O celular se destaca pelo desbloqueio por debaixo da tela, um recorte bastante discreto e em forma de gota para abrigar sua câmera frontal e como sempre pouquíssimas bordas em uma tela com bastante aproveitamento.

O mercado de celulares topos de linha não se resume as marcas mais famosas, mas também aquelas que se destacam em algumas partes do mundo. É assim com a Xiaomi que dispõe em seu catálogo bastante competente de celulares, o MI 9, um topo de linha apresentado neste ano de 2019.

O celular se destaca pelo desbloqueio por debaixo da tela, um recorte bastante discreto e em forma de gota para abrigar sua câmera frontal e como sempre pouquíssimas bordas em uma tela com bastante aproveitamento.

Começando destacando estes pontos, é hora de mencionar com méritos a tela deste celular. Com resolução que chega a 1080×2340 o painel é bastante competente e entrega uma experiência para o usuário acima da média. Um recorte bastante tímido parece não atrapalhar quem usa esta unidade do aparelho.

O que parece não atrapalhar é a qualidade das fotos: um sensor triplo na parte traseira sendo que a lente principal possui 48MP possuindo uma para profundidade e outra grande-angular. O registro de fotos em modo retrato ou a captura de elementos longe do foco saem com naturalidade.

Por falar na tela, uma novidade que era bastante aguardada: desbloqueio sob a tela. Esta era uma tendência que iria ser adotada em pouco tempo pela indústria e a Xiaomi trouxe no MI 9. Para quem vai adquirir uma unidade não precisa se preocupar com o desbloqueio.

O MI 9 traz como processador o tão conhecido Snapdragon 855, sendo um quadcore será o processador dos celulares mais cobiçados deste ano. A Xiaomi apostou neste chipset para posicionar o MI 9 entre os melhores aparelhos de 2019. O grande destaque quando foi anunciado era o seu suporte a conexões 5G de redes móveis o que infelizmente não chegou neste modelo. Porém o consumidor notará as melhorias no desempenho e na experiência como um todo. A inteligência artificial também é um trunfo do chip, que deve ser aproveitado pelas fabricantes, incluindo a Xiaomi. Outro ponto será a economia de energia já que o processador roda com menor clock quando uma atividade mais leve não exige tanto, o que auxilia na economia de bateria.

Aliado ao processador de gama alta, 6Gb de memória RAM foram disponibilizados. O valor é o mesmo presente no S10E, a versão essencial que concorre diretamente com o MI 9 já que são dois topos de linha. O armazenamento pode chegar até 128 GB sendo este espaço compartilhado entre aquele disponível para o usuário e aquele consumido pelo sistema operacional e seus aplicativos embarcados de fábrica.

Infelizmente, e é uma mancada da Xiaomi, não há a possibilidade de expansão via cartão SD, o que exigirá uma habilidade do usuário de gerenciar automaticamente o espaço interno.

Sucesso de vendas

De acordo com números divulgados no dia 01 de abril, a Xiaomi já enviou as lojas um total de um milhão de unidades do modelo MI 9 o que mostra que o modelo se tornou um sucesso de vendas.

Porém, em algumas lojas, o estoque parece estar baixo. A procura é tão grande que muitos estão precisando esperar uma semana para sua unidade ser enviada.

Disponibilidade

Até o fechamento da reportagem, estivemos vasculhando uma série de sites da China que possibilitam o envio para o Brasil. Alguns portais estão comercializando as unidades com cores em azul, rosa e preto por valores pouco acima de 2 mil reais, valor que fica de igual para igual no Brasil com alguns celulares topos de linha de anos anteriores como o S8 e em promoções esporádicas o S9.

Nestes portais, o MI 9 conta como um celular de pré-venda. A versão que está sendo comercializada possui apenas 64 GB e não 128 GB como a versão mais parruda deste celular.

Já no Brasil, em alguns e-commerce, podemos encontrar o MI 9 por até 3 mil reais.

Por Leandrinho de Souza

Xiaomi MI 9


Linha Mi 9 da Xiaomi contará com 3 modelos: Mi 9, Mi 9 SE e Mi 9 Explorer. Lançamentos ocorrerão nos próximos meses de 2019.

A Xiaomi – fabricante chinesa conhecida pela qualidade, preço baixo e especificações honestas – aproveitou este mês de fevereiro para “atacar” as concorrentes. Oferecendo três modelos – Mi 9, Mi 9 SE e Mi 9 Explorer – as três variantes do Xiaomi Mi 9 apresentam o que a empresa pensa para os seus aparelhos de média e alta gama.

Mi 9 SE

Começamos pelo Xiaomi Mi 9 SE. Sem apresentar o significado para a nomenclatura, ele mostra configurações interessantes, porém sem a possibilidade e expansão via cartão SD, apresentando apenas o espaço para dois cartões de operadora.

A parte frontal se destaca pelo pequeno espaço que abriga a câmera. O formato de gota do recorte é uma medida para os incomodados pelos recortes maiores de empresas como a Apple, porém sem deixar de abrigar o que é necessário. A parte frontal quase sem bordas ainda apresenta um painel AMOLED com tamanho de 5,97 polegadas e resolução 2K. A Xiaomi ressaltou que o painel tem proteção Gorila Glass 5, uma segurança extra contra riscos e arranhões.

O processamento por aqui é bastante tímido: um Snapdragon 712 de 10 nm que é bastante eficiente na maioria das atividades do usuário: sejam jogos, consumo de mídia ou uso em geral, o processador deve dar conta do recado. Para combinar, 6GB de memória RAM com 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno completam as características.

O conjunto de câmeras está muito bem servido: são três câmeras na parte traseira sendo que a principal possui incríveis 48 MP, algo inédito e pouco encontrado em outros aparelhos. Megapixels não significa tudo, mas já auxilia muito. A câmera frontal abrigada no pequeno espaço em forma de gota possui 20MP e é bastante competente no que diz respeito à selfies, graças as otimizações realizadas pela Xiaomi.

O SE tem bateria de 3.070 mAH com suporte ao carregamento rápido.

Xiaomi Mi 9

O Mi 9 tradicional apresenta configurações bastante equilibradas e pensadas para o público que busca um topo de linha. Assim como o SE, a versão também abriga um recorte em forma de gota, onde está a câmera frontal. Uma tela de 6.39 polegadas com tecnologia Super AMOLED e poucas bordas completam o visual de frente do aparelho.

Na parte traseira, destacam-se o conjunto triplo de câmeras com 48 MP na principal. Assim como citado anteriormente, megapixels não significa tudo, mas já auxilia e muito. A câmera frontal segue os padrões do modelo SE, com 20 MP sendo uma lente bastante competente para selfies e outros modos que o usuário necessitar e escolher.

Nas entranhas ele se destaca: são 8GB de memória RAM sendo que o processador para dar conta do recado é o novíssimo Snapdragon 855, um topo de linha que deverá dar conta do recado por muitos anos. O armazenamento interno fica em 64 GB ou 128 GB, porém sem espaço para um cartão de expansão de armazenamento.

Mi 9 Explorer

Apresentado com o modelo ideal para o topo de linha, este deve ser o modelo para bater de frente como qualquer outro. Os diferenciais começam com sua construção já que as entranhas escondem materiais bastante resistentes. Abaixo deste vidro é possível verificar a beleza em que a Xiaomi preparou para os consumidores.

São três câmeras na parte traseira: o sensor principal é de 48 MP destacado por um anel vermelho. Na parte frontal, o mesmo sensor presente nos aparelhos anteriores também se destaca.

Por baixo do capô, 6GB, 8GB ou 12 GB apresentam o desempenho máximo que esta máquina pode suportar. São 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno acompanhado por um processador Snapdragon 855 o novo topo de linha em termos de processamento.

A tela de 6,39 polegadas com tecnologia Super AMOLED dão o ar da graça em uma parte frontal com poucas bordas e muita tela.

Leitor por baixo da tela

O MI9 tem o sensor de digitais debaixo da tela, uma tendência que deve ser adotada ao longo do ano. Antes restrito a alguns celulares chineses, a Xiaomi incorpora essa funcionalidade em seu topo de linha.

Preço e disponibilidade

Chegando nos próximos meses ao mercado internacional, o modelo mais básico que é o SE sairá por 300 euros podendo chegar até os 530 euros dependendo do modelo. Não há previsão de chegada para o Brasil.

Por Leandrinho de Souza

Xiaomi Mi 9


Conheça as funções do smartphone Xiaomi Mi Play, que é considerado muito moderno por muitos usuários desse tipo de aparelho.

O Xiaomi Mi Play é um smartphone muito completo e com funções modernas. Por essas duas características, ele se torna uma ótima opção de compra para muitas pessoas. Principalmente para os usuários mais exigentes. As características desse aparelho são incríveis, e por isso ele tem tudo para ser um dos melhores smartphones de sua categoria. Ele também conta com um designe perfeito e muito moderno, que acaba se tornando atrativo para a maioria das pessoas.

Veja agora as principais informações sobre esse smartphone.

Aparelho com tela de 5.84 e ótima resolução

A tela desse parelho é considerada maior que o tamanho padrão. Muitos usuários preferem uma tela desse tamanho, pois facilita muito o acesso a variadas funções do aparelho. Com uma tela de 5.84 polegadas fica bem mais fácil ver vídeos e séries no celular, assim como interagir nas redes sociais. A resolução da tela é de 2280×1080 Pixels.

Memória interna de 64 GB

A memória interna do Xiaomi Mi Play é de 64 GB. Por essa razão o usuário não precisa se preocupar com o espaço interno desse aparelho. Ele consegue guardar muitas informações como: Fotos, vídeos, músicas, arquivos e documentos diversos. Além de ter muito espaço para baixar muitos jogos e aplicativos com diferentes formatos. Ter uma boa memória interna é importante para manter o celular leve, sem que o mesmo fique sobrecarregado.

Câmera traseira de 12 MP

Outra função bem interessante desse aparelho, é a sua câmera traseira. Ela possui 12 MP e tem ótima resolução de 4000×3000 Pixel. As imagens dessa câmera são limpas e ficam boas até mesmo em locais com pouca iluminação. E por isso esse aparelho é indicado para quem gosta de tirar fotos com qualidade profissional. A câmera do Xiaomi Mi Play tem alguns recursos bem interessantes como: Foco por toque, flash de LED, Estabilização, detecção fácil e autofoco.

Câmera frontal de 8 MP

A famosa câmera de selfie tem 8 MP. Ela também faz fotos perfeitas e com resultado profissional. Essa informação vai agradar principalmente aos usuários que gostam de tirar muitas selfies para postar nas redes sociais.

Ótimo sistema operacional

O sistema operacional desse aparelho é o Android 8.1 que é muito avançado. Ele ajuda a deixar o celular mais completo e também a organizar a interface do smartphone. Esse aparelho tem para agradar aos usuários. Pois reúne um conjunto de informações positivas.

Aparelho com sistema LTE 4G

Esse aparelho também tem o sistema LTE 4G que é responsável pela ótima transferência de dados desse aparelho. E também para dar uma melhor conectividade para acessar a internet.

Sistema de GPS

O Xiaomi Mi Play possui sistema de GPS, e isso vai facilitar muito a vida dos usuários que dirigem. Com essa função fica mais fácil para dirigir em locais desconhecidos.

Sistema Dual Chip

Esse smartphone possui sistema dual chip. Dessa forma o usuário pode usar dois chips em um único aparelho e dessa forma ele poder ter um número pessoal e de trabalho em um mesmo lugar. Facilitando ainda mais o dia a dia.

Bateria com boa duração

A bateria do Xiaomi Mi Play tem ótima duração. Ela possui 3000 mAh e permite que esse aparelho tenha carga por muitas horas. Esse é mais um ponto positivo desse aparelho.

Smartphone com designe muito moderno

A aparência desse aparelho é muito atrativa. Além de ter um bom tamanho, esse smartphone é fino com apenas 7.8 milímetros e apenas 150.5 gramas. Por ser tão leve, ele se torna muito fácil de manusear e transportar. De modo geral, esse tipo de aparelho agrada por não ter tantas informações e mesmo assim agrada a maioria das pessoas.

Valor do aparelho

Esse aparelho tem um ótimo custo benefício e tem valor médio de R$860,00. Para conseguir esse valor é necessário fazer uma pesquisa de preços e melhores lojas.

Como podemos ver, esse smartphone é muito completo e cheio de funções modernas!

Por Cristiane Amaral

Xiaomi Mi Play


Modelo foi lançado em 2018 e se destacou por ser um aparelho top de linha por um preço justo.

Lançado no ano passado com grande alvoroço no mercado internacional, o Xiaomi Pocophone F1 se destacou por ser um aparelho top de linha por um preço justo. A linha foi criada como uma alternativa da chinesa a sua linha tradicional, a tão conhecida Redmi, que conta com um público muito fiel no Brasil.

O preço agressivo de 400 dólares em seu lançamento aliado as configurações respeitáveis ditam o tom deste aparelho. Sua câmera dupla com sensor de digitais logo abaixo e o flash ao lado são pontos interessantes, que se juntam ao aproveitamento da parte frontal, com uma boa lente especialmente para as selfies.

O que a Xiaomi conseguiu extrair neste aparelho lembra o Moto X de 2014, lançado por um preço justo, especificações ótimas para sua época e desempenho matador.

Desempenho e armazenamento

Por aqui, o processador responsável por executar as tarefas é o Snapdragon 845, topo de linha com oito núcleos, sendo quatro de 2.8 GHz e outros quatro em 1.8GHz, com suporte nativo ao 64 Bits. A GPU é a Adreno 630 que é capaz de rendenizar e executar jogos com qualidade alta sem comprometer o desempenho geral do smartphone. Completam as principais características, 6 GB de memória RAM e combinado com 128 GB de armazenamento interno, expansível para até 256 GB quando utilizado um cartão microSD. O Sistema embarcado é o Android, recebendo melhorias por parte da chinesa.

Display com IPS

A Xiaomi aplicou um painel de 6.18 polegadas no F1 com resolução 2K e 403 pontos por polegada. São 16 milhões de cores, proteção gorila glass e tecnologia IPS em uma tela que aproveita muito bem a parte frontal. Aproveitando a onda do momento, se encontra poucas bordas neste F1.

Dual câmera

A Xiaomi empregou um sensor duplo na sua traseira (12MP e 5MP). São sensores com tecnologias interessantes, que permite ao usuário capturar fotos em altíssima resolução, com possibilidade do efeito de profundidade, presente em celulares intermediários e avançados. Para os que gostam de vídeos, por aqui há a possibilidade de gravação em vídeos 4K com estabilização e slow motion. A câmera frontal possui 20 MP e preserva as mesmas qualidades da traseira.

Outros apetrechos

A gaveta do cartão Sim é hibrida, sendo possível o uso de dois chips de operadora, ou de um chip de operadora e o cartão de armazenamento externo.

Tirando isso, o leque de conexões é grande: Wi-Fi com capacidade para altas velocidades, GPS com GLONASS E BeiDou, suporte a bandas 4G do mundo todo – inclusive do Brasil.

Para finalizar, a bateria é de 4.000 mAh, destaque em um aparelho topo de linha.

Preço e disponibilidade

O F1 não é vendido oficialmente em terras brasileiras, porém, é possível a importação de países onde se comercializa ou a compra em varejistas on-line. Até o término desta matéria, poderia se encontrar o modelo por preços de R$ 1.700 a próximo de R$ 2.000 em lojas online.

A “Apple da China”

A Xiaomi conquistou o posto de “Apple da China”. É uma empresa inovadora, sendo uma das que mais lideram a venda de smartphones no oriente. Foi fundada em 2010 e iniciou a venda de produtos via internet. Além de fabricar celulares também desenvolve e fabrica outros aparelhos eletrônicos.

Avaliada em mais de 20 bilhões de dólares, se destaca pela produção de bons aparelhos com especificações equilibradas e preço competitivo.

No Brasil, chegou a iniciar suas operações, porém após um tempo razoavelmente curto, decidiu por não comercializar mais seus produtos por aqui. Possui uma larga escala de fãs que importam os aparelhos da chinesa e mantém uma comunidade bastante fiel em terras tupiniquins. Não possui garantia, porém as assistências técnicas possuem capacidade para realizar as manutenções como troca de tela, de peças e conserto dos produtos.

Por Leandrinho de Souza

Xiaomi Pocophone F1


O modelo Top de Linha Xiaomi Mi Mix 2S consiste em um smartphone operante por Android, portando características muito inovadoras, as quais qualificam este aparelho, tornando-o uma excelente alternativa em quaisquer tipos de situações e utilização.

A terceira maior distribuidora de smartphones em todo o mundo, a companhia chinesa Xiaomi, está com novo lançamento no mercado.

Trata-se do modelo Top de Linha Xiaomi Mi Mix 2S, que consiste em um smartphone operante por Android, portando características muito mais inovadoras, as quais qualificam este aparelho, tornando-o uma excelente alternativa em quaisquer tipos de situações e utilização. Entre os seus atributos diferenciais estão:

Estruturado com uma tela em 5.99 polegadas de dimensões, esse novo Xiaomi atinge o topo da sua categoria. A capacidade de resolução é alta qualidade, ultrapassando os anteriores, 2160×1080 em Pixels. Outra funcionalidade que está aperfeiçoada é a de LTE em 4G, a qual permite melhor transferência de dados e uma excelente navegação pela internet, suplementada por uma mais efetiva conectividade em Wi-fi e no GPS, ambos presentes neste novo aparelho. Chega às mãos do consumidor munido de um maior leitor multimídia; de função de videoconferência, e de dispositivo Bluetooth. Mantém a memória interna em 128 GB, embora sem a capacidade para expansão. Em termos de câmera, ele dispõe de uma lente em 12 Megapixels.

Para melhor detalhar suas qualidades, vamos passar para a seguinte relação de atributos:

Possui sistema operacional em Android 8.0 MIUI v9 Oreo; pesa em torno de 189 gramas; chipset em Snapdragon 845 Qualcomm SDM845; processador de 4x 2.8 GHz Kryo 385 + 4x 1.8 GHz Kryo 385; GPU Adreno 630; memória RAM em 6 GB; memória Max em 128 GB, sem função expansiva; possui 5.99 de polegadas; Touchscreen; câmera em Megapixel de 12 Mp + 12 Mp; resolução em 4032 x 3024 pixel; dimensões do sensor em 1/2.55 " + 1/2.9 "; abertura de lentes em F 1.8 + F 2.4; função de estabilização ótica; Flash de tipo Dual Led; câmera frontal em 5 Mp F 2; conexão de Wi-Fi em 802.11 a/b/g/n/ac; dispositivo Bluetooth em 5.0 com A2DP/LE; GPS em A-GPS/GLONASS/BeiDou/Galileo; função player vídeo em MP4/H.263/H.264/WMV.

Toda a lista acima constitui, essencialmente, a sua ficha técnica, embora possua muitos mais detalhes especiais.

De acordo com o especialista e proprietário do canal de Youtube, Be!Tech, Felipe Becker, esse top de linha da Xiaomi é, basicamente, o pai das grandes telas de celulares. O modelo Xiaomi Mi Mix 2S é, em realidade, uma versão totalmente remasterizada da anterior, intitulada Xiaomi Mi Mix 2.

São, portanto, duas novas câmeras, novo processador e demais especificações novas embutidas na mesma estrutura física. É sempre bom lembrar que o rápido avanço das tecnologias tem permitido a criação de aparelhos cada vez mais potentes e menos distintos entre si, devido ao barateamento dos custos de produção e da facilidade de se projetar funções cada vez mais criativas, abstratas e menos pesadas para memória dos aparelhos. A tecnologia tende a ser mais democrática com o seu aperfeiçoamento, tornando os aparelhos equivalentes entre si, ou seja, providenciando pouca diferença entre os mais caros e os mais baratos.

Outras especificações incluem a bateria, que está munida com potência de 3400 mAh.

Por ser um aparelho de porte um pouco maior que o normal para smartphones, ele se torna bem mais confortável, e mais fácil de manusear. A tela ampla, com extremidades bem estreitas, faz transbordar as imagens como em uma piscina cheia. A função HDR das câmeras é muito eficiente, dado que o Youtuber realizou algumas fotos em seu estúdio, com as lentes voltadas para as luzes e, mesmo assim, a imagem saiu de excelente qualidade, neutralizando os brilhos das mesmas sobre a câmera do celular.

A função de inteligência artificial, para fotos, contém um sensor que capta todas as sutilizas de cor e intensidade de luz do ambiente, produzindo imagens de maior qualidade. Entre outras novidades.

Vale a pena conferir. Para mais informações, com demonstrações acesse o canal de Youtube, Be!Tech: https://www.youtube.com/watch?v=JWgPTuy9eJ8.

Por Paulo Henrique dos Santos

Xiaomi Mi Mix 2S


Novo lançamento da Xiaomi deverá ser lançado em breve e poderá ter câmeras duplas.

Desde o início deste ano está se falando sobre o lançamento da Xiaomi, o Mi 6x, também conhecido como Mi A2, lançamento da marca chinesa. Somente alguns dados mínimos foram revelados para deixar os interessados em novas tecnologias de celulares ainda mais curiosos sobre o aparelho. Mas, o que podemos esperar deste lançamento?

A Xiaomi pensa em fazer uma junção destas duas linhas de grande sucesso, ou seja, é certo que ele virá com um sistema bom, desempenho e um preço bom, pois essas são características das linhas que o antecedem.

Teremos em questão, segundo rumores, um aparelho muito similar ao Redmi Note 5, porém, com algumas melhorias técnicas, sobretudo na parte de câmeras e no Chipset.

Há rumores que as câmeras deste celular virão na tendência que outras marcas estão apresentando: a de câmeras duplas. Com uma abertura de 2.0 e flash LED, com 20 megapixels na principal traseira e 13 megapixels na secundária traseira com capacidade de gravação em 4K a 30fps,a própria empresa Xiaomi confirmou que estas câmeras terão sua funcionalidades melhoradas e que o aparelho apresentará melhor desempenho fotográfico que o Redmi Note 5 Pro. Já na frontal talvez vejamos uma câmera de 8 megapixels capaz de gravar em 4K também. Porém isto não passa de rumores.

O processador é algo que permanece uma incógnita, pois talvez o celular venha com duas versões de CPU, assim como outras linhas da chinesa. Fontes do segmento de tecnologia se contradizem toda hora a respeito do processador que ele terá, umas afirmam que ele terá um Chipset desenvolvido pela Xiaomi que seria equivalente com a potência encontrada no Snapdragon 626, outros que ele terá, de fato, o Chipset da Qualcomm, podendo ser o Snapdragon 626, 636 ou 652 em questão.

Mas as últimas notícias relevantes encontradas sobre o aparelho na internet é que ele terá um Hélio P60. Entre outros rumores sobre a GPU do aparelho se afirma que é possível que seja uma Adreno 506 ou a ARM-Mali-G71 MP8.

Como já dissemos, este aparelho pode vir em duas versões, porém mudando apenas a memória RAM e a memória ROM, a primeira versão e mais básica virá com a maioria das características da principal, porém com 3GB de RAM e 32GB de ROM, a segunda versão, e mais top, virá com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno.

Umas das coisas neste aparelho que deve surpreender é a tela, pois talvez venha com a opção de tela Full HD IPS com resolução de 2160x 1080 pixels, 6" e com a tendência de proporção 18:9, usada com sucesso por outros modelos da marca chinesa.

O sistema operacional possível será a interface própria da marca, tendo como visão, o desempenho do aparelho, sendo um sistema muito limpo e muito fiel ao Android puro, tendo mínimas alterações feitas pela Xiaomi, algo que é muito positivo.

Podemos concluir que este celular pode ser tomado como um upgrade do MI A1, então podemos esperar um design com certeza muito bonito, com uma tela de boa qualidade, bom acabamento, bom hardware, além, claro, é bem possível que ele seja comercializado com um ótimo preço, valorizando seu custo-benefício, assim como seu antecessor.

Estamos na expectativa deste aparelho, porém a marca não se pronunciou a respeito disso ainda, temos que esperar, porém, existe uma grande possibilidade de que ele seja anunciado no dia 25 de abril deste ano. Porém, para os consumidores brasileiros uma má notícia. Ele não será lançado no Brasil, pois as vendas por aqui foram encerradas. Mas existem alguns sites para importar estes lançamentos de forma segura.

Por Ana Beatriz de Oliveira

Xiaomi Mi 6x


Novo modelo da Xiaomi será destinado ao público gamer e terá ótimas configurações.

O aparelho de telefonia móvel, celular, passou de um acessório de luxo para algo de extrema necessidade, com diversas funções que auxiliam tanto tarefas difíceis quanto atividades simples do dia a dia. Portanto, o celular vem fazendo parte cada vez mais da vida das pessoas e das empresas.

Ao comprar um celular, o consumidor leva em conta vários fatores como preço, funções, especificações, aparência, câmera, potência da bateria e, claro, se ele atenderá as suas necessidades. Vale lembrar que a devido à idade, gênero, poder aquisitivo e profissão, a necessidade dos clientes varia, por exemplo, há aqueles que preferem fazer boas fotografias, outros que gostam de ficar sempre online e ainda outros que não dispensam um bom jogo, sem falar naqueles que focam na comunicação através de ligação de voz e algumas vezes em um único cliente encontramos mais de uma necessidade a serem sanadas. Diante dessa variedade, cabe às empresas de telefonia móvel inovar cada vez mais a fim de atender aos desejos dos consumidores. Pensando nisso, uma empresa chinesa, em parceria com a nova fábrica de smartphones Black Shark Technologies, lançou um novo aparelho focado nos jogadores.

Em agosto de 2011 a marca com sede em Pequim, na China, Xiaomi, produziu o seu primeiro smartphone. Atualmente, a empresa é conhecida por produzir aparelhos altamente tecnológicos, porém com valores acessíveis. Apesar de permanecer pouco tempo no mercado brasileiro (entre junho de 2015 e setembro de 2016) é possível adquirir um smartphone da marca através do site Gearbest ou alguns consumidores optam por outras formas de importação.

O Black Shark (Tubarão Preto, em português), smartphone da Xiaomi voltado para jogos tem lançamento previsto para o dia 13 do mês de abril. Muitos jogadores têm boas expectativas sobre o aparelho, não é possível saber ao certo a voltagem da bateria, ou a rapidez do carregamento, mas podemos saber que o aparelho contará com um sistema de resfriamento rápido, três opções de capacidade da memória RAM e interna (6 RAM + 128gb, 8 RAM + 128b ou 8 RAM + 256gb). O sistema operacional será o Android Oreo (Android 8.0.0), quanto ao processador será o Qualcomm, lançado à aproximadamente cinco anos atrás.

O modelo usado no Black Shark será o Snapdragom 845 um processador octa core, (oito núcleos de processamento, para performance e eficiência). O Sanpdragom foi lançado em 2017 e é um processador que foca na alta qualidade da reprodução de vídeos, de fotos e na segurança eficaz.

O chip conta com um sistema a parte chamado SPU (Secure Processing Unit, em português Unidade de Processamento Seguro). Informações pessoais como leitor de digital, íris, reconhecimento facial e autorização de compras no cartão de crédito, estarão armazenadas em um local a parte, onde o foco é mantê-las seguras, evitando que o usuário seja lesado por invasão de privacidade e uso indevido de tais informações. Isso é importante no ambiente virtual, onde a imagem nítida é essencial para desfrutar de bons jogos e durante alguns deles acontecem transações financeiras para a preservação da vida e compra de aparatos para desenvolver boas jogadas.

Aparentemente, o Black Shark lembra um controle de videogame, na horizontal o aparelho apresenta algumas teclas conhecidas pelos jogadores. A tela grande full HD e a cor verde proporciona um ambiente divertido. O smartphone possui entrada para carregadores e para fone de ouvido.

Encontrar um celular para amantes de jogos não é fácil, a marca é uma das poucas com essa inciativa.

A Xiaomi, uma das cinco marcas mais relevantes no mercado deixa os gamers ansiosos quanto ao lançamento produto que parece ser concorrente forte de outras marcas com a mesma finalidade. Os jogadores aguardam com expectativa o dia 13, quando poderão conhecer o aparelho por completo, incluindo o preço, voltagem da bateria e sistema de velocidade de carga.

Por Ingrid Santos Cortes

Xiaomi Black Shark


O Xiaomi Mi Mix 2S tem ótimas características e funções muito interessantes.

O Xiaomi Mi Mix 2S é um celular com ótimas funções e características bem interessantes. E, por isso, ele é indicado para os usuários mais exigentes. Ele é um grande celular e, portanto, é fácil desbancar seus maiores concorrentes e mesmo tendo um valor acima da média, ele continua sendo a melhor opção de compra para algumas pessoas. Veja abaixo suas principais informações.

Celular com tela de 5.99 polegadas e ótima resolução

A tela do Xiaomi Mi Mix 2S possui uma grande tela de 5.99 polegadas e sua resolução é de 2160 x 1080. Dessa forma, o usuário tem uma visibilidade perfeita ao acessar alguns recursos como: ver filmes online, vídeos, séries, acessar aplicativos e redes sociais. A tela com esse tamanho facilita a vida de quem possui algum problema na visão.

Grande memória interna

Sofrer com a falta de espaço no celular é um problema bem comum hoje em dia, porém, isso dificilmente irá acontecer com quem tiver um celular Xiaomi Mi Mix 2S, pois ele possui memória interna de 256 GB, que é perfeito para guardar muitas coisas como: Vídeos, fotos, músicas, arquivos e dar espaço de sobra para diversos aplicativos e jogos. E com esse espaço o celular não sofre aqueles problemas comuns que travam o sistema ou pedem para reiniciar a todo tempo.

Gravação de vídeo em 4K

Outra função bem legal do Xiaomi Mi Mix 2S é que ele consegue fazer gravação de vídeo em 4k e com uma resolução de 3840 x 2160, que é muito alta e consegue fazer vídeos com imagens perfeitas. E, por isso, esse celular é indicado para usuários que gostam de estar gravando diversos tipos de vídeos que podem ser caseiros ou até mesmo profissionais como para um canal no Youtube.

Celular muito fino e leve

Esse celular tem uma espessura muito fina de 7.7 mm e pesa apenas 185 gramas, sendo muito fácil transportá-lo de diversas formas. Além disso, ele possui um design bem perfeito e moderno que agrada a muitas pessoas.

Vamos falar do valor do Xiaomi Mi Mix 2S

O valor desse celular pode até ser considerado alto, porém, ele tem tantas funções modernas que ele é perfeitamente justificável. É claro que a qualidade e o nome da marca também explicam esse valor, mas esse aparelho é indicado para os consumidores mais exigentes e, na maioria das vezes, eles estão dispostos a pagar um valor mais alto sem problema algum. Esse celular tem preço médio de R$2.650,00. É preciso fazer uma boa pesquisa e talvez se consiga comprá-lo em alguma promoção.

Xiaomi Mi Mix S2 tem bom sistema operacional

O sistema operacional desse celular é o Android 7.1, e ele possui muitas funções interessantes que ajudam no dia a dia, veja abaixo algumas dessas funções:

– Atalhos de aplicativos para facilitar o uso das principais funções do usuário

– Teclado de imagens e gifs que deixam algumas funções mais divertidas

– Suporte do Google para ajudar aos usuários menos experientes

– E muito mais

Câmera de 12 megapixels

A câmera traseira possui 12 MP que é capaz de fazer variadas fotos com imagens perfeitas e essa é uma ótima informação para os usuários que amam tirar fotos. Além disso, esse aparelho possui recursos como: Detecção facial, estabilização ótica, foco por toque, entre outros.

Câmera frontal de 5 MP

A câmera da frente que é mais conhecida como a câmera de selfies possui 5 megapixels. Ela também consegue fazer imagens incríveis em diferentes locais e com iluminações bem diferentes.

Ótima bateria

Esse celular possui bateria de 3400 mAh, ela tem boa duração e consegue manter o celular ligado o dia inteiro.

Esse aparelho é uma ótima opção de compra e, com certeza, vai agradar a seus usuários!

Por Cristiane Amaral

Xiaomi Mi Mix 2S


Smartphone possui diversas funções e design moderno.

O smartphone Xiaomi Mi 6 é bem moderno e com uma configuração impressionante. Ele possui muitos recursos que deixam a vida do usuário bem mais prática. Além de ter um design moderno que agrada em cheio a maioria dos usuários. Então vamos conhecer um pouco mais sobre esse celular.

Xiaomi Mi 6 tem tela de 5.15 polegadas

Primeiro vamos falar do tamanho da tela desse celular, que possui 5.15 polegadas e uma ótima resolução de 1920×1080 que consegue manter o usuário grudado no celular. A tela desse tamanho é um ponto positivo para quem gosta de ver muitos vídeos, filmes, séries e se manter conectado nas redes sociais. Com uma tela desse tamanho fica mais fácil enxergar todos os detalhes que estão na tela.

Celular com ótimo sistema operacional

Esse celular tem como sistema operacional o Android 7.1.1 que algumas funções bem interessantes e que facilitam a vida do usuário. Veja algumas dessas funções:

– O usuário pode editar os ícones de configurações rápidas e mudar e alterar suas posições, colocando os recursos mais usados por ele na primeira seção

– Esse Android possui modo noturno nativo que serve para melhor visualização da tela em locais escuros, ao tocar nessa opção o usuário pode escolher a opção luz noturna e até mesmo padronizar os tons desejados

– Para quem não gosta de ficar recebendo tantas notificações no celular, esse Android vai dar a opção de silenciar esses avisos com apenas um toque na tela

– Usar um segundo idioma como padrão do sistema, dando maior liberdade para quem quer ter a funcionalidade em mais de um idioma

– O usuário também consegue programar diversos números de emergência para pode usar em momento críticos, como polícia, bombeiro entre outros. É possível também preencher um formulário com informações importantes do dono do celular como o tipo sanguíneo dele. Esse tipo de informação é fundamental em caso de acidentes, e pode salvar uma vida.

Esse Android possui essas e muitas outras funções muito importantes na vida de qualquer pessoa.

Smartphone com função LTE 4G

Para quem gosta de um celular com configuração moderna, precisa saber que o Xiaomi Mi 6 tem a função LTE 4G, que serve para fazer transferências de dados com muita rapidez e faz com que a velocidade da navegação seja excelente.

Ótima memória interna de 128 GB

Outro destaque bem interessante desse celular é que ele tem ótimo espaço. E essa é uma das maiores preocupações do usuário na hora da compra de um celular. Com esse espaço interno no aparelho é possível guardar muitas fotos, músicas, vídeos, ter vários aplicativos legais e baixar jogos também. O detalhe importante do espaço interno desse celular, é que não é possível fazer a expansão desse espaço.

Xiaomi Mi 6 é fino e leve

Para quem gosta de celular fácil de carregar, pode se animar. Esse smartphone tem apenas 7.5 mm e pesa apenas 168 gramas. Então fica bem prático carregar seu smartphone no bolso da calça, bolsa pequena e outras formas bem comuns sem qualquer transtorno.

Smartphone com câmera de 12 MP

Outro ponto bem positivo desse celular é sua câmera, ela tem 12 megapixels e ótima qualidade. Consegue tirar fotos em diferentes lugares e ângulos e cumpre muito bem o que promete. Sua resolução é de 4032×3024. Já a câmera frontal possui 8 MP e faz selfies com qualidade.

Valor do Xiaomi Mi 6

O valor desse celular pode variar de R$1.350,00 a R$1.500,00. É um preço bem justo por todas as funções oferecidas pelo aparelho.

Como podemos ver esse smartphone é muito completo e tem um preço bem acessível, e pode ser sua melhor opção de compra!

Por Cristiane Amaral

Xiaomi Mi 6


Este novo smartphone possui a carcaça constituída de cerâmica na parte traseira e as laterais são todas em metal.

Entre as melhores marcas de smartphones, iPhones e celulares está a Xiaomi, que é uma empresa chinesa, desenvolvedora de produtos eletrônicos com sede em Pequim. Ocupa a terceira posição de maior distribuidora de smartphones em todo o mundo, projetando-se cada vez mais, desenvolvendo e vendendo celulares, aplicativos móveis e demais eletrônicos de grande consumo.

Custando em torno de 500 a 600 dólares, o novo Xiaomi Mi Mix 2 é nova sensação. O novo top de linha da marca chinesa.

Este novo smartphone possui a carcaça constituída de cerâmica na parte traseira e as laterais são todas em metal. A câmera traseira é de 12 megapixels e a câmera frontal é de 5 megapixels. A abertura destas câmeras é de F – 2.0. Portanto, trata-se capacidade intermediária de câmera.

Na caixa em que o aparelho vem embalado, estão o cabinho de micro USB tipo C e um carregador adaptável da Xiaomi. Outro acessório importante é uma capinha bem rígida, para proteção, na cor cinza escuro, e um pequeno adaptador USB tipo C, além da chave para abrir a gaveta de chip de memória. Apesar da tecnologia de que está munido, a de poder funcionar com dois chips, esse aparelho não tem capacidade de memória expansível. Possui a chama Quicky Charge que, em vinte minutos, carrega boa parte do celular.

Possui sensor de digital e o flash da câmera, todos bem distribuídos, alinhados, formando um design minimalista, atraente e prático. A bateria é de 3.400 mAh por hora, o corpo do celular é menor, mais leve e fácil de manusear com uma só mão. A tela é de 5.99 polegadas, ou seja, 88% de tela que dispensa as bordas.

O único problema é que a companhia instala muitos aplicativos em língua chinesa, que podem ser excluídos, porém, nem todos. Mas, o bom da câmera com 12 megapixels é que a mesma está aparelhada com um sensor Sony. A câmera frontal de 5 megapixels pode realizar selfies excelentes, apesar da pouca potência da mesma.

Em relação à versão anterior, ele possui uma tela mais aberta, retangular, que abrange mais elementos da paisagem. A configuração é de Snapdragon 835, 6 GB de memória Ram e mais 256 GB de armazenamento. Portanto, se trata de um smartphone de grande potência, muito prático e leve; suave. Desde jogos até todo tipo de aplicativo, tudo vai rodar em bom desempenho. Entretanto, o novo aparelho não possui conector para fone de ouvido e sim o já mencionado cabo para adaptação de fone.

Está munido com capacidade Android 7.1.1; Miui 8.5. É um aparelho smartphone menos robusto, mais leve, porém, muito mais avançado tecnologicamente que a versão anterior. As bordas em cerâmica deixam o seu manuseio super confortável.

Este smartphone está disponível em três versões: a versão 64GB, a versão 128GB e a versão 256GB. Outra grande vantagem é a tela de 6 polegadas em um corpo de 5.5 polegadas, que proporciona maior praticidade.

Alguns especialistas, ao realizarem o unboxing do aparelho, procuraram detalhar bem cada ponto positivo e até pontos negativos, como no caso as câmeras. Porém, ele é um celular mais acessível, contendo grande potencial da tecnologia que a Xiaomi pode oferecer, embora um tanto reduzido, mas, por um preço mais acessível.

No geral, a repercussão do Xiaomi Mi Mix 2 entre os consumidores foi boa, embora os usuários tenham se queixado de algumas limitações nas funções, que foram reduzidas em sua capacidade, e estar desprovido de fone de ouvido, sendo que a versão anterior é mais potente. Como a empresa Xiaomi não possui sede no Brasil, o celular precisa ser importado.

Por Paulo Henrique dos Santos

Xiaomi Mi Mix 2


Modelo conta com configurações interessantes para os usuários.

As marcas chinesas vêm ganhando cada vez mais destaque no cenário internacional do mercado de dispositivos mobiles, inclusive, no nosso cenário nacional, já que marcas como a Meizu e a Xiaomi já estão presentes por aqui. E é exatamente a última que anunciou na MWC deste ano, o seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 5.

A Mobile World Congress é uma conferência de tecnologia mobile que aconteceu na cidade de Barcelona, na Espanha, na última semana de fevereiro, com as grandes marcas anunciando seus novos e grandes lançamentos para os próximos meses, entre elas, a Xiaomi, que apresentou seu novo high-end, com configurações extremamente interessantes para o mercado atual.

O dispositivo da marca chinesa conta com uma tela de 5,15 polegadas Full HD com bordas quase invisíveis, algo que vem se tornando mais comum nos smartphones, e traseira feita com o material que a marca chinesa chamou de ''3D Glass'', embora não tenha especificado qual é, exatamente, esse material. O smartphone ainda conta com uma versão em cerâmica 3D, que garante maior resistência ao dispositivo. Já o 3D Glass, citado anteriormente, reduz o peso do dispositivo, tornando-o um pouco mais leve.

Já sua bateria conta com o Quick Charge, tecnologia da empresa Qualcomm para que a bateria possa ser carregada rapidamente, com 3.000 mAh, algo que vai na média atual dos smartphones, mas ainda decepciona, ainda mais se levarmos em consideração que a tela do dispositivo é Quad HD, o que faz com que se gaste ainda mais energia.

O Mi 5 conta com o chipset também da Qualcomm, o Snapdragon 820, com 4GB de RAM e no máximo 128GB de armazenamento interno, com a possibilidade de expandir essa quantidade por meio dos cartões microSD.

O dispositivo da marca chinesa também possui uma câmera traseira com 16 megapixels, com a tecnologia OIS que conta com quatro eixos, garantindo uma imagem mais estabilizada para seu usuário, através do sensor IMX 298 da nipônica Sony, com a possibilidade do usuário gravar vídeos com qualidade 4K.

Já a câmera frontal certamente decepcionou a muitos, já que conta com apenas 4 megapixels para as selfies, embora a empresa garanta que, mesmo com pouquíssimos pixels, a qualidade da imagem seguirá sendo alta.

O aparelho possui diversas versões, sendo que o mais caro é o que possui traseira de cerâmica, 128GB de memória interna e 2.15 GHz, o Mi 5 Pro e será vendido pelo valor de R$ 1,6 mil, desconsiderando os impostos brasileiros. A versão intermediária, com a traseira feita toda em vidro, custará algo em torno de R$ 1,4 mil, e a mais simples, também com traseira de vidro, mas apenas 32GB de memória interna e 1.8 GHz de processamento, sairá por R$ 1,2 mi.

Lembrando que os preços estão convertidos em reais, e embora o lançamento seja em 1º de março na China, a empresa ainda não anunciou quando o dispositivo chegará em outros países. Ele deve ser lançado no Brasil, já que a empresa iniciou suas atividades por aqui.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação


Xiaomi revelou que pretende desenvolver uma versão alternativa do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

O dia 29 de janeiro de 2016 foi marcado pela enxurrada de notícias negativas relativas ao sistema operacional mobile da norte-americana Microsoft, que viu sua participação no mercado desabar, e desenvolvedores afirmarem que não se dedicarão ao novo Windows 10 Mobile.

Porém, mesmo em um dia com notícias desastrosas, os fãs do sistema da Microsoft receberam uma possível boa notícia. A chinesa Xiaomi, que entrou recentemente no mercado nacional, pode desenvolver uma versão alternativa do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

A notícia não soa como uma surpresa, embora acabe soando como positiva, pela quantidade de notícias ruins que afetaram a Microsoft nos últimos dias, pois o tablet da chinesa, o Mi Pad 2, bem como o antecessor do Mi 5, o Mi 4, que recebeu um ROM com o novo Windows 10 Mobile.

Quando a empresa lançou o tablet Mi Pad 2 com o sistema de Microsoft, as especificações de hardware da versão do Android, foram mantidas, e a expectativa é que a empresa faça o mesmo com uma possível versão do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

A dúvida também fica para a data de apresentação, já que o Mi 5 será apresentado no dia 24 de fevereiro, e não se sabe se uma versão com o Windows poderia ser apresentada no mesmo dia, ou apenas posteriormente.

Com a proximidade da data de apresentação do Mi 5, os rumores acerca das especificações do aparelho, são cada vez mais certas, e, possivelmente o smartphone high-end da Xiaomi deverá chegar ao mercado contando com uma tela Full HD ou Quad HD de 5,2 polegadas, 3GB ou 4GB de RAM, placa gráfica Adreno 530, o novo chipset Snapdragon 820 com processador quad core, modelos de 16GB e 32GB, câmeras que devem contar com 16 Megapixels (traseira) e 8 Megapixels (frontal), além do Android Marshmallow 6.0, com a interface da empresa, o MIUI.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação


Aparelho será lançado na China esta semana e custará cerca de R$ 812,00.

A empresa Xiaomi decidiu realizar a apresentação do seu novo smartphone, no qual adotou o nome de "Mi 4C", justamente na última terça-feira, dia 22/09/2015.

O que esse aparelho que começa a circular no mercado dos smartphones tem de tão diferente? Esse é um aparelho smartphone que chega ao mercado contendo as seguintes caracterísiticas:

  • Possui tela de 1080p com exatamente 5 polegadas, que pode ser acionada ao realizar dois toques direto na parte frontal do aparelho ou senão é possível efetuar uma selfie através de dois toques na sua lateral;
  • Conta com processador do tipo Snapdragon 808 Soc da empresa Qualcomm;
  • Possui porta USB-C;
  • Conta com câmera frontal de 5MP, que tem como características especiais o fato de ser angulada de uma forma que possibilitada a realização da captura de mais informações na hora de realizar as fotos;
  • Possui câmera traseira de 13 MP, que apresenta ainda detector automático de foco;
  • Possui entrada para comportar até dois chips;
  • Conta com memória RAM de 2 GB ou 3 GB;
  • Apresenta armazenamento interno de 16 GB (para quem escolher comprar o aparelho de 2 GB de Memória RAM) ou 32 GB (para o público que optar pela Memória de 3 GB);
  • Possui conexão 4G;
  • Conta com bateria de 3080 mAh, que para economizar energia ainda possui um modo de leitura noturna e um sistema onde a tela se adapta diretamente à iluminação externa. Através destas funcionalidades é possível tornar a bateria até 10% mais eficiente;
  • E conta com sinal Infravermelho embutido, que faz com que o aparelho vire um controle remoto para ser utilizado em sua televisão.

O aparelho vem nas cores rosa, laranja, preto, branco e azul. Com relação aos preços, o smartphone, que será comercializado na China a partir do dia 23/09/2015, pode custar de R$ 812,41 (em torno de 1.299 yuan) a R$ 937,49 (aproximadamente 1.499 yuan).

Por Fernanda de Godoi


Xiaomi MI-3 é mais potente que Galaxy S4Não é mentira, o mais novo modelo da marca chinesa Xiaomi vem equipado com o novo processador Qualcomm Snapdragon 800 Quad-Core de 2,1 GHz, além do chip gráfico Adreno 330. A combinação torna o MI-3 cerca de 3 vezes mais potente que o modelo da Samsung, o Galaxy S4.

O MI-3 apresenta uma tela de 5 polegadas Full HD, além de espaço de 2 MB de memória e espaço de armazenamento de 16 GB expansível com cartão de memória.

O modelo mostrou-se com um desempenho muito bom. Em fases de testes, ele foi capaz de registrar mais de 80.000 pontos no teste AnTuTu, o qual roda o Android 4.2.1. No mesmo teste, o Galaxy S4 registrou apenas 28.018 pontos. O bom desempenho do modelo da Xiaomi se dá principalmente pelo processador da Qualcomm.

A Xiaomi é uma das principais fabricantes chinesas, desempenhando um bom papel e trazendo muitas inovações. O modelo MI-3 ainda não possui valor nem data para lançamento. O Brasil ainda não teve nenhum modelo lançado da empresa chinesa, que tem como mercado o próprio país e a Europa.

Por Robson Quirino de Moraes





CONTINUE NAVEGANDO: