A justiça de Jales condenou a prestadora TIM a pagar uma indenização de R$ 5 milhões a instituições de caridade e R$ 6 mil ao cliente que entrou com uma ação contra a prestadora. Os valores são referentes à reparação de danos sociais que serão doadas a duas casas de saúde e a cliente receberá os R$ 6 mil referentes a danos morais.

O motivo da ação foi as seguidas interrupção das chamadas cobertas pelo plano contratado Infinity Pré em que a empresa oferece o valor da chamada a R$ 0,25 e R$ 0,50, contudo elas são interrompidas pouco depois de serem iniciadas.

A consumidora que entrou na justiça conseguiu provar que a prestadora interrompia seguidamente as ligações. Elas duraram cerca de 5, 8 e 10 segundos, fazendo com que o cliente tivesse que realizar novas chamadas, pagando por novas tarifas, que apesar de serem cobertas pelo plano são mais caras.

TIM

Foto: Divulgação

A empresa já havia sido multada pela Anatel em maio em R$ 9,6 milhões devido a má qualidade dos serviços prestados. Mesmo com a multa não foi possível provar que a TIM derrubava as ligações de forma proposital, entretanto mostrou que a empresa descumpriu os regulamentos que determinam padrões de qualidade que devem ser cumpridos pelas prestadoras de telefonia móvel.

O juiz considerou que a prática da empresa fere os princípios do código de defesa do consumidor e que a propaganda Infinity é enganosa. A TIM informou que irá recorrer da decisão, principalmente por ter conseguido se livrar da Anatel e continuará alegando que nunca derrubou ligações por querer, a fim de faturar mais. De qualquer forma, a Agência já tomou providências e desde março as prestadoras não podem cobrar por ligações sucessivas feitas para um mesmo número em um período de dois minutos para impedir a prática de má fé das prestadoras de telefonia. 

Por Robson Quirino de Moraes


Parece que o iPhone 5S – um dos smartphones mais queridos dos entusiastas da tecnologia e aparelhos Apple – está apresentando mais problemas do que sua versão mais em conta, o iPhone 5C.

Uma pesquisa feita pela empresa de gestão de desempenho de aplicativos móveis, a Crittercism, indicou que os aplicativos falham duas vezes mais no super lançamento da Apple do que em sua versão barata. As informações são do Mashable.

iPhone 5S

Foto: Divulgação

A taxa de erro ainda é baixa, são 2% no total, porém o que levou à companhia a ter mais atenção em relação a esses problemas foram as inúmeras reclamações por meio das redes sociais, que os recém-compradores do topo de linha da marca fizeram em relação ao seu desempenho. Além da falha, o dispositivo apresentou uma tela azul, semelhante a do Windows quando detecta um problema.

Em relação aos aplicativos, o erro no momento do teste foi o seu fechamento forçado. Acredita-se que isso ocorreu devido à mudança no hardware do novo aparelho que, agora, é o chip A7 de 64 bits. Já sobre a tela azul, a pane ocorre quando há a utilização de aplicativos do pacote iWorks após o seu fechamento, feito pelo próprio usuário.

A fabricante garante que já está em busca das atualizações para correção das falhas.

Por Jaime Pargan


A tecnologia 4G, recentemente lançada pelas operadoras brasileiras de telefonia, pode interferir no sinal da televisão. Esse alerta é do setor de radiodifusão que chama a atenção da Anatel para o problema, baseado em estudo realizado no mercado japonês.

Atualmente, a tecnologia 4G no Brasil utiliza a faixa de 700 MHz para fazer sua operação. No entanto, essa mesma frequência é ocupada por emissoras de televisão analógicas. Caso as duas tecnologias sejam usadas com o mesmo espectro, provavelmente haverá interferências no sinal de ambos.

Essa afirmação foi baseada em um estudo feito pelo governo japonês. Segundo o estudo, os gastos com filtros para televisores e celulares superaram a marca dos US$ 3 bilhões. Para que isso se resolva, a faixa de 700 MHz deve ser ocupada pela televisão que deve passar sua transmissão para a TV digital, antes que a prestação de serviços 4G seja iniciada.

Não há ainda qualquer estimativa sobre o custo da adaptação dos aparelhos no Brasil. Mas o que não há duvida é que o dinheiro do contribuinte brasileiro será gasto mais uma vez por uma falta de planejamento na implementação do 4G.

Por BCC


Depois de constatar algumas falhas na atualização do seu sistema operacional móvel, o Windows Phone 7.8, a Microsoft resolveu pausar a disponibilização do upgrade.

Com a medida, os donos de aparelhos como Nokia Lumia 900, Lumia 810 e Lumia 800 (além de outros mais antigos) terão que esperar mais um tempo para poderem atualizar o seu sistema operacional.

O download foi liberado pela Microsoft no dia 31 de janeiro, depois de uma grande espera por parte dos usuários de smartphones com Windows Phone 7, que já estavam se sentindo esquecidos pela empresa, porque esta vinha focando muito no Windows Phone 8. No Brasil, somente alguns aparelhos conseguiram fazer o download, porque aqueles que estavam vinculados a alguma operadora acabaram ficando de fora de início (e agora terão que esperar muito mais).

De acordo com informações da própria Microsoft, ainda não há data específica para a nova disponibilização da atualização com as falhas corrigidas e pode ser que o tempo necessário seja longo. Entretanto, segundo supostas informações da Nokia, os problemas detectados não afetam o desempenho geral dos celulares e não são tão importantes, e por isso o novo pacote de upgrade deve ser liberado muito em breve.

Para ter certeza só nos resta acompanhar as informações oficiais da Microsoft para sabermos em qual patamar está a correção dos problemas do Windows Phone 7.8.

Por Guilherme Marcon


O mercado da tecnologia e inovação está cercado de todos os lados pela proteção conferida pelas patentes.

E por isso, a Corte Federal do Estado da Pensilvânia nos Estados Unidos determinou o pagamento pela Marvell Technology de uma multa no valor de US$1,17 bilhões para a Universidade Carnegie Mellon University.

Este valor elevado se deve a uma violação de patente pela Marvell Technology que pertence à CMC relacionada ao uso de tecnologia que "aumenta a precisão com que os circuitos do disco rígido lêem os dados dos discos magnéticos de alta velocidade".

No entanto, o valor desta multa pode aumentar se a juíza do caso, Nora Barry Fischer, entender que esta violação ocorreu de forma deliberada e seu montante pode chegar a cerca de US$3,5 bilhões.

A Marvell Technology entrou com um pedido de anulação do processo argumentando que as informações da Universidade CMC ao falsas e infundadas.

Agora, todos aguardam a revisão do processo e decisão final da juíza com relação a esta questão.

Por Ana Camila Neves Morais


A empresa Apple recebeu nesta semana a decisão de um tribunal chinês que determinou uma multa para a organização no valor de 160,4 mil dólares.

O motivo da punição é porque a Apple teria vendido e-books pirateados na sua loja de aplicativos.

Deste modo, o judiciário da China determinou este valor global de multa que será destinada à indenização de oito escritores e duas companhias de livros que tiveram seus direitos autorais violados.

Os autores envolvidos se disseram decepcionados com o valor estipulado já que cada um deles pedia uma indenização no valor de 10 milhões de iuanes.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


A Samsung confirmou nesta quarta-feira, dia 19 de dezembro de 2012, que existem falhas em alguns modelos de seus smartphones.

Este problema está nos processadores Exynos 4210 e 4412 nos modelos Galaxy Note, Galaxy SIII, Galaxy Note SII e Galaxy SII que permite o acesso a todas as áreas dos aparelhos por pessoas maliciosas.

Fonte: Magazineluiza.com

 

De acordo com comunicado feito pela empresa será liberada em breve uma atualização de software para corrigir este erro identificado que somente pode ser utilizado a partir do uso de fontes não oficiais da empresa.

Por Ana Camila Neves Morais


Um dos grandes problemas da tecnologia na atualidade está no uso exagerado por crianças e adolescentes impedindo as mesmas de realizarem atividades importantes como estudos, brincadeiras e outros.

Para tentar frear esta situação, o governo da Coréia do Sul anunciou nesta última semana que irá iniciar no próximo ano um programa de evita o vício de crianças em eletrônicos e no uso da internet.

Esta orientação será oferecida nas escolas de todo o país para da pré-escola até o ensino colegial.

Toda esta preocupação do governo coreano se justifica já que cerca de 2 milhões de pessoas no país fazem tratamentos médicos por não conseguirem ficar fora da rede de computadores além de 2,55 milhões de pessoas que usam smartphones por mais de 08 horas diárias atrapalhando todos os aspectos da vida como interações sociais, trabalho, lazer e outros.

Esta situação não melhora muito quando as crianças são analisadas já que os bebês na Coréia do Sul assistem a desenhos em tablets e usam smartphones como brinquedos gerando uma verdadeira compulsão.

De acordo com a Agência Nacional da Sociedade da Informação cerca de 160 mil crianças no país com idade entre 5 e 9 anos são dependentes da internet deixando até de fazer ações básicas como se alimentarem e irem ao banheiro.

Para tentar contornar esta situação, o programa do governo da Coréia do Sul irá apresentar para crianças com 03 anos as atividades interessantes existentes na internet. Para quem possui entre 04 e 05 anos serão iniciadas informações sobre o perigo de se usar de modo excessivo a grande rede além das formas de controlar este desejo compulsivo pelo uso de eletrônicos conectados.

Para reforçar estas atividades, as escolas coreanas irão aumentar as atividades e brincadeiras feitas sem o uso da internet.

Por Ana Camila Neves Morais


O novo aparelho da Apple teve seu lançamento no dia 21/09 deste ano, e somente hoje, dia 14 de dezembro, chegou oficialmente em terras tupiniquins.

O valor do modelo mais básico fica em R$ 2.399 e o do modelo top de linha não sai por menos de R$ 2.999.  

Mesmo sendo lançado apenas hoje no Brasil, não é novidade para ninguém que o iPhone 5 está apresentando muitos problemas, e nesta matéria vamos avisar quais são eles, como evitá-los e principalmente, como resolver a maioria deles.  

Wi-Fi: o aparelho apresenta muitas falhas nesse dispositivo e anda irritando muitos usuários. Na maioria das vezes uma simples restauração do sistema pode resolver o problema.  

Problemas na carcaça do aparelho: o novo iPhone 5 está apresentando falhas no seu encaixe, sendo assim frestas de luz podem ser vistas através do aparelho. Esta é uma falha não muito comum, caso você seja um dos “sorteados”, pode pedir a troca do aparelho ou simplesmente acostumar com isso.  

Enfraquecimento do brilho da tela: em alguns momentos a tela do seu novo iPhone 5 pode ficar muito fraca, este é um problema de software e somente uma atualização do iOS pode realmente solucionar o caso. Enquanto isso não acontece a única solução é reinicializar o aparelho toda vez que o problema acontecer.  

Câmera problemática: a Apple diz que este problema acontece com qualquer câmera top do mercado, mas não é bem assim. Muitas fotos tiradas com o iPhone 5 estão ficando com grandes marcas roxas, a solução para isso é mudar a posição da câmera, não tirar fotos totalmente voltadas à luz ou colocar sua mão na frente da lente bloqueando boa parte da iluminação.  

iMessage: muitas pessoas estão encontrando dificuldades para a ativação desse recurso. Algumas das soluções encontradas são a reinicialização do aparelho, colocá-lo em modo avião ou em último caso, no modo automático. Muitas vezes o problema é resolvido.  

Problemas com a tela do aparelho: muitos usuários estão reclamando de problemas na tela do novo iPhone 5, em algumas ocasiões a tela fica piscando como se fosse parar de funcionar e em outras situações ficam tremidas e onduladas, o que dificulta muito nas operações e principalmente na leitura de textos.  

A Apple já se pronunciou sobre a maioria dos problemas e diz que irá resolver todos, seja com simples atualizações de sistema ou em último caso a troca do aparelho.

Por Bruno Mathiuzzo


Na última sexta-feira, 9 de novembro, uma falha na tela touch do iPhone 5 foi descoberta por um desenvolvedor de aplicativos. Ao realizar alguns testes o desenvolvedor pode perceber que ao fazer vários movimentos diagonais rápidos na tela do aparelho, o sistema simplesmente para de responder aos comandos e trava.

A falha, imperceptível para usuários comuns, foi descoberta e revelada por CMA Megacorp em sua própria página do Twitter, que relatou que depois de um certo tempo deslizando o dedo na diagonal para frente e para trás, o iPhone 5 começa a travar ou para de responder.

Para poder confirmar se realmente é verídico o relato do desenvolvedor, o site Recombu fez o mesmo teste em quatro iPhones diferentes, sendo o primeiro e o segundo o 4S, um com a versão 6.0 e o outro com a versão 6.1 do iOS , e dois iPhones 5 trabalhando também com ambas as versões da plataforma da Apple. O resultado é que a falha foi encontrada apenas na versão mais recente do smartphone, o que significa que o problema está relacionado ao hardware do produto e não ao software.

Até o momento, a Apple não veio a público para falar sobre o assunto, mas acredita-se que com a revelação da falha a empresa poderá lançar uma nova versão do iOS 6 para corrigir estes problemas.

Por Felipe Santos Bonfim


Um problema foi detectado para os consumidores que optarem por comprar o iPhone 5 antes de seu lançamento no mercado brasileiro. Quem trouxer o aparelho de fora terá o problema da frequência do 4G utilizada pela Apple no produto, que não tem compatibilidade com a que será empregada no Brasil.

A conectividade adotada pelo iPhone 5 é a 4G LTE, capaz de downloads em 100 Mbps, duas vezes mais do que no 3G utilizado atualmente. Com três opções de diferentes tipos lançadas para o iPhone 5, a Apple tem o objetivo de conseguir adequação ao 4G dentro dos 9 mercados mundiais onde o produto estará inserido em 21 de setembro. A frequência a ser utilizada no Brasil não opera com nenhuma das 3 versões.

Apesar disso, mesmo não funcionando com a tecnologia 4G, os produtos comprados por brasileiros no exterior terão funcionamento normal com a 3G, assim como ocorre na terceira atualização do iPad. O produto comercializado no mercado nacional funciona com 2,1 GHZ. Assim que a tecnologia 4G iniciar seu funcionamento no Brasil, com previsão para 2013, os iPhones comprados no exterior funcionarão apenas com o 3G.

Por Marcelo Araújo


De acordo com uma pesquisa realizada pelo Leviathan Security Group, o sistema operacional Android possui problemas graves no que diz respeito às restrições no acesso às informações dos usuários.

Conforme o relatório divulgado, qualquer aplicativo que não possua permissões avançadas é capaz de acessar o conteúdo pessoal no cartão SD de um dispositivo móvel, além de transmitir as informações coletadas via internet.

Paul Brodeur realizou uma experiência e identificou que não é complicado coletar informações secretas de outros aplicativos. O teste foi feito com a criação de um programa chamado de “No Permissions”, o qual não solicitava, de forma alguma, qualquer permissão de funcionamento para o usuário, como se fosse um tipo simples de software.

O “No Permissions” tinha a função de acessar o conteúdo do cartão SD e verificar o conteúdo do arquivo “packages.list”, além de buscar dados de apps que possuíssem baixo nível de segurança. Através disso, foi possível identificar falhas que, além de permitir o acesso ao cartão SD, possibilitavam que fossem enviadas informações através do navegador do dispositivo móvel, tanto no Android 2.3 (Gingerbread) como no Android 4.0 (Ice Cream Sandwich).

Com os resultados dos testes, foi feito contato direto com o Google e a empresa afirmou que está estudando a adição de permissões nos aplicativos.

Por Guilherme Marcon


Usuários de iPhones e iPods Touch que têm aparelhos com sistema operacional antigo estão enfrentando problemas com a loja de aplicativos da Apple, a App Store.

Há centenas de reclamações no fórum da companhia norte-americana na internet, além dos clientes que estão alegando telefonar e mandar e-mails. Mesmo com toda a pressão da mídia internacional e dos usuários, a empresa não reconheceu que o problema existe e muito menos se mostrou disposta a resolvê-lo.

Os usuários que têm iOS 3 não conseguem realizar uma série de funções desde a atualização para a versão iOS 3.1.3, liberada na o último dia 16. Segundo o site de tecnologia Engadget, a própria atualização é a responsável pelo bug.

O principal dos problemas enfrentados pelos clientes da Apple é a impossibilidade de fazer download de qualquer aplicativo pela App Store. Tanto os programas gratuitos quanto os pagos não podem ser baixados. Além disso, também não é possível ver screenshots dos aplicativos nem classificá-los com notas.

Contudo, os aplicativos baixados antes da atualização podem ser atualizados normalmente. Enquanto a Apple não resolve o problema os usuários podem fazer downloads pelo computador utilizando o software do iTunes. Depois disso é possível transferir os apps para o smartphone ou iPod Touch.

Por Mozart Artmann


A Nokia anunciou que está sendo desenvolvida uma atualização de software para a correção de alguns problemas na vida útil e carga da bateria do smartphone recém-lançado: Nokia 800 Lumia, que têm sido relatadas pelos seus usuários.

Algo parecido aconteceu com a concorrente Apple, que desenvolveu uma atualização para o iPhone 4S, pois o mesmo apresentou críticos problemas na condição da bateria.

Na verdade, a Nokia planeja lançar duas atualizações de software nos próximos meses para que todos os problemas sejam resolvidos.

A Nokia anunciou que “uma atualização de software no início de dezembro vai incluir melhorias para a eficiência de energia, enquanto uma segunda atualização no início de janeiro introduz novas melhorias para a vida útil da bateria e carregamento da mesma. Ambas as atualizações estarão disponíveis via Zune.”

Numerosos relatos de usuários deram o ímpeto a Nokia para resolver o problema.

Parece que a Nokia não vai revelar o que causa os problemas na bateria do 800 Lumia. Porém, rapidamente garantiu uma correção para o software do smartphone, o que deixa os usuários bem mais tranquilos.

Por Junior Belluzzo


A Research In Motion (RIM), fabricante do BlackBerry, pode ser processada por alguns escritórios de advocacia dos Estados Unidos e do Canadá.

Segundo os advogados, o colapso no envio de mensagens instantâneas e e-mails dos smartphones da empresa durante três dias no mês de outubro podem ter prejudicado diversos consumidores que dependem do serviço para fechar negócios e até para questões de ordem pessoal. A própria RIM admitiu que milhões de usuários ficaram impossibilitados de utilizar tais serviços.

Os advogados, ligados aos direitos dos consumidores, estudam a quantidade de queixas comuns contra a empresa e se há possibilidade de vitória em um processo coletivo. Segundo os escritórios, o problema pode não ser tão grave quanto erros médicos, mas causou muita irritação nos usuários dos BlackBerrys, que perderam e-mails e até reuniões de negócios. Os clientes reclamaram principalmente em fóruns e no microblog Twitter.

Os possíveis processos seriam embasados, segundo os advogados, em quebra de contrato, já que a empresa falhou com suas obrigações assinadas em vários locais do mundo, com muitos clientes e por um período de tempo relativamente longo. Também há possibilidade de processo por fraude ao consumidor, que se baseia no suposto fato de que a RIM vendeu um serviço que não funciona.

Por Mozart Artmann


O barulho em torno da falha da Apple na antena do iPhone 4 não foi pouco. Prova disso foi a atitude tomada pela empresa ao distribuir gratuitamente capas para o aparelho, que ajudariam a diminuir o problema da recepção do sinal. Porém, os brasileiros que compraram o iPhone 4 não foram incluídos no “recall” e por isso, precisarão comprar a capa.

O problema maior é que o acessório está sendo vendido por R$100 no Brasil. O pior é que a filial brasileira da Apple superfaturou as capinhas, que são vendidas por US$30 nos EUA. Com isso, uma mobilização em torno do problema começa a crescer no Brasil.

2.800 pessoas assinaram um abaixo-assinado para chamar a atenção da Apple sobre o tema e tentar conseguir suas capas de graça.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: G1


Os celulares e smartphones estão a cada dia mais populares, por isso, inúmeras variações de golpes envolvendo estes dispositivos estão ficando comuns. Além de vírus e clonagens de números, aplicativos mal-intencionados também podem trazer problemas.

Por isso, um anúncio vem chamando a atenção em sites de tecnologia. Nele, os usuários são informados que o aplicativo X-Ray Scanner permite mostrar as pessoas só de roupa íntima. Porém, ao instalá-lo, ele exibe imagens pré-definidas que nada tem a ver com a realidade. Para usá-lo, é necessário se cadastrar em um serviço que cobra R$0,31 por mensagem, para, em seguida, realizar o download.

Como o aplicativo não passa de uma farsa, vale a pena ficar ligado antes de assinar, pois seus créditos serão descontados.

Por Camila Porto de Camargo 

Fonte: IDGNow!


A Apple está numa situação difícil. Essas palavras vem diretamente dos CEOs da RIM, fabricante do smartphone Blackberry. A empresa rebateu imediatamente às comparações feitas pelo CEO da Apple, Steve Jobs, que afirmou que tanto os celulares da RIM como os da Nokia apresentam problemas de sinal dependendo da maneira que os usuários seguram os aparelhos.

A RIM afirma que a Apple cometeu erros em sua concepção de design e agora tenta esconder arrastar outras fabricantes com ela.

Já a Nokia explicou que investe milhões de dólares para estudar a maneira como os usuários seguram seus aparelhos, além de escolher com cuidado os materiais usados em seus celulares. A fabricante finlandesa também alertou que foi a primeira empresa a adotar o uso da antena interna, e que chega a usar duas antenas, uma no top e outra embaixo para ter um nível de sinal aceitável.

Pelo jeito, essa polêmica ainda vai longe.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: