consiga ativar o recurso, verifique se Habilitar Wigdets se encontra ativo nas configurações do seu smartphone. 

Sinal azul do WhatsApp


Celulares e Smartphones ganham mais funcionalidades e se tornaram cada vez mais indispensáveis na vida das pessoas.

Falar de celulares e smartphones é com certeza falar de tecnologia e disseminação de informações em uma velocidade inimaginável. As pessoas hoje em dia se comunicam em uma fração de segundos, seja a qualquer distância umas das outras.

A mobilidade e o leque de aplicativos que esses aparelhos disponibilizam são inúmeros, o que permitiu que muitos outros produtos se tornassem supérfluos e perdessem a credibilidade no mercado consumidor. 

Cerca de cinco, seis anos pra cá, os celulares e smartphones vêm se apoderando cada vez mais do tempo de milhões de pessoas em todo mundo. Muitos especialistas consideram isso algo positivo e mas outros não, muitos donos de empresas discordam dizendo que esses aparelhos dispersam seus colaboradores de realizar suas metas e objetivos. Por outro lado, têm aqueles que afirmam que esse tempo conectado com o aparelho possibilita um maior conhecimento de informações agregando à vida profissional dessas pessoas.

A necessidade de se dispor desses dispositivos se torna cada vez mais imprescindível, uma vez que para se ingressar no mercado de trabalho ou mesmo na economia, esses aparelhos se tornam uma ferramenta com inúmeras utilidades, onde a mobilidade e a facilidade de realizar certas atividades com os mesmos será superior. 

Outro item de muita importância ao falar de celulares e smartphones são os “apps” ou aplicativos móveis, que são softwares desenvolvidos para esses aparelhos. Esses aplicativos podem ser instalados através de lojas online, tais como Google Play, Apple Store ou Windows Phone Store. Existem inúmeros aplicativos para inúmeras finalidades, destinados a redes sociais, jogos, fotos, academia, música, viagens, etc.

Além disso, o turismo é outra atividade que teve muito a ganhar com essa nova tecnologia, já que através dos dispositivos as pessoas tiveram acesso a mais informações sobre diversos lugares do mundo. Conheceram vários sites e aplicativos de ofertas e promoções com destino aos mais variados e requisitados lugares, possibilitando a realização de sonhos que antes não podiam se tornar realidade. E o mais importante é a satisfação do consumidor que com isso divulga o determinado aplicativo ou site para que novas pessoas possam desfrutar.

Portanto, podemos dizer que os celulares e smartphones chegaram pra ficar e a cada ano que passa esses dispositivos se desenvolvem mais, caminhando lado a lado com a tecnologia e a utilizando ao seu favor. Contribuindo para a saúde, economia, transporte, educação, segurança e lazer.

Igor Pedroso Fonseca


A Nokia anunciou que o contrato por patentes existente entre as duas marcas foi renovado por mais 5 anos.

Uma parceria de longa data e extremamente aprovada por ambos os lados, é a parceria por patentes existente entre a sul-coreana Samsung e a finlandesa Nokia. Ambas possuem um acordo por patentes, sendo que o último contrato assinado por ambas foi no começo de 2014, quando a norte-americana Microsoft havia comprado o setor de smartphones da Nokia, de olho na linha Lumia que a empresa produzia na época.

Agora, essa parceria foi renovada e demorará um pouco mais para, talvez, acabar. A Nokia anunciou em seu site oficial, no dia 1º de fevereiro, que o contrato de patentes existente entre as duas marcas, foi estendido por mais 5 anos, agora tendo término apenas em 2018.

A finlandesa anunciou em seu comunicado que, com a renovação da parceria entre ambas, a receita da Nokia deve pular de cerca de € 578 milhões no ano de 2014 para mais de € 1,02 bilhão em 2015, graças a um valor antigo de royalties, que havia sido pausado e a empresa não havia recebido os valores devidos.

Já para os próximos 3 anos, 2016, 2017 e 2018, a previsão é que a empresa consiga uma receita de € 1,3 bilhão, bem maior do que a empresa vem conseguindo obter nos últimos anos, o que deve garantir um ''gás'' para a Nokia voltar com força ao mercado de smartphones, que é um desejo da marca.

Ao menos segundo o olhar do mercado, tal parceria é considerada positiva, visto que as ações da Samsung tiveram alta de 1,1% após o anúncio da finlandesa a respeito da renovação da parceria entre ambas. Falando em mercado, aliás, em breve a Nokia deve selar a compra da Alcatel.

Não se sabe, por enquanto, quais os termos findados entre as marcas, mas, se levarmos em consideração que, a Samsung pretende produzir cada vez mais, suas próprias peças sem depender de outras empresas, a tendência é que tal parceria seja mais limitada do que em anos anteriores. Inclusive, a Samsung deve apostar mais em seu chipset, o Exynos, do que no chipset da Qualcomm, o Snapdragon no Galaxy S7, o que demonstra que, em tempos, talvez vejamos aparelhos da Samsung apenas com peças produzidas por ela.

Por Isis Genari

Nokia e Samsung





CONTINUE NAVEGANDO: