O MPE/TO – Ministério Público do Tocantins abriu uma ação civil pública contra a prestadora de telefonia móvel TIM Celular S/A devido aos serviços prestados pela empresa multinacional. Segundo a Promotora de Justiça que avalia o caso, a titular da 5ª Promotoria de Araguaína, Araína Cesárea D'Alessandro, é nítido o serviço de péssima qualidade da empresa, com sinal intermitente, sobretudo para fazer e receber ligações.

O pedido do MPE destina-se ao abatimento de metade dos valores cobrados pelos serviços dos planos pós-pagos da empresa e concessão de créditos aos clientes que possuem celulares pré–pagos na cidade de Araguaína. Além disso, é exigido da empresa o pagamento de indenização por danos materiais e morais que os consumidores sofrem, devido à má prestação de serviços e ao atendimento prestado

A promotora informou que o MPE possui informações dadas pela CPI da Telefonia da Assembleia Legislativa do Tocantins e que Inquéritos Civis públicos foram instaurados contra as principais prestadoras de telefonia do país: OI, VIVO e Claro serão investigadas quanto a venda e prestação dos serviços, gerando uma Ação Civil Pública contra as empresas.

Ainda será levado em consideração o número de reclamações junto ao Procon do Estado do Tocantins entre o período de 01/01/2005 a 15/06/2011, em que mais de 400 reclamações individuais foram registradas contra a TIM Celular S/A, o que motivou a abertura de reclamação coletiva contra a companhia.

Esta não é a primeira vez que a TIM é notificada, contudo não é só ela quem deve dar explicações. A própria Anatel, que se mostrou conivente com a ação das prestadoras, foi solicitada a tomar providências para garantir a melhora na prestação de serviços da prestadoras, que pode até ser suspensa de habilitar novas linhas. A medida foi revogada quando a empresa apresentou um plano de investimentos que não se mostrou eficiente, tendo em vista a atual situação.

Por Robson Quirino de Moraes


Os amantes do iPhone já podem realizar um cadastro simples para garantir os primeiros smartphones da Apple para compra. São os modelos top de linha da companhia, o iPhone 5S, e o modelo  iPhone 5C, que é considerado "popular" pela empresa.  

As operadoras de telefonia TIM e Claro abriram na sexta-feira passada (08/11) o cadastro para consumidores interessados na comprar dos iPhones 5S e 5C. Eles começarão a ser comercializados pelas operadoras após o dia 22 de novembro deste ano.   As operadoras não informaram o valor dos aparelhos a serem vendidos por elas.

O iPhone 5C desbloqueado, sem contrato de fidelização com operadoras, com 16GB custa US$ 550 (aproximadamente R$ 1.280,57); com 32GB custa US$ 650 (aproximadamente R$ 1.513,40), nos Estados Unidos.

Já o iPhone 5S, também desbloqueado, com 16GB custa US$ 650 (aproximadamente R$ 1.513,40); com 32GB custa US$ 750 (aproximadamente R$ 1.746,23); com 64GB custa US$ 850 (aproximadamente R$ 1.979,06).  

Em 22 de novembro a Microsoft também vai começar a vender o seu console, o Xbox One, em terras brasileiras. O videogame está em pré-venda no valor de R$ 2.200,00.

As operadoras Oi e Vivo ainda não se manifestaram com planos ou ideias.  

A Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) liberou as venda dos novos iPhones há mais de um mês no Brasil. Os modelos que serão vendidos no Brasil são: A1507, de cinco possibilidades do iPhone 5C; e A1457, de cinco do iPhone 5S. Ambos os aparelhos têm a capacidade de sintonizar a frequência de 2,5Ghz, com isso é possível o uso da rede 4G no Brasil.

Com o último smartphone iPhone 5 da Apple, não era possível usar a banda larga brasileira 4G.   Os modelos foram lançados no início de setembro. Em um fim de semana de vendas, o total de aparelhos vendidos em lojas dos 9 países onde os aparelhos chegaram antes, foi de 9 milhões de unidades.

Por André Barbosa

iPhone 5S Apple

Foto: Divulgação


A justiça de Jales condenou a prestadora TIM a pagar uma indenização de R$ 5 milhões a instituições de caridade e R$ 6 mil ao cliente que entrou com uma ação contra a prestadora. Os valores são referentes à reparação de danos sociais que serão doadas a duas casas de saúde e a cliente receberá os R$ 6 mil referentes a danos morais.

O motivo da ação foi as seguidas interrupção das chamadas cobertas pelo plano contratado Infinity Pré em que a empresa oferece o valor da chamada a R$ 0,25 e R$ 0,50, contudo elas são interrompidas pouco depois de serem iniciadas.

A consumidora que entrou na justiça conseguiu provar que a prestadora interrompia seguidamente as ligações. Elas duraram cerca de 5, 8 e 10 segundos, fazendo com que o cliente tivesse que realizar novas chamadas, pagando por novas tarifas, que apesar de serem cobertas pelo plano são mais caras.

TIM

Foto: Divulgação

A empresa já havia sido multada pela Anatel em maio em R$ 9,6 milhões devido a má qualidade dos serviços prestados. Mesmo com a multa não foi possível provar que a TIM derrubava as ligações de forma proposital, entretanto mostrou que a empresa descumpriu os regulamentos que determinam padrões de qualidade que devem ser cumpridos pelas prestadoras de telefonia móvel.

O juiz considerou que a prática da empresa fere os princípios do código de defesa do consumidor e que a propaganda Infinity é enganosa. A TIM informou que irá recorrer da decisão, principalmente por ter conseguido se livrar da Anatel e continuará alegando que nunca derrubou ligações por querer, a fim de faturar mais. De qualquer forma, a Agência já tomou providências e desde março as prestadoras não podem cobrar por ligações sucessivas feitas para um mesmo número em um período de dois minutos para impedir a prática de má fé das prestadoras de telefonia. 

Por Robson Quirino de Moraes


A Telecom italia, dona da operadora Tim no Brasil negocia com a Telefônica (responsável pela Vivo) uma possível união no país. Juntas, as empresas representam mais de 50% de linhas telefônicas móveis se comparadas ao porcentual das concorrentes Oi e Claro.

Segundo o conselheiro da Anatel Marcelo Bechara, o setor sofreria por consequência desses números. A divulgação foi feita na última quarta feira (dia 25) e é considerada de alto impacto no mercado brasileiro. Segundo o ministro das comunicações, Paulo Bernardo, as autoridades junto à Anatel visam não permitir essa união e o assunto vai continuar em debate.

A notícia  da possível união entre a espanhola Telefónica e a Telecom Itália já  vem sendo cogitada desde o ano de 2007, por onde passaram por avaliação de órgãos reguladores a fim de permitir uma participação de capital . Após a nótícia, os usuários manifestaram se em redes sociais questionando o assunto principal ainda não solucionado: o número de ligações interrompidas e a péssima cobertura de sinal, principalmente da operadora TIM.

Para o mercado de aparelhos a notícia não faz efeito, já que por lei todos os modelos fabricados no Brasil devem ter seu desbloqueio de fábrica. Muito em breve não haverá tantos vínculos estratégicos de vendas utilizados recentemente entre os  prestadores de serviços e as principais marcas.   

Por Luciana Ávila


O ano de 2013 começou muito bem em termos de tecnologia para celulares e dispositivos móveis de forma geral. No entanto, quando falamos das operadoras de celular, outra realidade aparece. É que, embora o ano ainda esteja em vigor, as reclamações contra as empresas de telefonia somente aumentaram. Mais até que em todo o ano passado.

O Procon de São Paulo,com efeito, mostrou que no primeiro semestre de 2013 as queixam em relação ao atendimento dessas organizações foi de 32%, bem mais que no mesmo período de 2012.  É claro que o número de linhas telefônicas aumentou, mas, segundo o instituto de defesa do consumidor, as reclamações não tem nada a ver com esses números.

De acordo com o Diretor Executivo do Procon, Paulo Arthur Góes, isso mostra como os serviços dessas operadoras tiveram uma queda no que diz respeito ao seus serviços de qualidade. Para ele, falta investimentos corretos e novos planos de infra-estrutura para melhorar a condição da telefonia móvel do nosso país.

Por fim, segundo o Procon, a Tim foi a operadora mais criticada negativamente até aqui com 1202 reclamações. A Claro, por seu turno, está logo atrás com 900 reclamações. Os interessados podem pesquisar,via internet,o rakink completo do Procon.

Por Madson Lima de Oliveira


A TIM lançou no dia 30 de abril seus planos de telefonia móvel 4G nas cidades-sede da Copa das Confederações (Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife e Salvador) e, segundo seu presidente, Rodrigo Abreu, o investimento no setor para os próximos 3 anos atingirá a casa de R$ 1,5 bilhão, afirmando ainda que este valor pode ser revisto futuramente, de acordo com as necessidades.

A infraestrutura da rede 4G é compartilhada com a operadora Oi, permitindo assim, para ambas as empresas, uma grande economia nos investimentos, economia esta estimada pela Oi em aproximadamente R$ 200 milhões até o fim de 2015. A boa noticia é que, esta economia poderá ser repassada aos usuários, garantindo valores mais acessíveis dos planos. 

Vale lembrar que a rede 4G é uma verdadeira evolução na transmissão de dados móveis  e oferece uma velocidade até 5 vezes mais rápida que a rede 3G. Ainda assim, com toda a melhoria de velocidade, a TIM promete planos 4G com preços e franquias similares à tecnologia 3G, o que, certamente é um passo à frente na eterna luta entre a concorrência entre as operadoras de telefonia móvel.

Por Leni do Vale


A anatel divulgou os dados de vendas de telefonias e linhas ativas de fevereiro. Embora haja um aumento no número de novas linhas ativas em comparação a Janeiro, os números se mantem muito inferiores ao mesmo período em 2012, registrando uma queda de 30% do último ano.

Nas telefonias, a TIM continua seu crescimento expressivo em relação a Vivo, ainda primeira colocada com 28,83% das linhas ativas no mercado. A TIM possui 26,88%. Em terceiro segue a Claro, com 25, 12% da parcela do mercado, e em quarto a Oi, com 18,83% de assinaturas.

O número de acesso via pré-pagos no último mês continua crescendo, com 211,14 milhões de linhas pré-pagas (80,27 %) e 51,90 milhões pós-pagas (19,73%). Já a banda larga móvel alcançou o número de 65,68 milhões de acessos.

Outro tipo de conexão que vem crescendo a passos largos pelos aparelhos móveis é o 3G. A Anatel contabilizou cerca de 65,68 milhões de terminais de acesso banda larga, seja para celulares ou para modems móveis.

Entre os que se destacam nestes números, estão a Nextel (que possui apenas o serviço 3G) com 9696 mil linhas ativas; a Porto Seguro, parceira da TIM, com 35.377 mil de linhas ativas; e a estreante no ranking Datora Telecom, com 1000 assinaturas de linhas.

A maior atualmente no mercado é a WCDMA, com 58.912.904 milhões de celulares com modem 3G ativo. A expectativa é de que este mercado em especial cresça nos próximos meses.

Por Willian Gonçalves


Depois do Twitter anunciar que está fazendo negociações com as operadoras brasileiras de telefonia para liberar acesso gratuito a rede social por aqui, chegou a vez do Facebook fazer o mesmo.

Já é de conhecimento de usuários da TIM e da Claro o acesso gratuito ao Facebook, porém na Claro, você deve ter pelo menos R$ 0,01 de créditos para poder acessar.

Mas com a Oi, um acordo para baratear o acesso já foi firmado, porém, ainda não foram divulgados detalhes sobre as negociações. Nos próximos dias a Oi deve se pronunciar e anunciar seu plano de acesso que inclui o Facebook.

Essas medidas são totalmente independentes e apenas da parte das empresas, o governo não anunciou que essas medidas ou similares farão parte do PNBL (Programa Nacional da Banda Larga) ou de inclusão digital, mas no futuro podem ser lançados projetos e planos que possam baratear os custos de acesso à informação e redes sociais para o usuário final. Porém, infelizmente a Anatel e o Governo Federal parecem não estar muito preocupados com isso, além de não informarem valores ou incentivos ao 4G que está prestes a ser implantado.

Por Anderson Silva


Nesta última quarta-feira, dia 12 de dezembro de 2012, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgou dados sobre a satisfação dos usuários com as operadoras de telefonia.

Segundo o órgão federal, a TIM mantêm o maior número de reclamações com cerca de 3.500 clientes insatisfeitos três meses após a suspensão de serviços da empresa; apesar disso, as queixas diminuíram com relação à avaliação feita em julho.

Ao ser questionada sobre o assunto, a Tim informou que este foi o menor volume de reclamações da operadora registradas na Anatel desde agosto de 2011, sendo que a maioria das queixas diz respeito a problemas na rede de conexão à internet.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira, dia 07 de dezembro de 2012, a operadora de telefones TIM informou que está vendendo em todo o Brasil o iPhone cinco da Apple já desbloqueado.

Fonte: Hardsakura

As vendas irão começar neste dia 14 de dezembro de 2012 com valores que variam entre R$2.400,00 e R$3.000,00 de acordo com as características e capacidade do aparelho entre 16 e 64 GB.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta última segunda-feira, dia 26 de novembro de 2012, a TIM anunciou uma parceria com a Opera para o lançamento da TIM App Shop que consiste em uma loja virtual destinada à venda de aplicativos para tablets e smartphones.

Na Tim App Shopp vão estar disponíveis cerca de 55.000 apps em português e inglês os quais serão compatíveis com os sistemas operacionais Symbian, iOS, Android e Blackberry presentes na maior parte dos aparelhos móveis do mercado.

Esta loja de aplicativos será alimentada pela Opera Móbile Store que pretende fazer desta uma experiência de loja online para novos empreendimentos no futuro.

Para os interessados em obter aplicativos variados para tablets e smartphones existem opções gratuitas e pagas que já podem ser baixadas através do site www.timappshop.com.br

Fonte: The Next Web

Por Ana Camila Neves Morais


A TIM (Telecom Itália) vem passando por sérios problemas que já ocasionaram medidas do governo como cancelamento da venda de chips e suspensão de promoções da empresa.

Mas esta situação pode estar próxima do fim, já que um empresário do Egito – Naguib Sawiris – informou esta semana que pretende investir cerca de US$3,9 bilhões na empresa de telefonia.

Naguib foi proprietário da Wind (terceira maior operadora de telefones da Itália) e quer investir esta quantia para reestruturar a TIM visando o seu crescimento no mercado brasileiro.

Além desta possibilidade de recursos, a TIM estuda a compra da operadora nacional GVT como estratégia adicional para o fortalecimento da marca no país.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Está em cartaz nas salas de todo o Brasil a película “Rede Social”, baseada na história de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, considerado pela revista Time a personalidade do ano. O meio de convívio virtual ganha notoriedade pelo mundo, a cada dia, dada as facilidades e as possibilidades que agrega.

O gosto dos brasileiros pelo Facebook tem sido bem aproveitado por anunciantes e segmentos que dele podem fazer uso, como é o caso da telefonia móvel. Uma das operadoras instaladas no Brasil, a TIM firmou nova parceria com a rede social e apresenta a seus clientes possibilidade de acesso ao meio sem, necessariamente, o portador do aparelho móvel possuir smartphone.

Batizado de Facebook SMS, o cliente da empresa de telefonia pode enviar e receber mensagens via caracteres, atualizar status, anotar informações no perfil de amigos, adicionar contatos e conferir, sem custo, atualizações.

Para dar início a essa novidade o usuário deve cadastrar seu número TIM na conta do Facebook e enviar uma mensagem (via celular) para 32665 com a letra F, além de informar, posteriormente, o código de confirmação auferido na página virtual da rede. A cada torpedo encaminhado R$ 0,31, mais impostos, é cobrado.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A TIM está trazendo mais uma novidade para o nosso país: o Motorola Flipout. Este novo smartphone chegará no mercado nacional com um preço de R$900.

O cliente da operadora ainda irá poder escolher vários planos que oferecem descontos na fatura. Um destes planos é  o TIM liberty + 100 com internet ilimitada por seis meses, atualmente tem um custo de R$149 mensais, o consumidor agora pagará apenas R$49, uma economia de mais de R$1.000 ao ano.

Dentre as características do modelo Motorola Flipout, estão o teclado QWERTY, tela de 2,8 polegadas QVGA e uma resolução de 320 x 240 pixels, conexões HSDPA, HSUPA, Bluetooth 2.1 e Wi-Fi, câmera de 3 mega pixels e 512 de memória interna. O sistema Android 2.1 com a interface motoBlur ainda oferece ao usuário personalização de tela, gerenciador de bateria e de dados e envio de mensagens do Twitter na tela inicial do aparelho.

Por Oscar Ariel


Os usuários de celulares pré-pagos da empresa de telefonia TIM podem começar a projetar um futuro com mais opções para o uso de seus aparelhos. Essa afirmação fundamenta-se na informação de que a TIM pretende expandir a tecnologia 3G para donos de celulares pré-pagos.

A companhia investirá um total de 500 milhões de reais para ampliar a cobertura da rede de terceira geração.

O projeto de expansão incial da TIM pretende oferecer internet 3G para usuários de pré-pagos em 300 cidades brasileiras. Conforme o sucesso do empreendimento, a médio prazo, pretende-se ampliar a cobertura para essa categoria em todo o Brasil.

Por Jeferson Vainer


Se você não tem um smartphone com conexão com a internet, não fique triste, pois agora você pode atualizar seu status no Twitter via SMS. Uma parceria entre a operadora de telefonia TIM e o microblog Twitter, vai permitir tweets pelo celular por aproximadamente R$0,43 por mensagem.

Para começar a se conectar via SMS ao Twitter, é necessário alterar as configurações na área “Settings/Mobile” de sua conta no microblog. Siga as instruções de cadastro do seu número e, basta enviar a palavra “start” para o número 40404 e receber as instruções finais. 

Além de poder enviar mensagens de atualizações, o usuário cadastrado no sistema SMS também podem receber no celular os tweets das pessoas que você segue. Porém, vale ficar atento nos custos destas atualizações, pois se você segue muitas pessoas, a conta pode ser salgada.

Por Camila Porto de Camargo





CONTINUE NAVEGANDO: