O RHA CL2 Planar é o primeiro fone de ouvido planar-magnético Wireless do mundo.

Você conhece a novidade da RHA? É o primeiro fone de ouvido in-ear, de tecnologia planar magnética, que usa Bluetooth. Com o nome RHA CL2 Planar, esse recurso garante uma alta definição dos sons, podendo detectar os mínimos detalhes sonoros, e ainda por cima é compacto e não tem fios.

Esse novo dispositivo está na pré-venda nos Estados Unidos, custando cerca de 900 dólares — o que equivale ao valor aproximado de mais de 3.500 reais, em conversão direta. Estima-se que sua comercialização se inicie na primeira semana no mês de setembro, tanto nos EUA quanto na Europa.

Continue acompanhando o texto e saiba muito mais sobre o RHA CL2 Planar!

Sobre o RHA CL2 Planar

Esse fone de ouvido permite ser conectado via Bluetooth ou por meio de cabos. Esses últimos estão disponíveis nas medidas de 2,5 e 3,5 mm e também são compatíveis com outros dispositivos de som.

Quando desconectado do fio, o fone consegue funcionar por 12 horas seguidas. Segundo a empresa fabricante, eles são compostos de transdutores que têm 10 mm de medida, junto de uma membrana bastante fina, com espessura de 16 micrômetros.

Além disso, é possível carregar a bateria do aparelho por meio do cabo USB-C, o que é um destaque para o produto, visto que, geralmente, os aparelhos auditivos com a tecnologia planar magnética necessitam de mais energia para funcionar.

No entanto, o RHA CL2 Planar ainda não é compatível com os padrões wireless AptX HD ou LDAC, mesmo possuindo um público-alvo bastante exigente. Devido a isso, quem deseja utilizar o CL2 Planar com o seu maior potencial, é necessário recorrer aos cabos de conexão.

Sobre a tecnologia planar

O design de fones de ouvidos é bem básico, consiste apenas em um driver junto de um componente. O som que é ouvido tem origem na vibração do componente, mediante a energia pulsada.

Enquanto isso, os modelos que possuem driver dinâmico utilizam do campo eletromagnético, que gera pequenas oscilações nas bobinas de dentro do aparelho, de modo que o ar é movimentado, para que o som seja criado e propagado até os tímpanos.

Já a tecnologia planar se difere dos outros por conta de uma pequena membrana em sua composição, que é capaz de gerar uma maior uniformidade na vibração, diminuindo os efeitos da distorção e criando um som com mais detalhes, tanto nos timbres graves quanto nos agudos. No entanto, devido à complexidade em seu design, esse aparelho costuma ser mais caro, pois, além de ter uma alta demanda de energia, seu custo de fabricação é muito alto.

Como cuidar melhor do seu fone de ouvido com cabos?

Quem nunca teve um fone de ouvido estragado devido ao desgaste com o tempo de uso? O que muitos não sabem — ou não praticam — é que existem diversas formas de adiar a vida útil do seu acessório. Veja algumas dicas para que você tenha o seu fone de ouvido por muito mais tempo perto de você.

Os acessórios com fios, geralmente, são guardados de qualquer jeito. Isso cria, muitas vezes, nós em seus cabos, facilitando o rompimento deles. Enrolá-los devidamente para guardar pode aumentar a durabilidade do aparelho. Também é essencial que eles sejam guardados em uma caixa ou bolsa específica, isolando seu contato com objetos cortantes ou que podem danificar sua estrutura.

Além disso, outro fator que faz com que o fone de ouvido estrague é a quebra do fio na área próxima ao conector. Uma das formas de reforçar a região, evitando que o cabo amasse, é colocar uma mola de caneta em volta dessa área.

Por Felicia Lopes

RHA CL2 Planar

RHA CL2 Planar


Evento começou no dia 31 de janeiro e segue até o 6 de fevereiro de 2017.

A 10ª edição da Campus Party Brasil está acontecendo desde o dia 31 de janeiro e vai até 6 de fevereiro de 2017, no Anhembi em São Paulo/SP. Quem ainda tem interesse em participar deve acessar o site oficial do evento (campuse.ro/events/campus-party-brasil-2017). Estão disponíveis duas opções de ingresso:

· Entrada para todos os dias, com serviço de camping individual ou duplo, por R$360,00.

· Entrada para todos os dias, sem serviço de camping, por R$240,00.

Novidades do primeiro dia:

No primeiro dia, foi iniciado o The Big Hackaton, desafio tecnológico desenvolvido junto às Organizações das Nações Unidas (ONU). Nessa ocasião, equipes participantes devem, durante 100 horas, criar soluções tecnológicas para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) indicados pela ONU. Os ODS são metas que os países membros da ONU deverão cumprir até 2030 para erradicar a pobreza, combater os gases de efeito estufa e o aquecimento global através de ações sustentáveis. Aqueles que ganharem os desafios terão seus projetos chancelados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O evento também contou com palestrantes do PNUD, que trataram sobre as ODS e outras metas que o Brasil deverá cumprir. A ideia foi trazer ao público debates sobre como a tecnologia pode ajudar o país a chegar nesses objetivos.

O tradicional Campeonato de Casemod também já começou e deve ir até o dia 4 de fevereiro. O casemod está relacionado à modificação do gabinete do computador de forma estética e performática. Por isso, já podem ser encontrados neste ano participantes com máquinas em formatos de personagens como o Homem de Ferro e Chaves.

Também foi iniciado um campeonato de robôs feitos com materiais reciclados. Ele deve ir até o dia 5 de fevereiro. Nos próximos dias, o evento terá campeonatos de games, presença de personalidades brasileiras do mundo Nerd, workshops de empreendedorismo e tecnologia e design, entre outros.

Orçamento mais enxuto:

Na edição 2017, a Campus Party Brasil está com um orçamento um pouco mais apertado. Por isso, não haverá a presença de personalidades internacionais. A estrutura também está mais modesta, de modo que não está sendo disponibilizado Wi-Fi. Por outro lado, ainda é uma ótima oportunidade para quem se interessa por Tecnologia, Ciência, Empreendedorismo e Cultura Nerd e deseja se manter atualizado sobre esses temas.

Por Camilla Silva

Campus Party 2017

Foto: Divulgação


Com design ergonômico, a pulseira da Samsung atende a todos que gostam de praticar exercícios e ter suas atividades detalhadamente monitoradas.

No dia 17 de junho, a Samsung publicou em seu Twiter seu mais novo lançamento, o Gear Fit2 agora com GPS integrado. Passaram-se alguns anos desde que a marca lançou sua pulseira com funções de smartwatch Gear Fit, a qual contava com um design inovador e atrativo, super confortável devido à tela com curvatura que se adaptava ao contorno do pulso. Agora o modelo se modernizou e está no mercado estrangeiro pelo preço de US$179,00, o equivalente a R$605,00 considerando o câmbio do dia e sem impostos.

O Gear Fit2 mantém em essência esse espírito de monitor de atividade, já que possui agora uma nova interface que mostra em gráficos as informações detalhadas de nossa rotina de exercícios, além dos novos sensores que dão a precisão de cada uma dessas informações.

O que é que o novo Samsung Gear Fit2 tem?

A pulseira conta com um display de 1,5 polegadas (um pouco menor que o modelo anterior) e resolução de 216 x 432 pixels (superior à do modelo anterior), memória RAM de 512 MB e memória interna de 4 GB, bateria de 200mAh que promete uma média de duração de até quatro dias, e o essencial para monitorar nossa atividade física que é o sensor HRM de maior precisão, barômetro, acelerômetro, giroscópio e finalmente o GPS integrado, a grande novidade do produto além do novo design. Com o GPS integrado ao Gear Fit2 não é mais preciso ter à mão nosso smartphone para monitorar a área percorrida em uma caminhada ou corrida, por exemplo, o que dá mais independência à pulseira.

Com a incorporação do sistema operativo Tizen (desenhado pela Samsung), o Gear Fit2 tem funções compatíveis com o smartphone, tornando possível atender e realizar chamadas, ver e responder mensagens, além de escutar músicas via Bluetooth graças ao reprodutor compatível com playlists do Spotify.

Para quem leva a sério a prática de exercícios, gosta de inovação, tecnologia e funcionalidade, não há melhor investimento. A pulseira ergonômica que está disponível nas cores rosa, azul e preta e saiu à venda no dia 10 de junho nos Estados Unidos e Coreia. Esperamos que nos próximos dias anunciem sua disponibilidade no Brasil.

Por Ana Luiza Suficiel

Samsung Gear Fit2


A maior empresa de software do planeta, a Microsoft, encantou o mundo nesse mês de janeiro de 2015 com a criação de um protótipo de visor holográfico que poderá fornecer aos usuários de videogames chamadas online e até mesmo imagens da superfície de Marte em três dimensões.

A empresa indagou que o aparelho sem fio HoloLens estará à disposição dos usuários com o lançamento do Windows 10 no ano em curso.

Críticos da indústria se mostraram agradados sobre a concepção, entretanto se mostraram também desconfiados de que o objeto poderá gerar um aparelho inacessível, por enquanto, para o mercado consumidor de baixa renda.

Segundo Mike Silver, analista da Companhia de pesquisa do mercado de tecnologia Gartner  exclamou “uau que incrível”.

Para Mike, ainda este ano e nos próximos vindouros o preço ainda vai ficar elevado, para depois então tornar-se acessível aos aficionados por jogos de vídeo games.

Esse protótipo HoloLens, vem sendo elaborado pela Microsoft há vários anos e exibiu uma série de cenários: manipulação de objetos virtuais que podem ser enviados para uma impressora 3D, criação de um ambiente que se assemelha ao jogo Minecraft em uma sala e permitir que os usuários apontem para objetos no outro lado de uma chamada de vídeo por Skype.

Entre outras aplicações descritas pela Microsoft está uma perspectiva da superfície de Marte a partir de imagens enviadas pelo robô Curisity, da Nasa. A Agência Espacial norte-americana já está em parceria com a empresa para o desenvolvimento de um software conhecido como “OnSight”, que permitirá aos cientistas na Terra sondarem virtualmente e planejarem experiências em Marte.

Portanto, é esperar para ver o lançamento do HoloLens que estará disponível para venda neste ano juntamente com o lançamento do software Windows 10.

Por Alexandre de Sá

HoloLens

HoloLens

Fotos: Divulgação


A cada dia que passa a tecnologia existente evolui e torna o nosso dia a dia mais interessante. Dentre as inovações no setor, destacam-se aquelas que facilitam a vida do usuário de alguma forma e ainda contribuem para um benefício extra ao meio ambiente, mesmo que seja algo bem pequeno. Entretanto, uma das maiores reclamações de usuários da nova geração de celulares diz respeito à durabilidade da bateria.

Embora a tecnologia tenha evoluído para a criação de chips e processadores mais potentes, telas com um brilho incrível e capacidades enormes de armazenamento, as baterias dos melhores smartphones da atualidade ainda deixam muito a desejar e decepcionam o usuário nas horas mais importantes da sua rotina diária. Isso ocorre principalmente devido à grande demanda de energia gerada pelos componentes atuais dos aparelhos.

Como forma de contornar esse problema, algumas empresas já pensam em alternativas que dispensem a utilização constante de carregadores de tomada para manter o aparelho funcional. Uma das inovações mais interessantes nesse quesito não partiu, por mais incrível que pareça, de uma grande companhia no setor da tecnologia.

A TAG Heuer, não possui os smartphones como carro-chefe de seus negócios. Ela, na verdade, é uma empresa suíça conhecida pela produção de relógios de luxo que podem chegar a custar mais de R$ 30 mil. Apesar disso, a companhia anunciou um aparelho celular de luxo, capaz de recarregar parte de sua energia através da própria tela, o que acaba por aumentar consideravelmente o tempo em que o gadget fica em funcionamento.

O segredo do aparelho está na sua tela, que é capaz de funcionar como um painel solar transparente e capta a energia solar e até mesmo a luz ambiente e a transforma em energia para o funcionamento do próprio sistema. Com isso, o celular consegue manter o nível de energia no modo stand by, sem a necessidade de recarga. Embora isso seja algo incrível e sem precedentes, a companhia suíça destaca que os carregadores clássicos de parede ainda são necessários, mas a autonomia e a duração da carga da bateria são bastante satisfatórios.

Quem sabe, em um futuro não tão distante, tenhamos celulares que se recarregam apenas com a energia solar ou luz ambiente?

Por Ebenezer Carvalho

Samrtphone da Tag Heuer

Foto: Divulgação


Um smartphone leve e moderno. Quem quer ter a possibilidade de colocar dois chips no aparelho celular e também não dispensa a presença de TV pode fazer a compra do Galaxy S II TV, smartphone projetado de forma especial para suprir essa demanda de serviços tecnológicos.

Além da possibilidade de colocar dois chips e de ter TV digital, o smartphone Samsung trabalha com o processador Dual Core, composto por 1GHZ, o que não representa velocidade ao extremo, mas traz ritmo necessário para navegar na internet sem ficar nervoso com a lentidão para abrir páginas.

Em termos práticos o aparelho celular não deve em quase nada para as principais novidades que existem no mercado atual. Há o recurso que serve para tirar fotografias com som, traduzir textos de diferentes línguas que há no mundo e receber maiores informações sobre pontos turísticos nacionais ou internacionais.

A tecnologia está presente de forma pontual no celular inteligente. O monitor acende no momento em que usuários visualizam a tela. Tal smartphone pode também compreender o que as pessoas dizem graças ao aplicativo S Voice, elogiado de forma pontual nos fóruns de notícias que discutem produtos da Samsung.

Também existem os aplicativos que trabalham de forma específica para melhorar a qualidade das fotos que são tiradas de momentos especiais da vida, como o Best Photo, por exemplo. Os amigos podem ser reconhecidos por causa do programa Buddy Photo Share.

Especialistas que opinam na imprensa indicam que entre as vantagens do Galaxy S II TV da Samsung vale o destaque por conta das incríveis funcionalidades do aparelho. Os recursos presentes no sistema Android permitem com que a navegação na internet ou dento do celular aconteça sem problemas por conta da velocidade. O smartphone também funciona com sensores que entendem os gestos das pessoas.

Deixe seu comentário sobre o Galaxy S II TV da Samsung.

Por Renato Duarte Plantier

Samsung Galaxy S II TV

Foto: Divulgação


O novo Galaxy S5, smartphone top de linha da companhia sul-coreana Samsung, estará disponível à venda no mundo inteiro a partir do dia 11 de abril. Aqui, ele chega no dia 12, muito provavelmente por razões de fuso. Entretanto, na própria Coreia do Sul, terra natal da Samsung, as operadoras já iniciaram a venda do Galaxy S5, mesmo sem a autorização da fabricante.

De acordo com o Yahoo! as maiores operadoras de telefonia do país, LG U+, KT e SK Telecom começaram as vendas do Galaxy S5 nesta quinta-feira (27), duas semanas antes do prevista pela companhia.

Por sua vez, a Samsung disse estar “inconformada” com a decisão das operadoras e ainda pensa numa resposta formal a ser dada. Ela afirmou também que os lançamentos agendados no restante do mundo permanecem inalterados.

Ainda segundo o Yahoo! as companhias que adiantaram as vendas sofrem uma punição que as impede de comercializar aparelhos durante um período de 45 dias a partir do dia 5 de abril. Esse pode ser o principal motivo pelo qual o comércio dos aparelhos foi antecipado, já que as operadoras estariam impedidas de o venderem no dia do lançamento.

Apesar disso, os smartphones devem desaparecer rapidamente do estoque das operadoras em pouco tempo, já que a quantidade disponível para a venda foi relativamente baixa, apenas para marketing e pré-venda de aparelhos. A Samsung também não deve fornecer mais aparelhos às operadoras até a data oficial de lançamento.

No Brasil, o aparelho custará R$ 2.600, um preço bem salgado em comparação aos US$ 808 (cerca de R$ 1.700) de custo na Coreia do Sul, apesar de serem fabricados nacionalmente, nos polos de Manaus e Campinas.

Por enquanto, só nos resta aguardar o dia 12 de abril para sabermos se as novidades serão tão interessantes quantos os anúncios realizados pela companhia sul-coreana.

Por Ebenezer Carvalho

Galaxy S5

Foto: Divulgação


Com uma entrada ainda maior de seus produtos no mercado, principalmente os originais que vêm ganhando força nos últimos meses, a China agora quer investir pesado em inovações tecnológicas, principalmente em smartphones.

Se você nunca ouviu falar, essa é a hora de conhecer o Oppo Find 7, smartphone da fabricante chinesa Oppo. Muitos rumores cercaram o dispositivo, que além possuir um hardware incrivelmente poderoso possui um design bem bonito. Um dos seus maiores atrativos, a sua câmera. Os rumores davam conta de uma captura de até 50MP. Agora a empresa confirmou esse rumor: o Oppo Find 7 fará fotos com 50MP.

O dispositivo contará com duas versões. Uma delas será mais robusta com uma câmera de 50MP. A outra será uma versão um pouco mais enxuta, de custo médio e com especificações mais simples e mais acessíveis ao mercado popular dos smartphones do que a versão mais potente.

A versão mais poderosa do aparelho chinês terá uma tela de 5,5 polegadas com resolução de 2560×1440 pixels e uma incrível densidade de 538ppi. Ele também tem 3GB de memória RAM, 32GB de armazenamento interno, bateria de 3000mA, um processador Snapdragon de 2.5GHz 801, e o seu maior ponto e aonde os consumidores serão conquistados irão se focar é na sua câmera, que fará as sonhadas fotos de até 50MP.

A câmera utiliza o sensor IMX214 Sony de 13 megapixels, porém, utilizando um recurso chamado "Super Zoom" será capaz de atingir as imagens de 50 megapixels, muito além dos maiores concorrentes do segmento. Além disso, de toda essa resolução, será possível gravar vídeos com resolução 4K e a câmera frontal tem uma resolução de 5MP.

A versão mais básica custará US$ 499 e você vai encontrar a versão mais poderosa do Find 7 na China em meados do mês de abril custando o preço de US$ 599. Sem dúvida alguma uma grande alternativa para aqueles que não desejam seguir a manada e buscam novas experiências com as tecnologias de telefonia móvel no mundo. A novidade vem, sem dúvida, a agregar mais valor ao mercado chinês.

Por Halifas do Bonfim

Oppo Find 7

Foto: Divulgação


Até agora não se tem muitas especificações divulgadas sobre os principais lançamentos do ano de 2014. Isso por que as empresas preferem fazer o maior mistério possível até que chegue a temporada de grandes épocas de compras em todo o mundo. Datas comemorativas e feriados são a oportunidade perfeita para amarrotar o mercado com opções de produtos.

Até lá, só resta ir montando um quebra-cabeça com os rumores de novidades das principais marcas competitivas do mercado de tecnologias.

Uma delas, e sem dúvida a que mais tem ganhado destaque e críticas positivas, o Google encontra-se uma maré de felicidade com seu aparelhos e os mais recentes lançamentos.

Um exemplo disso é o smartphone Nexus, que, junto com a fabricante LG, vem desbancando gigantes como a Samsung com o simples diferencial de preço que possui. Além disso, o pequeno phablet vem todo equipado com dispositivos capazes de rodas todos os aplicativos da empresa sem susto e sem contratempos.

Além do smartphone, a “franquia” Nexus, possui também seu tablet, que não deixa nada a desejar aos outros competidores.

Esse furacão de rumores que pode se chamar a internet ainda traz boas novidades sobre o novo tablet da Google, o Nexus 8.

Após o aparelho aparecer no site da empresa e ser removido logo em seguida, sua existência foi comprovada e, agora, informações sobre o seu display surgiram na rede.

O Google Nexus 8 deve ter uma tela de 8,9 polegadas de acordo com alguns sites especializados. Conforme informações desses sites, o tablet pode inspirar outras empresas a lançarem aparelhos com dimensões similares no mercado, por causa do seu preço mais acessível.

Quase não existem informações concretas a respeito das especificações técnicas do Google Nexus 8, mas boatos indicam que o aparelho virá instalado com o sistema operacional Android 4.5 além de contar com um processador quad-core 64 bits Moorefield, da Intel.

O Nexus 8 poderá ser lançado em meados de julho ou agosto, essa é a época padrão geralmente utilizada pelo Google para lançar seus tablets. Outros sites afirmam que o aparelho pode chegar antes, em abril, o que é uma informação bastante contestável, diga-se de passagem, visto estarmos em março e ainda não termos qualquer indício de lançamento.

Por Halifas do Bonfim

Google Nexus 8

Foto: Divulgação


A Copa do Mundo já está perto de começar e, por ser no Brasil, é óbvio que ficamos pensando nas novidades e lançamentos que a tecnologia estará trazendo para nosso uso. E, pensando em aplicativos para dispositivos móveis como tablets, celulares, smartphones e demais aparelhos, o fato é que muitos apps foram criados para os amantes de futebol e para todos que querem ficar por dentro de tudo que for mais importante em termos de Copa do Mundo FIFA 2014. Logo, para mostrar essas funções e novidades, a questão é que nossa matéria destacará cinco aplicativos essências para o principal evento de futebol de todos os continentes.

SPORTV: COPA DO MUNDO DA FIFA

Esse é um aplicativo disponível para os sistemas operacionais Android e iOS. Nele é possível ver detalhes e pormenores sobre todas as equipes que disputarão o mundial em terras brasileiras.  Também será bacana poder acompanhar, por meio desse app, a tabela da competição e tudo sobre os grandes craques de todas as seleções.

FIFA

Esse é o app oficial da organizadora da Copa.  Ele pode ser baixado de modo gratuito e vem com as melhores informações sobre tudo: jogos, tabelas, resultados, jogadores, estatísticas, estádios e muito mais. O aplicativo, por sua vez, também é compatível com os sistemas operacionais iOS e Android.

Torce Brasil

Aqui já estamos falando de um app exclusivamente brasileiro e que, por isso mesmo, tem um foco maior na seleção brasileira, levando em conta as escalações, os perfis dos atletas e com um destaque sobre o grupo do Brasil na copa do mundo de 2014.  É legal porque é possível acompanhar os jogos do time de Luiz Felipe Scolari em tempo real.

Agora, cabe ao leitor escolher seu app favorito para curtir, no conforto de seu gadget, todas as novidades do mundial, sabendo que são inúmeras as opções oferecidas por este mercado sempre em ascensão que sempre busca surpreender seu público cada vez mais exigente.

Torce Brasil

App Torce Brasil

Foto: Divulgação


Muitas pessoas vêm criticando a rede 3G devido à sua má qualidade, o 4G então nem se fala, que mal chegou e já vem sendo muito criticado. Mas o que poucas pessoas sabem é que no Brasil, a rede 2G é a grande dominante por ser a única rede que cobre todos os municípios do País.

De acordo com João Rezende, presidente da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações – esta situação será diferente a partir de junho deste ano, que será quando o 3G estará em todo o território nacional. Atualmente esta rede alcança 3.473 municípios onde vivem 90% da população.

Em 2013 houve uma aceleração da migração para a tecnologia sucessora. Ao início do ano passado, a vantagem em número de celulares era grande, 194,7 milhões contra 53,9 milhões equipados com 3G. No decorrer do ano, o aumento de 75% “roubou” 18% dos clientes que, teoricamente, partiram para uma melhor estrutura e mais rápida.

Segundo Rezende, esta mudança tem duas principais variáveis: o aumento da competição entre as operadoras (que leva para baixo os preços dos aparelhos e pacotes de dados), e o crescimento da renda dos brasileiros. Com uma renda melhor, a tendência é que os brasileiros gastem mais com a compra de smartphones.

“Esse aumento no número de usuários 3G exige cada vez mais investimentos em infraestrutura e banda por parte das empresas para que não tenhamos problemas com qualidade nos serviços”, afirmou o presidente da Anatel.

Enquanto isso, em meio a tantas promessas de melhorias, os usuários vêm adquirindo novos e melhores aparelhos esperando que estas promessas sejam realmente cumpridas. A melhoria das redes, que atualmente é uma das piores do mundo no quesito velocidade, é sonho antigo da população que não desiste e continua acreditando em dias melhores.

Por Jaime Pargan

Internet

Foto: Divulgação


Durante o evento que aconteceu em Barcelona, o Mobile World Congress 2014, a LG divulgou os dois novos modelos de smatphone. Os dispositivos F70 e F90 virão para o mercado rodando o sistema operacional Android 4.4 KitKat e contam com a entrada de conexão 4 G.

No evento, que é considerado a maior feira de tecnologia do mundo no quesito de dispositivos móveis, a LG decidiu mostrar as suas novas realizações em termos de celulares inteligentes.

O LG F70 é um modelo menor que possui uma tela WVGA de 4.5 polegadas com uma resolução de 480 x 800 pixels. Está equipado com o processador Quad-Core Sanpdragon 400 de 1.2 GHz, câmera traseira de 5 MP, bateria removível de 2440 mAh, memória RAM de 1 GB, 4 GB de armazenamento interno e câmera frontal VGA. O aparelho conta com conexões Bluetooth 4.0, Wi-Fi e GPS.

O armazenamento interno pode ser expandido através da colocação de um cartão microSD de 32 GB.

O LG F90 é um modelo maior que possui uma tela de 4.7 polegadas com uma resolução de 540 x 960 pixels, conexão Wi-Fi, 4 GB de armazenamento interno expansível, processador Quad-Core Snapdragon 400, câmera frontal VGA e traseira de 8 MP, bateria de 3000mAh, memória RAM de 512 MB, conexão Bluetooth, GPS integrado.

Ambos os dispositivos possuem códigos de segurança e tecnologia Q-slide. Esta tecnologia permite que os aplicativos sejam acessados de forma menos complicada, além de outras vantagens.

Ainda não foram divulgados a data de lançamento nem o preço de chegada ao mercado.

Vale lembrar que antes do MWC começar, a LG já tinha anunciado novos modelos como o G Pro 2, um novo phablet. Este dispositivo já está na pré-venda na Coreia do Sul. O gadget possui uma tela de 5.9 polegadas, roda o Android 4.4, tem processador Quad-Core Snapdragon 800 de 2.26 GHZ, 3 GB  de memória RAM. A câmera filma em 4 K, sendo a resolução quatro vezes maior que a Full HD.

Por Melina Menezes

LG F70 e F90

Foto: Divulgação


Em um evento fechado que foi realizado na manhã deste domingo (23/02) no MWC 2014 em Barcelona vários executivos da Microsoft conversaram com a imprensa e falaram sobre as próximas novidades que podem aparecer nos sistemas operacionais Windows 8 e Windows Phone.

Além disso, a empresa também comentou sobre a compra da empresa Nokia e como serão feitos os negócios daqui para frente. A ideia deles seria manter a empresa finlandesa independente, mas alguns produtos vão ter mais atenção do que outros no que depender da Microsoft.

O Windows 8.1 para PCs tradicionais ganha mais atenção:

A próxima atualização do Windows 8 provavelmente será liberada no mês de abril. Já de forma imediata, os aplicativos da loja do sistema poderão ser executados a partir da Área de Trabalho, e não mais somente na tela cheia da interface Modern.

Os botões "pesquisa" e "desligar" vão poder ser acessados de forma mais simples e rápida, trazendo assim mais eficiência para o utilizador. O menu Iniciar clássico, que muitos apreciadores desejavam que voltasse, vai infelizmente ficar de fora.

“Não estamos abandonando a usabilidade do toque”. Não há nenhum impacto negativo. Nossa intenção é manter essa experiência, mas pensamos que poderíamos melhorar o Windows para usuários de mouse e teclado", disse Belfior em entrevista à revista de tecnologia americana.

A nova atualização não vem com muitas novidades, mais deve agradar a seu público-alvo mais ligado em tecnologia.

Smartphones com Windows Phone 8.1 serão ainda mais baratos:

O Suporte para aparelhos dual-chip é uma das muitas novidades do Windows Phone 8.1. Segundo a empresa, o sistema operacional ainda conta com live tiles separadas para o discador e para as mensagens recebidas em cada número, facilitando assim a transição entre um SIM card e outro.

Ainda sem data anunciada, o Facebook Messenger deve ser o próximo grande aplicativo a ser produzido para a plataforma do Windows Phone.

O SO passará ainda a ter suporte para os processadores Snapdragon 200, 400 e 400 LTE. Essa característica vai permitir o lançamento de smartphones com um custo ainda mais baixo do que o do Lumia 520. Um vídeo que foi divulgado neste domingo mostra um Nokia Lumia 520 rodando o Windows Phone 8.1.

Existem grandes expectativas com relação ao Windows Phone 8.1, que promete chegar com muitas novidades, mais é esperar para ver se vai agradar ao público e ter uma boa tiragem de venda.

Por Jaime Pargan

WP 8.1

Foto: Divulgação


Segundo executivos e empresários que participaram da feira de tecnologia Consumer Electronics Show (CES) 2014 nos EUA, a Samsung organizou uma reunião secreta com clientes e analistas a fim de demonstrar um display touchscreen dobrável. A nova tecnologia deve ser implantada nos dispositivos móveis da empresa no início de 2015. Ela pode ser incorporada na linha Galaxy, nos seus próximos lançamentos.

A tecnologia foi apresentada em uma tela OLED de 5,68 polegadas. Essa tela pode ser flexionada diversas vezes, sem apresentar nenhum defeito no aparelho. Além de dobrável, o display é sensível ao toque, podendo ser utilizada em tablets e smartphones. Ainda não há previsão de quando será lançado o aparelho totalmente dobrável. Além do display, os demais componentes como processador, bateria e placa-mãe também precisam ser maleáveis. Mesmo podendo ser flexionada, a tela apresenta uma ótima qualidade de imagem, com gráficos surpreendentes.

Está havendo uma corrida entre as maiores empresas de tecnologia, a fim de lançarem um smartphone com tela dobrável o mais rápido possível. A LG já apresentou o aparelho G Flex, flexível e com design curvo com tela de 6 polegadas sensível ao toque. Já a Samsung apresentou o Galaxy Round, com tela curvada e flexível de 5,7 polegadas sensível ao toque. Atualmente a Samsung está liderando essa corrida, criando uma nova tecnologia capaz de dar mais resistência ao dispositivo móvel, além de oferecer aos usuários maior portabilidade para aparelhos com tela maior e de alta resolução.

Mesmo com a apresentação da tela flexível na feira, não há data para a tecnologia chegar ao mercado. O novo display é um protótipo, que deve passar por mais testes antes de ser fabricado. A Samsung ainda está realizando estudos, a fim de aprimorar a tecnologia. Segundo sites internacionais, a estimativa é que o lançamento possa ocorrer em janeiro de 2015, junto com o Galaxy Round.

Por Danilo Gonçalves

Samsung dobravel

Foto: Divulgação


Natal, Réveillon e outros aniversários de amigos e familiares que ainda estão por vir. É assim que estamos dividindo os próximos dois meses que restam em 2013, enquanto nos preparamos para um turbilhão de festa, a tecnologia também não para.

Atento a esses dias, o mercado tecnológico está se preparando para receber em janeiro uma enorme gama de telefones, tablets, laptops, e tudo que as empresas podem desenvolver em questões de aparelhos móveis.

Abaixo você encontrará as últimas novidades do que podemos esperar para  próximo ano.

Novos Samsung Galaxy?

A Samsung dificilmente perde a oportunidade de chamar a atenção para si mesma, e sua presença em 2013 foi diferente. Vimos seu protótipo para um display flexível, entre muitas outras novidades e notícias. Então, sim, a Samsung deixou uma boa impressão. Para 2014, poderemos admirar as novidades em torno do Galaxy Round e Galaxy S5.

Maior presença da Microsoft, mas não retorno triunfal.

A Microsoft está de volta, mas minimizou seus planos para 2014. Isso não quer dizer que a Microsoft não vai sair em vigor, as novidades giram em torno da expectativa gerada para o Windows 8.1 e Windows 8.1 RT, e as vendas de Surface 2 e Surface Pro 2.

Sony com seus aparelhos da próxima geração.

O CEO da Sony, Kazuo Hirai, está programando para entregar um discurso como parte da série principal dos Titans Tech, onde CEOs das empresas mais poderosas da tecnologia apresentam suas visões de revolução em produtos, serviços e redes.

A Sony estará saindo de uma temporada de férias, onde viu o lançamento do PS4, e alguns telefones de alta potência. Mas a empresa está supostamente trabalhando em uma realidade virtual de fone de ouvido que promete uma melhor experiência para o usuário.

Essas são algumas novidades tecnológicas que já estão sendo apontadas para 2014, mas como bem sabemos, o mundo tecnológico é algo constante e desafiador, portanto mesmo que ainda não divulgadas as expectativas de chegada de novas tecnologias para o próximo ano são grandes. 2013 já foi um ano bastante movimentado no segmento de dispositivos móveis, agora esperamos o que nos aguarda 2014.

Por Jaime Pargan

Samsung Galaxy Round

Samsung Galaxy Round

Foto: Divulgação


Já existem diversos desenvolvedores trabalhando nessa tecnologia que para muitos ainda pode parecer muito assustadora. Marca registrada do desenvolvimento futurista, o reconhecimento facial vai ganhando novos avanços e promete chegar logo ao cotidiano dos consumidores do mundo todo.

A novidade é o novo software da NEC, que já pode identificar rostos de famosos e outras pessoas "VIP" em tempo real. O sistema tem sido desenvolvido em prol de vendedores em lojas de departamento, e ao identificar um famoso, ou um outro comprador em potencial, manda alertas para a central e informa os varejistas que podem correr a realizar grandes vendas.

O software de identificação VIP monitora os dados em câmeras de vigilância, tendo acesso a bancos de dados de imagens para comparação. O processo leva menos de um segundo, dando a oportunidade ao vendedor de correr até aquele famoso, ou comprador VIP e não perder a grande venda.

Vai ficar cada vez mais difícil para consumidores desse tipo passarem desapercebidos em lojas por aí, sem serem abordados pelo alerta do sistema, que levará aquele vendedor cheio de promessas e interesses até ele. A privacidade tende à extinção e enquanto isso o capitalismo só se expande.  

Por Fábio G. Santos


A rede 4G é considerada uma grande inovação em questão de velocidade. Mesmo estando ainda sendo implantada em muitos países  o governo do Reino Unido fez uma parceria com grandes empresas do ramo para começar as pesquisas para uma futura substituta para essa tecnologia, a rede 5G.

Segundo o diretor de pesquisa do projeto, essa é uma iniciativa que se destaca pelo seu padrão de larga escala, ou seja, que envolve grandes empresas por todo o mundo. O diretor ainda afirma que o principal objetivo do projeto não é apenas aumentar a velocidade da conexão e sim melhorar todo o sistema de envio e recebimento de dados, melhorando assim toda a qualidade das conexões móveis em todo o mundo.

Estima-se que quando o projeto chegar ao fim do desenvolvimento, a rede 5G pode ser até mil vezes mais rápida do que a atual 4G, o que seria um grande avanço para a tecnologia em geral.  Outra estimativa, é que os primeiros aparelhos 5G devem chegar ao mercado em até 10 anos, é claro que isso não passa de uma suposição e que ainda veremos muitas novidades mesmo dentro da rede 4G que está em processo de implantação.

Por Henrique Nicolau


O mercado da tecnologia e inovação está cercado de todos os lados pela proteção conferida pelas patentes.

E por isso, a Corte Federal do Estado da Pensilvânia nos Estados Unidos determinou o pagamento pela Marvell Technology de uma multa no valor de US$1,17 bilhões para a Universidade Carnegie Mellon University.

Este valor elevado se deve a uma violação de patente pela Marvell Technology que pertence à CMC relacionada ao uso de tecnologia que "aumenta a precisão com que os circuitos do disco rígido lêem os dados dos discos magnéticos de alta velocidade".

No entanto, o valor desta multa pode aumentar se a juíza do caso, Nora Barry Fischer, entender que esta violação ocorreu de forma deliberada e seu montante pode chegar a cerca de US$3,5 bilhões.

A Marvell Technology entrou com um pedido de anulação do processo argumentando que as informações da Universidade CMC ao falsas e infundadas.

Agora, todos aguardam a revisão do processo e decisão final da juíza com relação a esta questão.

Por Ana Camila Neves Morais


A Sony mostrou nesta semana mais um dos seus produtos que será lançado durante a feira de tecnologia CES 2013.

Desta vez a novidade da empresa de eletrônicos será o smartphone Xperia Z também conhecido como Yuga.

Este aparelho tem um processador Qualcomm Snapdragon Quad-Core com 1,5 GHZ, tela com touchscreen de 5 polegadas, sistema operacional Android e acesso à rede LTE.

Fonte: Ubergizmo

 

Além disso, o Yuga virá com memória Ram de 2 GB, leitor para cartão de memória, câmera traseira com 12 megapixels de resolução além de resistência à poeira e água.

A Sony não divulgou todos os dados sobre o aparelho e informou que demais informações bem como seus preços serão apresentados somente durante a CES 2013 que acontece no início de janeiro.

Por Ana Camila Neves Morais


Fonte: Gadgets.com

 

A Samsung apresentou recentemente o seu mais novo lançamento no mundo dos eletrônicos: o Mobile Beam Projector.

Este aparelho consiste em um projetos de imagens portátil que pode ser usado em dispositivos móveis como tablets, computadores e smartphones.

O Móbile Beam Projector possui um design luxuoso, resolução da imagem projetada de 640 x 360 nHD, bateria de 1650 mAh e exige para ser usado saída do tipo MHL/HDMI.

Deste modo, esta novidade é ideal para a apresentação de slides dispensando a necessidade de ter um data show e notebook.

O Móbile Beam Projector já foi lançado na Coréia do Sul com preço de US$ 221,00 e deve chegar em pouco tempo a outros países do mundo.

Fonte: Sam Mobile

Por Ana Camila Neves Morais


O cinema há muito tempo cria histórias futuristas com o uso de chips em pessoas que estão mais próximos da realidade, pois durante a Conferência do IEEE o professor John Rogers da Universidade de Illinois apresentou uma pesquisa que está desenvolvendo chips biológicos.

Estes dispositivos serão como eletrônicos epidérmicos que poderão ser usados como uma segunda pele auxiliando no diagnóstico e tratamento de diversos tipos de doenças humanas.

Para isso, estes chips será feitos de silício cortado em fatias com espessura nanométrica formando um emaranhado com bastante flexibilidade que pode ser colocado, por exemplo, em torno do coração como um “pericárdio eletrônico”.

Além da flexibilidade do silício nanométrico, estas novas estruturas terão um substrato de borracha para permitir seu estiramento em uma disposição como a de uma sanfona para a flexão.

Estes circuitos bio-eletrônicos poderão ser aplicados sobre a pele como tatuagens tendo cerca de 5 microns de espessura.

Por Ana Camila Neves Morais


Recentemente foi anunciado um novo acessório para o iPhone 5, por parte da empresa PopSlate. O produto é um novo case que dá ao smartphone uma segunda tela com tecnologia e-ink.

O acessório traz uma tela semelhante à do Kindle, da Amazon, sendo que o novo display é exibido na parte de trás do celular, oferecendo diversas novas funções. O novo display é capaz de exibir o que o usuário quiser, pois é personalizável.  Sendo assim, a pessoa pode optar pela exibição de apps ou de conteúdos das redes sociais, entre outras opções.

A ligação do case com o iPhone 5 será feita por meio da conexão lightining, onde era a conexão de 30 pinos antigamente. O melhor é que o consumo de bateria, por parte do acessório, é bem baixo, tendo em vista que a e-ink é uma tecnologia bem econômica.

De acordo com a empresa criadora, o case é quase indestrutível, porque é feito de plástico. Entretanto, para que o produto seja lançado, é necessário o apoio dos consumidores por meio do site de crowdfunding, chamado Indiegogo. O valor total solicitado para a conclusão e lançamento do projeto é de US$ 150 mil, com prazo de até 15 de janeiro. Até então, cerca de US$ 100 mil foram “coletados”.

Por Guilherme Marcon


A TIM (Telecom Itália) vem passando por sérios problemas que já ocasionaram medidas do governo como cancelamento da venda de chips e suspensão de promoções da empresa.

Mas esta situação pode estar próxima do fim, já que um empresário do Egito – Naguib Sawiris – informou esta semana que pretende investir cerca de US$3,9 bilhões na empresa de telefonia.

Naguib foi proprietário da Wind (terceira maior operadora de telefones da Itália) e quer investir esta quantia para reestruturar a TIM visando o seu crescimento no mercado brasileiro.

Além desta possibilidade de recursos, a TIM estuda a compra da operadora nacional GVT como estratégia adicional para o fortalecimento da marca no país.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Muito tem se falado sobre a realidade aumentada, mas até agora ela não conseguiu mostrar para que serve. Somente alguns aplicativos conseguiram apresentar alguma serventia para o recurso, mas no geral continua sendo somente bonecos que aparecem na tela do smartphone, sem muita interação com o usuário. Agora, a Sony lançou o LiveAction, um novo conceito que poderá ser a grande revolução da realidade aumentada.

A tecnologia usa versões digitais de uma pessoa e gera um efeito em 3D bem interessante. No vídeo apresentado pela fabricante, ela demonstra como o recurso funciona. É bem nítido que a tecnologia ainda está em fase inicial, mas o recuso seria muito bem utilizado em terminais de informações de vários locais públicos.

A tecnologia seria bastante útil em terminais de metro e ônibus, por exemplo, pois o usuário chegaria com um smartphone ou tablet e apontaria para o cartaz de informação, onde uma atendente apareceria e esclarecia todas as dúvidas, como qual estação descer para chegar ao seu destino e qual direção ir.

Agora, resta-nos aguardar para saber onde o novo recurso da Sony será implantado, mas sem dúvida ele seria muito útil no dia a dia de muitas pessoas.

Por Felipe Santos Bonfim


O Google, na tentativa de atrair mais usuários para o seu sistema operacional, anunciou no dia 09 de maio a sua nova proposta para a gravação de vídeos.

A ideia é que a próxima geração do Android forneça uma tecnologia para estabilizar a gravação de vídeos, deixando-a com qualidade muito próxima à utilizada nas filmagens profissionais.

A técnica que será aplicada imita os equipamentos profissionais, mas é desenvolvida para aparelhos de mão, como os smartphones. Isso, porque os usuários destes dispositivos não terão um tripé disponível para fazer suas filmagens de forma mais estável, como acontece em filmagens profissionais.

De acordo com o site Online Media Daily, a nova tecnologia será capaz de determinar qual é a melhor forma de capturar a imagem, refazendo o vídeo de forma automática e instantânea. Isso resultaria em um vídeo de qualidade equivalente a uma filmagem feita utilizando um tripé, pois anularia as imagens trêmulas que frequentemente acontecem.

Essa melhora atuaria diretamente nas câmeras dos smartphones, pois elas possuem obturador digital que não é capaz de capturar a imagem instantaneamente. Sendo assim, a pequena diferença de tempo entre movimentos já é suficiente para causar as distorções indesejadas e é exatamente nisso que a nova tecnologia da gigante das buscas vai atuar.

Por Guilherme Marcon


Já estão disponíveis para smartphones e tablets aplicativos que permitem acessar o nosso computador pessoal, de forma remota, em qualquer momento e a partir de qualquer lugar. Com a simples instalação de um programa torna-se possível visualizar, no smartphone ou no tablet, todos os conteúdos que estejam arquivados no computador, incluindo a informação que esteja guardada no desktop.

As acessibilidades tornam-se ilimitadas, uma vez que estes aplicativos permitem, para além da consulta da informação, efetuar downloads da informação armazenada nos computadores a que se acesse remotamente, bem como fazer uso de todos os programas que ali estejam instalados.

O acesso remoto, por via do smartphone ou do tablet, pode ser feito não apenas para o nosso computador pessoal, mas também para o do trabalho, por hipótese, ou para qualquer outro do nosso círculo de familiares e amigos, desde que não se trate de computadores protegidos ou inseridos em redes fechadas.

Deste modo, deixa de ser necessário você andar com o cabo de transmissão de dados de um lado para o outro, pois com esta aplicação os seus problemas estão resolvidos.


A cada dia que a passa a tecnologia destrói barreiras, facilitando o dia a dia do homem. O que poderia ser um sonho, torna-se realidade diante dos nossos olhos com o simples toque de nossas mãos.

Se você está na rua e precisa acessar a internet, o celular resolve os seus problemas e hoje ele é usado pelas pessoas independente de qual seja a sua faixa etária, seja para entretenimento, quanto para o trabalho.

A tecnologia 4G chega para superar todas as expectativas. A velocidade na transmissão de dados permite o carregamento de sites de maneira muito mais rápida que o 3G. Não bastasse isso, a tecnologia também permite uma melhoria na cobertura e segurança para os usuários.

A velocidade da tecnologia 4G será de no mínimo 100 megabytes por segundo, quando estiver em movimento (no carro, por exemplo).

A rede 4G é baseada em endereços IP, que usamos na rede doméstica ou sem fio, que suporta mais usuários conectados.

Nos Estado Unidos e na Europa a tecnologia está disponível desde 2010. No Brasil, a previsão é de que o 4G esteja disponível em meados de 2014, ano em que acontece a Copa do Mundo no país.

 

Por Luana Lima Mercado


Todo mundo sabe que a tecnologia está globalizada entre os países de primeiro mundo e os subdesenvolvidos, mas o atraso tecnológico é evidente nos mais pobres.

O Brasil, classificado como país emergente tem um atraso significante quando falamos de transmissão de dados para celulares e smartphones.

A tecnologia de ponta atual é a Long Term Evolution (LTE) que gera velocidades de 10 Mbps nas ruas das grandes cidades.

Os Estados Unidos classificam a LTE como 4G, mas ainda não existe porque nessa classificação as velocidades são acima de 100 Mbps.

Video-chamadas com a LTE são transmitidas praticamente em tempo real, o único problema ainda é a qualidade de imagem, mesmo assim é muito superior em relação à tecnologia 3G. 

No link a seguir temos a comparação entre LTE e 3G: www.youtube.com.

Para a Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil, a tecnologia LTE é de suma importância para a mídia envolvida e os torcedores, pois em grandes eventos o sinal é compartilhado por tantos aparelhos que a velocidade é reduzida ao extremo ou ficam inutilizáveis, impedindo que as notícias cheguem a outros aparelhos ou a internet em si.

Você que mora nas cidades-sede da Copa pode ficar tranquilo, pois até lá sua internet móvel estará bem melhor.

Por Vinicius Cassol


A operadora Claro habilitou toda a sua rede para a tecnologia 3G+ (High Speed Packet  Access), que tornará possível o alcance de velocidades até três vezes maiores que as atuais velocidades de navegação.

Os clientes 3G da Claro (cujos aparelhos são compatíveis com a tecnologia), a partir desse mês (dezembro de 2011), passam automaticamente a aproveitar os benefícios da rede 3G+, sem a adição de qualquer ônus extra.

Segundo Fiamma Zarife, diretora de Serviços de Valor Agregado (VAS) da Claro, os clientes da operadora, ao acessarem a internet,  contarão com uma velocidade média inicial que poderá atingir os 3 Mbps, podendo haver picos de 6 Mbps.

A tecnologia 3G+ também estará disponível aos clientes que escolherem o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Para se adequar à tecnologia 3G+, a Claro efetuou a atualização de softwares e hardwares, e estima-se que até 2012 a empresa investirá mais de R$ 3,5 bilhões em atividades de aprimoramento, tanto nos produtos e serviços, quanto na infraestrutura.

As empresas Claro, Net e Embratel (pertencentes ao grupo América Móvil), farão investimentos de R$ 10 bilhões, a fim de ampliar a rede de telefonia e conquistar novos mercados.

Por Rachel Bressan

Fonte: Paraná Shop


Mais uma revelação dos CEO’s que tem palestrado no Mobile World Congress, o badalado congresso em Barcelona que trata de mobilidade. Agora, foi a vez do manda-chuva do Google, Eric Schmidt, afirmar despretensiosamente que os dispositivos que rodam Android podem salvar o mundo.

Lembrou que este sistema operacional, embora seja uma uma criação recente, “é uma história de muito sucesso”. Em declaração transmitida pela rede CNN, ele disse que os smartphones com o SO podem “não prevenir guerras, mas irá incentivar diálogos antes que elas comecem”.

Para Eric Schmidt, os smartphones (aliados a tudo o que é produzido hoje na internet) no futuro serão utilizados cada vez mais para finalidades humanitárias, como combater a corrupção e as doenças.

Por Alberto Vicente

Fonte: Olhar Digital


A telefonia móvel e fixa tem crescido vertiginosamente no Brasil. A quantidade de linhas de celulares ultrapassou, recentemente, o número de pessoas, indicando aos quatro ventos a disposição do país em consumir os serviços do setor. No dia 14 de dezembro, a Nextel arrematou 11 dos 13 lotes do leilão da Banda H, última faixa de frequência voltada estritamente à tecnologia 3G.

Para Sérgio Chaia, presidente da empresa no Brasil, a companhia deverá investir entre R$ 4,5 bilhões e R$ 5,5 bilhões no país na próxima meia década. Juntando-se essa pretensão aos lotes arrematados pela Nextel, a operadora prevê que duplicará seu potencial de desenvolvimento nas terras tupiniquins.

De acordo com a Folha UOL, a Nextel, além da já disposta telefonia via rádio, passará a oferecer internet banda larga e telefonia móveis. Chaia assegura que o plano de investimento já abrange o montante de R$ 1,2 bilhão a ser pago à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) – referente a licenças.

Embora o grande volume dos investimentos seja do próprio caixa da Nextel, a empresa deu início a sondagens sobre prováveis financiadores, entre eles o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Por Luiz Felipe T. Erdei


O setor de telecomunicações brasileiro tem observado alta em praticamente todas as modalidades possíveis e imagináveis. O número de linhas operado por aparelhos móveis tem crescido de tal modo que até o final deste ano deverá superar, inclusive, a quantidade de pessoas.

Uma das mais recentes tecnologias à esfera é a 3G, amplamente empregada em celulares para que os consumidores possam, com maior destreza, acessarem a rede mundial de computadores por meio desses aparelhos. A geração 4G, já bem próxima, deverá ter suas licitações a licenças levadas adiante no primeiro trimestre do ano que vem segundo estimativas da conselheira Emília Ribeiro.

Para ela, o serviço precisa estar ao alcance da população em 2013, porém, de acordo com matéria veiculada pelo portal de notícias G1, a previsão anterior era de que as licenças fossem comercializadas apenas em 2012 (o tão temido ano profetizado por culturas antigas).

O 4G, para os que ainda não possuem conhecimentos, utiliza a Long Term Evolution, ou LTE, tecnologia que possibilita transmissão de dados com velocidade de até 100 Mbps, bem superior à atual operada pela 3G, de 14,4 Mbps.

Diferentemente de Emília, executivos da área de telecomunicações acreditam que o prazo estipulado para a licitação ao 4G no princípio de 2011 é no mínimo exagerada, pois asseguram que a Anatel está com agenda repleta de outros afazeres, tais como novos contratos de concessão relacionados à telefonia fixa até o final de 2010.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Quem se diverte em frente à TV assistindo os programas da Rede TV, em breve poderá estar ligado ao canal em qualquer lugar. Isso porque, a emissora irá lançar nos próximos meses sua versão mobile de programação.

Com foco nos smartphones e tablets com conexão 3G, a RedeTV, conhecida por ser uma das pioneiras ao adotar as transmissões em HD e 3D, agora quer dar o primeiro passo no mobile. A programação será transmita via 3G.

Com esta nova possibilidade de mídia, será possível assistir a conteúdo exclusivo no celular. Porém, vale frisar que a transmissão digital, que alguns celulares com TV captam, é diferente da transmitida via 3G.

Por Camila Porto de Camargo 

Fonte: Meio e Mensagem


Empresas de telefonia celular estão se preparando para lançar, a partir de outubro deste ano, planos de TV digital paga para os usuários de celular, com preços de até R$29,90 mensais.

Serão cerca de trinta canais pagos, sem custo adicional para as transmissões de TVs abertas, que serão oferecidos pelas empresas TIM, Oi, Claro e Vivo, através de acordo firmado entre as mesmas. Além disso, pretende-se oferecer vídeos sob demanda (VOD) e a opção pay-per-view (pague pelo uso), além do acesso à rede 3G, já incluso na assinatura mensal.

Os consumidores irão efetuar o pagamento pelo serviço através de débito direto na conta de telefone, ou por meio de cartão de crédito. No modelo atual as operadoras cobram por hora pelo uso do conteúdo digital.

Por Elizabeth Preático

Fontes: Folha de São Paulo, AD News


O TEDx é um evento que discute ideias que podem mudar o mundo, e o tema da edição que ocorreu no último sábado em São Paulo foi “o que o Brasil tem a oferecer ao mundo”. Vários palestrantes falaram de suas ideias e experiências.

Um dos destaques foi a palestra de Andrew Essex, que defendeu ideias ligadas à educação e tecnologia, principalmente o uso de smartphones em salas de aula. Ele acredita que dispositivos como o iPhone são essenciais para que a mobilidade chegue à educação como ferramenta de aprendizagem.

Ele também citou o uso de bonecas como a Barbie Engenheira da Computação para inspirar as meninas a se interessarem pela tecnologia.

No entanto, também alertou para a falta de visão de educadores americanos que proíbem o uso de celulares em sala de aula, e se esquecem que hoje os smartphones são verdadeiros computadores de bolso.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra


Quem é fã da série CSI já deve ter visto os peritos analisando um celular para localizar mensagens enviadas por um criminoso, ou descobrir para quem ele ligou. O que muitos não imaginam é que os peritos brasileiros de verdade contam com algo parecido para tentar solucionar os mais variados crimes.

Aliás, o programa usado pela polícia criminalística de São Paulo é o mesmo que é utilizado por órgãos federais americanos como o FBI. Através dele é possível destrinchar o conteúdo da memória de um celular, e até mesmo recuperar informações que já foram apagadas.

Isso também vale para um PC. Depois de apagados e excluídos da lixeira, os arquivos permanecem no disco rígido. Através do software a polícia consegue então localizá-los mesmo quando a exclusão aconteceu há meses.

Nos últimos dez anos o número de perícias digitais no estado de São Paulo aumentou quase 500 por cento. Os criminosos virtuais que se cuidem.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: G1


No último dia 8 de março foi divulgada a notícia da patente concedida à Nokia sobre bateria que utilizará movimentos para ser recarrega.

Essa tecnologia consiste na utilização da cinética produzindo energia para alimentação do dispositivo.

Segundo informações do jornal “The Times”, seriam utilizados cristais piezoelétricos que ao serem comprimidos produzem eletricidade. Ainda de acordo com “The Times”, o projeto da Nokia consiste em dois conjuntos de trilhos, um movendo-se de cima para baixo e um segundo movendo-se de um lado para outro. Tiras de cristais piezoelétricos serão posicionadas ao final de cada trilho, que ao serem comprimidas produziram a eletricidade. Dessa forma quando uma pessoa se levanta, caminha ou move-se de qualquer maneira, estará recarregando a bateria do seu celular.

Ainda não foi divulgado quanto esta maravilha custará aos nossos bolsos, nos resta apenas aguardar por novas informações.

Por Amanda Luna


Até hoje o filme Minority Report é muito cultuado pelos fãs de tecnologia devido às inovações apresentadas na história. Lembra do grande monitor transparente onde Tom Cruise manipulava as imagens através do toque direto na tela? Pois é. Estamos cada vez mais perto dessa realidade.

Verdade que existem dezenas de tutoriais na internet ensinando a reproduzir esse efeito utilizando o Photoshop. Outro dia até entrei num site onde havia uma foto de um notebook com monitor transparente, mas pena que era fake. Ou seja, tratava-se apenas de um embuste para chamar a atenção dos desavisados, e atrair audiência para o site em questão.

Apesar disso, há notícias de que a Samsung lançará algo parecido. No site Engadget dá até para ver um vídeo de demonstração apresentado na CES 2010 em Janeiro. O resultado é sensacional. Pena que a tela, aparentemente, não seja sensível ao toque.

Por Maximiliano da Rosa


O instituto alemão de tecnologia Karlsruhe (Karlsruhe Technology Institute) lança, na CeBIT 2010, uma nova tecnologia para comunicação móvel. Ela permite que as pessoas falem silenciosamente (sim, sem emitir um som sequer!), e, ainda assim, sejam entendidas por quem está do outro lado da linha.

A tecnologia se baseia no princípio da eletromiografia, ou seja, acontece uma leitura dos movimentos musculares faciais, que são coletados e gravados. Acontece a decodificação de sinais elétricos, que são usados para a comunicação móvel. Sem emitir um som sequer, qualquer pessoa pode se comunicar via celular.

A telefonia silenciosa promete acabar com um problema que atinge a todos: falar em ambiente onde o silêncio é obrigatório, como cinemas e teatros. Outro uso é para a transmissão de informação secreta. Se depender da telefonia silenciosa, as fofocas estão garantidas.

A telefonia silenciosa e outros projetos do Instituto, que estão sendo lançados na CeBIT 2010, podem ser vistas em www.kit.edu (site em inglês)





CONTINUE NAVEGANDO: