Modelo não possui quase nenhuma borda e tem bateria de alta durabilidade.

No mercado de smartphones, iPhones e celulares outra novidade foi lançada. Trata-se do HTC U11+, que é um smartphone de toque, quase sem nenhuma borda e munido bateria com alta durabilidade.

A companhia HTC possui uma excelente equipe que trabalha intensamente na elaboração de smartphones cada vez mais competitivos. Esta é uma maneira de projetar a mesma companhia para frente, conquistando significativa presença no mercado junto da Samsung e da Apple. A empresa está fazendo estrear um novo celular munido de tela ampla, bateria de longa duração, design translúcido entre outros atributos.

Uma informação importante é a de que o Google tornou-se proprietário de uma parte da divisão dos smartphones produzidos pela HTC, por meio de contrato firmado com metade dos quatro mil funcionários da empresa. Entretanto, a companhia taiwanesa segue mantendo firme a sua marca, prosseguindo no desenvolvimento independente de celulares cada vez mais avançados.

O novo celular intitulado HTC U11+ está aparelhado com os seguintes atributos: uma tela Super LCD com 6 polegadas de dimensão e resolução em Quad HD, de 2880 x 1440 pixels e com uma proporção de 18-9. As bordas de pequena proporção garantem que o aparelho possua um bom desempenho, além de manter o mesmo tamanho da versão U11, cujo modelo foi lançado no ano passado, 2017, munido de um display de 5.5 polegadas.

Em seu interior o smartphone em questão possui as seguintes especificações e funções: um processador de Snapdragon 835; está aparelhado de combinações de 4 GB-64 GB, com uma versão de 6 GB-128 GB de RAM de capacidade de armazenamento, e mais um suporte para cartão de MicroSD de até 2 TB de potência.

A sua bateria foi aperfeiçoada com até 3.930 mAh, contendo um suporte que proporciona um carregamento mais rápido, do tipo Quick Charge de 3.0. A estrutura física deste smartphone está equipada com resistência de IP68, seja na água ou na poeira. O sistema de segurança, leitor de digitais, está instalado na parte de trás do aparelho, logo abaixo de sua câmera munida de 12 megapixels, com sua função de estabilização óptica no foco de imagem, sendo que a câmera da parte da frente está equipada com 8 megapixels.

O HTC U11+ está sendo lançado sem a entrada de 3,5 mm, porém, a companhia supriu essa ausência com outros meios, tais como: um excelente fone de ouvido da USonic, equipado com dispositivo de cancelamento de ruído, o qual deve ser conectado na própria porta USB Type-C; o mesmo celular está equipado com um suporte de tecnologia de áudio que funciona sem fio, como o Bluetooth 5, o Qualcomm AptX HD e o Sony LDAC; possui alto-falantes frontais com potência que chega a um volume até 30% maior.

Outras especificações são: Android 8.0 Oreo direto na caixa; foi personalizado em HTC Sense; munido de três assistentes: o Google Assistente, a Amazon Alexa e a HTC Sense Companion, sendo que este último dispositivo realiza analises cotidianas do comportamento, no sentido de fornecer sugestões ou mesmo orientações no trajeto para o trabalho, sem atrasos, ou no sentido de como carregar a bateria.

Para finalizar, este modelo HTC U11+ chegará em breve às lojas, estilizado, a princípio, na cor preta, com a sua versão em 6 GB-128 GB, pelo valor de 799 Euros, que podem ser cotados em 3 mil reais. Este smartphone estreará no continente europeu, no asiático e em outros, embora os EUA ainda não estejam na agenda da HTC. Infelizmente a empresa ainda não possui representação oficial no Brasil.

Por Paulo Henrique dos Santos

HTC U11+


Smartphones possuem hardware intermediários, mas contam com boas câmeras.

A HTC apresentou seus novos modelos de smartphones da linha Desire no evento Mobile World Congress 2016, na Espanha. Os modelos lançados pela fabricante taiwanesa não apresentaram grande evolução quanto ao design. Além disso, os modelos mesclam especificações de hardware intermediárias combinando excelentes câmeras a um processador bastante ultrapassado.

O modelo Desire 825 é considerado o mais potente de conjunto e pode ser adquirido em duas cores: preto e branco. O cliente também pode optar em adquirir capas personalidades, que serão vendidas separadamente pela empresa.

O smartphone possui tela de 5.5 polegadas com resolução HD, processador Spadragon 400 de quatro núcleos (que trabalha a 1.4 GHz), GPU Adreno 305, 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento, expansível por meio de cartão MicroSD. O Desire 825 também possui conexão LTE, bateria de 2.700 mAh e tecnologia Dual-SIM.

A câmera traseira conta com 13 megapixels, o que é considerado bom nos dias atuais. Já a lente frontal é própria para selfies e possui 5 megapixels de resolução. Vale lembrar que o dispositivo vem de fábrica com o sistema operacional Android 6.0 Marshmallow.

Apesar do design antigo, a textura traseira varia de acordo com o ângulo de visão e a intensidade que a luz exerce sobre o dispositivo. O diferencial do produto fica por conta do som digital Boom Sound, que mantêm a qualidade dos antigos modelos da HTC, fabricados em parceria com a Beats.

O Desire 630 é semelhante ao seu irmão mais velho no design e especificações técnicas. No entanto, conta com ecrã de 5 polegadas e bateria de 2.200mAh. É a opção ideal para quem não se adapta a celulares robustos e desejam o mesmo desempenho encontrado em no modelo 825.

Já o modelo Desire 530 possui a versão mais simples do trio e é indicada a usuários caseiros, que utilizam o smartphone apenas para realizar buscas na internet e acesso a redes sociais. Apesar disso, o modelo também conta com excelente saída de áudio estéreo frontal.

O modelo possui tela de 5 polegadas com resolução HD, processador Snapdragon 210, 1,5 GB de memória RAM e 16 GB armazenamento interno. Conta também com câmera traseira de 8 megapixel e frontal de 5 megapixel. O sistema que gerencia o modelo é a versão Android 6.0 Marshmallow.

Até o momento não há informações sobre o preço de cada modelo. No entanto, a empresa divulgou que as vendas terão início ainda no próximo mês.

Por Wendel George Peripato


Modelo, top de linha dos smartphones da HTC, tem a previsão de ser anunciado em março e lançado em abril.

A MWC (Mobile World Congress) 2016, grande feira Mobile que irá acontecer na última semana de fevereiro, deve chegar com grandes novidades para o mercado de dispositivos Mobiles. A expectativa é que grande parte das marcas de destaque no mercado, anunciem novidades, como novos modelos high-end, como a Samsung.

Entretanto, uma marca, não de tanto destaque assim, mas conhecida do mercado de Mobiles, parece ter optado pelo caminho contrário e não deve anunciar grandes novidades, trata-se da HTC, que também deve anunciar o seu novo high-end em breve, mas não na feira que acontece em Barcelona.

Ao menos por enquanto, a expectativa é que a HTC anuncie o M10, top de linha dos smartphones da marca de Taiwan, um mês depois, em março, e já lance o dispositivo no mês de abril.

Ainda não existem grandes informações a respeito do novo dispositivo, sequer existindo grandes rumores sobre seu Hardware. As únicas possíveis especificações esperadas até então, são do chipset Snapdragon 820, bateria de 3.000 mAh e o leitor biométrico, que se tornou padrão e obrigatório em todos os high-ends não somente da HTC, como das demais marcas, e deve seguir a tendência dos últimos smartphones da marca, com o leitor abaixo da câmera principal.

A escassez de informações ainda é tanta, que ainda não se há a certeza, de que a marca de Taiwan, deve usar o nome M10, isso graças à péssima impressão deixada pelo seu antecessor M9, que decepcionou o mercado e foi alvo de diversas críticas.

Sobre o design do novo smartphone, a linha deve seguir o padrão dos dispositivos da empresa, com corpo em metal, extremamente bem construído, como de praxe nos dispositivos da HTC, além da câmera ser mais circular, assim como nos últimos lançamentos.

De qualquer maneira, tais informações teriam sido retiradas de protótipos de versões de testes do smartphone, o que não garante que o mesmo deve chegar ao mercado com tal design.

Por Isis Genari

HTC M10

Foto: Divulgação


Apesar de ter três anos de vida, o smartphone HTC EVO com tecnologia  4G continua sendo um dos mais vendidos até hoje, para a surpresa de muitos consumidores.

Ele foi reelaborado em 2010 e segundo a fabricante desde então apresentou um alto número de vendas. A câmera é considerada incrível e o  design "premium" do aparelho transmite toda a sofisticação surpreendentemente em HD. O dispositivo  tem a opção  em Beats Audio com funções para adicionar a  versão anterior do HTC Sense, tudo para que o consumidor tenha um manuseio mais prazeroso e fácil no dia a dia, relata um representante da marca.

O HTC EVO tem como ponto forte a sua originalidade que satisfez o público mais exigente, incluindo uma armação especial de alumínio que atinge um menor peso. O retorno do estribo lateral HTC EVO garante que os usuários estejam sempre aptos para o entretenimento independente de onde possam estar (principal foco).

Para a prevenção de acidentes o exclusivo vidro "Gorilla" ajuda a mantê-lo em segurança e sempre com boa aparência, mesmo a um longo prazo. O display é  LCD2 Super HD 720p para desfrutar uma  nítida qualidade de imagem, mesmo em ângulos extremos ou ao sol. Os usuários podem acessar milhares de filmes com o sistema HTC Watch, já que download progressivo permite que se comece a assistir os filmes em cerca de  apenas onze segundos. A Camera Capture é tudo o que o os usuários esperavam, ela captura imagens  instantâneas e cristalinas além de fazer vídeo em HD com muita eficácia. O sistema de som conta com o exclusivo  Beats Audio que proporciona um rico e autêntico detalhe dos timbres que se adaptam aos filmes, música, e aos jogos tornando os ainda mais surreais.

Hoje o valor está bem abaixo do seu lançamento e quem se interessar pode encontrar um desses novinhos por aí por cerca de R$ 1.200 na internet.

Por Luciana Ávila

HTC EVO 4G

Foto: Divulgação


A HTC anunciou no último dia 14, o One Max, uma versão supersized de seu dispositivo HTC flagship com Android.

É um aparelho completo com touchscreen 5,9 polegadas HD 1080p, um recurso de impressão digital-scan, e um upgrade sensível ao toque, entre outras características.

O HTC One Max tem o mesmo Quad-Core de 1,7 GHz de processador Qualcomm Snapdragon de 600 como o HTC One. Ele estará disponível em 16GB ou versões de 32GB. O armazenamento pode ser aumentado para 64GB através de um cartão microSD, e os compradores vão receber um adicional de 50GB de armazenamento em nuvem gratuito no Google Drive.

HTC One Max

Foto: Divulgação

O dispositivo tem uma bateria de 3300 mAh e há uma energia opcional flip Case, que tem uma bateria de 1200 mAh.

Um scanner de impressão digital na parte de trás do telefone permite aos usuários bloquear ou desbloquear a tela. Pode acomodar impressões de três dedos.

O novo HTC Sense 5.5 vem com uma máquina mais potente BlinkFeed, que agrega notícias e conteúdo de mídia social.

A nova versão inclui categorias com tópicos personalizáveis ​​e de integração com uma série de serviços premium, incluindo Instagram e Google+. Os usuários serão capazes de baixar até 120 artigos em BlinkFeed para visualização offline.

Os donos do HTC One Max serão capazes de disparar simultaneamente fotos com as câmeras frontal e traseira. Uma característica de vídeo combina fotos e vídeos para que os usuários criem um mini-filme completo, com um tema visual e uma trilha sonora.

O HTC One Max estará disponível globalmente a partir de meados de novembro, em uma cor chamada "prata Glacial".

Embora a Microsoft tenha abordado o Windows Phone 8.1 para carregar o HTC em seus dispositivos, a HTC One Max é um dispositivo apenas para Android.

A HTC não comentou sobre os preços para o One Max, mas eles devem se comparar aos praticados pela LG e Samsung.

Por Jaime Pargan


Na última quinta-feira, 17 de outubro, a HTC confirmou os rumores e lançou o primeiro smartphone do mercado com tela Full HD. O aparelho foi batizado de J Butterfly e conta com tela de 5 polegadas Super LCD 3 com resolução de 1920×1080, o que lhe oferece a capacidade de mostrar 440 pixels por cada polegada.

Com este lançamento, a HTC saiu na frente da fabricante chinesa Oppo, que já havia falado que lançaria um modelo com tela Full HD que irá se chamar Find 5 X990.

O HTC J Butterfly contará com excelentes especificações técnicas, melhores até do que as do Galaxy S III. O smartphone possui sistema operacional Android na versão 4.1, processador Snapdragon S4 quad-core de 1,5 GHz, memória RAM de 2 GB, armazenamento interno de 16 GB, suporte a redes 4G e tecnologia NFC.

Além disso, o smarpthone ainda possuirá  proteção contra água e poeira e duas câmeras uma traseira de 8 megapixels e outra frontal de 2 megapixels. O HTC J Butterfly será vendido a partir de dezembro, será exclusividade para o mercado japonês e estará disponível nas cores preto, branco e vermelho.

Por Felipe Santos Bonfim


Após o anúncio do novo smartphone da Apple, o iPhone 5, a concorrência já começou a se sentir incomodada e empresas como HTC e Samsung já iniciaram planos para processarem a Maçã na tentativa de impedir a venda do novo smartphone na Europa e nos EUA.

A principal razão para o processo é a compatibilidade com as redes 4G LTE que o iPhone 5 ganhou, tendo em vista que várias patentes para essa tecnologia pertencem tanto a Samsung quanto a HTC. No caso da sul-coreana, a “raiva” existe principalmente devido à recente vitória da Apple em um embate judicial contra a Samsung.

No caso da HTC, há boatos de que antes mesmo do novo iPhone 5 ser lançado a empresa já teria procurado um juiz para apresentar seus argumentos na tentativa de iniciar um processo. Já a Samsung estava só esperando um bom motivo para tentar dar o troco na Apple.

Há diversas informações circulando na internet sobre o assunto, algumas indicam que a Maçã sequer precisa se preocupar com isso e outras apontam que pode haver uma boa briga caso a Apple realmente tenha infringido as patentes da HTC.

Por Guilherme Marcon


Na última quarta-feira, 19 de setembro, a HTC anunciou a chegada de dois novos smartphones com o Windows Phone 8, batizados de 8X e 8S.

O modelo 8X será o top de linha da marca e virá equipado com processador Snapdragon Krait de 1.5 GHz, tela de 4,3 polegadas de Super LCD 2, memória RAM de 1 GB e armazenamento interno de 16 GB. Além disso, o aparelho ainda traz entrada para cartão microSD, suporte para tecnologia NFC, câmera traseira de 8 megapixels e uma frontal de 2.1 megapixels.

O HTC 8S é um modelo mais modesto com configurações mais básicas, com processador de 1 GHz dual-core, memória RAM de 512 MB, 4 GB de armazenamento interno, sendo possível expandir com um cartão microSD e câmera de 5 megapixels.

Assim como os últimos lançamentos da Nokia, os modelos da HTC também contarão com cores diferentes. Os dois modelos estão disponíveis nas cores azul, preto, branco, amarelo e vermelho.

A HTC esta correndo atrás do prejuízo para não perder seu espaço no mercado de smartphones, pois como sua linha de aparelhos com Android não foi grande sucesso de vendas, a fabricante está investindo pesado no lançamentos dos aparelhos com Windows Phone.

Por Felipe Santos Bonfim


Após a HTC ter revelado sua nova linha de dispositivos tendo o Windows Phone 8 como sistema operacional, as concorrentes começaram a fazer seus comentários ácidos em cima da fabricante.

A Nokia, que vem abrindo as portas para a nova geração da plataforma móvel da Microsoft, não perdeu tempo e já deu uma alfinetada na nova linha da HTC.

Chris Weber, responsável pelo marketing da Nokia, deu uma entrevista ao site The Verge e comentou que o anúncio da HTC seria somente as boas novas para o ecossistema do Windows Phone 8 e afirmou que enquanto algumas fabricantes adotam a tática de reaproveitar seus produtos usando o Windows Phone como plataforma, a fabricante finlandesa prefere lançar a franquia Lumia exclusiva.

Segundo Chris, a Nokia está fazendo grandes experiências totalmente diferentes com o Windows Phone, como por exemplo, as funcionalidades de navegação e localização, o PureView, o Nokia Music e o carregamento sem fio. E afirmou que a companhia está apenas começando, pois há muito mais novidades a caminho.

Em seu Twitter, Weber falou que é necessário muito mais do que igualar cores para conseguir passar à frente do Lumia 920.

Atualmente, a Nokia está totalmente focada nos modelos 820 e 920 da franquia Lumia, que deverão chegar ao país em novembro deste ano.

Por Felipe Santos Bonfim


O site de benchmarks chamado NENA divulgou um “Nenamark” que acabou revelando, supostamente, um novo modelo de smartphone da HTC. O aparelho em questão seria o HTC One X+, que viria com processador de 1.7 GHz NVIDIA Tegra 3.

Já existem alguns rumores na internet sobre o novo dispositivo, porém pouco se sabia a respeito dele. Até então, a única informação é que ele viria com sistema operacional Android Jelly Bean (4.1). Porém, com o benchmark divulgado, parece que o novíssimo HTC One X+ terá tela com resolução de 1280 x 720 pixels em HD.

Conhecido pelo número de série PM63100, o smartphone da HTC atingiu a marca de 58,5 pontos no Nenamark divulgado. Sendo assim, ele estaria na disputa pela posição do melhor aparelho disponível no mercado.

Outros rumores apontam que o smartphone é conhecido no exterior como HTC Evitaire e que será vendido pela AT&T nos Estados Unidos.

Logicamente, a HTC ainda não se manifestou sobre as informações, o que não comprova que as notícias divulgadas são realmente de um de seus novos aparelhos. Porém, mais novidades provavelmente surgirão ainda neste trimestre a respeito do novo smartphone.

Por Guilherme Marcon


Algumas fabricantes de dispositivos móveis vêm tentando seguir os passos da Apple e prova disso foram os rumores de que a Google estaria planejando tornar o Android exclusivo para os aparelhos da Motorola. Agora, a bola da vez é a HTC, pois ao que parece a empresa também pretende seguir este caminho e está planejando desenvolver seus próprios processadores para usar em seus smartphones.

A empresa de origem taiwanesa atualmente usa em seus dispositivos os chips fabricados pela Qualcomm e pela NVIDIA, mas o plano é diminuir esta dependência de parceiros e recuperar o espaço perdido no mercado de dispositivos móveis.

Segundo os rumores, a HTC irá se juntar com a ST-Ericsson para desenvolver os novos processadores com foco nos smartphones de baixo custo. Além disso, é bem provável que estes processadores sejam lançados no início de 2013.

A HTC é conhecida por excelentes dispositivos de alto desempenho, porém nos últimos anos não conseguiu seguir o ritmo acelerado de crescimento da Apple e da Samsung. Só nos últimos meses a fabricante perdeu mais de 60% de participação no mercado e o resultado disso foi refletido na grande perda de lucro da empresa, que caiu em 70%. A ideia de investir no mercado de baixo custo deverá aumentar sua participação na indústria de smartphones e fazer com que ela recupere um pouco do espaço que perdeu.

Por Guilherme Marcon


Na semana passada dois novos modelos de smartphones foram homologados pela Anatel. Isso significa que os equipamentos já possuem autorização para serem habilitados aqui no Brasil.

Os dois smartphones que ganharam a autorização para serem comercializados no Brasil são: o HTC One X e o One S. Eles já foram mostrados pela empresa em um grande evento de tecnologia que aconteceu no início deste ano, o MWC 2012.

Dentre os dois modelos, com certeza o principal lançamento da empresa no Brasil será o smartphone HTC One X. O celular virá com o processador Nvidia Tegra 3, um dos mais potentes do mercado.

Além disso, o celular também será lançado com o Gorilla Glass, que é uma espécie de tela que é muito mais resistente do que a maioria das outras, e terá o tamanho de 4,7 polegadas. Além disso, o smartphone terá duas câmeras, sendo que uma será traseira e a outra frontal.

Apesar da homologação, a empresa ainda não confirmou a data de lançamento dos equipamentos em terra tupiniquins.


A HTC não é um marca muito conhecida no Brasil, apesar de ser uma das melhores fabricantes de celulares do mundo. Seus modelos geralmente são resistentes e tem excelente e superior qualidade. Também nunca para de lançar novas opções.

Há poucos meses lançaram nada menos do que SETE modelos de celular, cinco deles com o sistema operacional Windows Phone 7. Este mês lançaram o HTC Gratia, um lindo e arrojado smartphone, de design sensacional. Além da aparência ainda possui tela de 3,2 polegadas e roda a versão Android 2.2. A câmera tem cinco megapixels e já vem com wi-fi, 3G e GPS.

Mas por aqui não aparecerá, por enquanto a venda é apenas para a Europa. Tão elegante e com tanta classe que chega ser até arrogante por não ser vendido no Brasil!

Por Teresa Almeida


A expectativa de lançamento durou mais do que a própria vida do super badalado Nexus One, o celular com a marca Google fabricado pela HTC. Depois de seis meses após o lançamento, a gigante das buscas anunciou que deixará de vender o smartphone que foi considerado na época do lançamento, um dos poucos concorrentes do iPhone da Apple.

Segundo a empresa, a maior falha na estratégia de venda do produto foi dar liberdade demais ao cliente. Isso porque, o Nexus One era vendido direto pela Google e pela internet. Assim sendo, o comprador podia optar qual operadora escolher, porém, o público-alvo do aparelho prefere ter à disposição uma série de planos pós-pagos e optar por um deles.

Por Camila Porto de Camargo


Se depender da HTC, associar o velho “Made in Taiwan” a produtos de baixa qualidade vai virar coisa do passado – pelo menos para o mercado de smartphones. A fabricante de celulares taiwanesa HTC pegou carona no sucesso do Android e viu suas vendas crescerem 60% no mês de junho.

A melhoria nos números, que já chega a 41% desde o começo do ano, vem surpreendendo a companhia graças à grande aceitabilidade do sistema operacional desenvolvido pela Google.

A empresa, que antes tinha como foco a prestação de serviço para operadoras de telefonia móvel, resolveu investir na fabricação de smartphones e seus resultados teem superado as estatísticas da Motorola, marca que possui o maior número de smartphones equipados com Android no mercado, representando cerca de 30% do total.

por Antonio Lúcio


Um celular extremamente bonito e congruente com seu sistema operacional. Essa poderia ser uma das definições que descrevem o ótimo celular HTC Legend. Esse celular possui uma tela de 3.2 polegadas e é feito com textura de alumínio.

O HTC Legend roda o sistema operacional Android e, além de ser único em beleza, possui funcionalidades de interface muito boas, como a pesquisa na agenda telefônica em que se pode encontrar o nome do contato apenas digitando o número correspondente do teclado.

Além de outras funções, podemos destacar a interatividade do celular com o mundo já que o HTC é capaz de atualizar as funções de tempo e hora conforme o fuso horário.

Por Jeferson Vainer


O sistema operacional para smartphones, o Android mal chegou à sua versão 2.2 e os rumores sobre o lançamento da versão 3.0 se espelham rapidamente pela internet. Batizada com o codinome de Gingerbread, o SO tem previsão de lançamento para Outubro, o permitiria que os fabricantes pudesse vender aparelhos com o novo SO na época natalina.

Um desses primeiros modelos a receber o Android 3.0 poderia ser o smartphone HTC Vision. A HTC é a fabricante do smartphone Nexus One, do Google, por sinal. Não muitos detalhes sobre as novas funcionalidades, o que se sabe é que a interface do Android será totalmente remodelada.

Para rodar o Gingerbread, porém, os smartphones terão que cumprir requisitos exigentes. No mínimo precisarão ter um processador de 1GHz e 512Mb de RAM. Para HTC, isso até não é problema, pois a maioria dos smartphones da empresa vem com um processador Snapdragon de 1Ghz.

Por Maximiliano da Rosa


É bem provável que a HTC abandone o Nexus One, celular do Google. Ainda mais depois que a empresa assinou um acordo com a Microsoft para pagar royalties pelas vendas de smartphones com o Android, que supostamente estaria quebrando várias patentes da empresa fundada por Bill Gates.

A HTC parece agora estar focada em seus lançamentos. E ela acaba de anunciar mais um, o myTouch 3G slide, um smartphone com tela de 3.4 polegadas e, como o nome sugere, terá um teclado QWERTY deslizante. O sistema operacional é o Android 2.1. Como teclado fechado, o design lembra um pouco o Nexus.

Outros recursos do aparelho são: câmera de 5MP, conectividade sem fio, 3G, cartão de memória com 8GB, reconhecimento de voz, acesso ao Android Market.

O my Touch estará à venda na Europa em Junho e terá três opções de cores: branco, vermelho e preto.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra





CONTINUE NAVEGANDO: