App utiliza criptografia, não permite prints das telas e deixa que usuários possam apagar mensagens enviadas.

Nos dias atuais, é cada vez mais difícil manter suas mensagens seguras, principalmente as mais íntimas, sem a incerteza de que alguém poderá ''printa-las'' e colocá-las na Internet ou simplesmente se arrepender de uma mensagem enviada e não ter como apagá-la. Estes são os problemas mais comuns com os cada vez mais populares mensageiros, Mas você já pensou em se livrar de todos esses problemas com um novo mensageiro ? Conheça o Privates, aplicativo mensageiro que promete ser o mais privado e seguro do mundo até o momento.

O aplicativo conta com criptografia e não permite que algum dos usuários presentes na conversa tire print da tela, podendo acabar expondo suas mensagens para outras pessoas ou até mesmo grupos. Com ele, ainda é possível apagar uma mensagem já enviada, não apenas do seu dispositivo, mas também da pessoa a qual deveria recebe-la.

Tentando evitar os famosos prints na tela, o aplicativo faz com que hajam três maneiras de um usuário visualizar uma mensagem no app. Entre elas, a opção de o usuário tocar dois botões de forma ininterrupta na tela do aplicativo, segurar o aplicativo de uma forma já determinada para que seja identificada ou então tirar uma foto de seu rosto, algo certamente nunca visto anteriormente em um app de mensagens, ao menos. Caso o usuário mesmo assim tire um print de sua conversa, o usuário que teve suas mensagens ''printadas'' será alertado, como acontece atualmente no Snapchat.

Outra novidade do aplicativo é a possibilidade de excluir uma mensagem já enviada para um amigo ou um simples contato. Evidentemente que, para que a ''tática'' seja efetiva, seu contato ainda não pode ter visualizado a mensagem, já que nesse caso, pouco importaria apagar a mensagem do aplicativo. O aplicativo também oferece as chamadas mensagens autodestrutivas, visto que é possível fazer com que uma mensagem seja excluída após 3, 12 ou 24 horas.

O aplicativo tinha a ideia de inicialmente servir como um meio de comunicação entre pacientes e médicos, ramo de apps que vem crescendo ultimamente, porém, a ideia acabou crescendo e se tornou no possível mensageiro mais seguro do mundo.

Por enquanto, o aplicativo está disponível para o iOS 7.0 ou versão superior, sendo que uma versão para Android e Windows Phone está em desenvolvimento e deve ser lançada em breve. O aplicativo é gratuito.

Maria Luiza Mazzo


Empresa disponibiliza kit para desenvolvedores produzirem mais aplicativos direcionados à Saúde.

Existe um ramo de aplicativos que ainda não possui tanto suporte em número de apps, porém, que deve crescer cada vez mais em breve, trata-se dos aplicativos que pretendem aproximar o trabalho médico daqueles que precisam ou procurar um médico ou realizar acompanhamento. Buscando auxiliar nesse crescimento, a Apple lançou o framework CareKit, que auxilia os desenvolvedores a criarem aplicativos com esse intuito.

O framework havia sido anunciado pela empresa da Maçã há cerca de um mês, entretanto, somente agora ele foi lançado e deve fazer com que o número de aplicativos que auxiliam no gerenciamento médico cresça, ao menos dentro da plataforma do iOS.

A Apple já possui um framework com o objetivo de aproximar médicos e pacientes, porém, o foco maior é na coleta de dados para estudos. Enquanto isso, o CareKit também foca na coleta de dados, porém, com o objeto de gerenciar as condições e alterações nas condições do paciente.

As informações que são coletadas por meio do CareKit podem ser compartilhadas com seu médico, bem como com pessoas de sua família.

Por enquanto, por se tratar de um framework recém lançado, apenas quatro aplicativos o utilizam, porém, a tendência é que este número suba rapidamente em breve com um maior tempo do CareKit disponível para os desenvolvedores.

Entre as possibilidades trazidas pelo framework, temos o Cary Card, que auxilia o paciente quanto aos remédios e atividades físicas que deve completar durante o dia, podendo ser monitorado pelo Apple Watch e pelo iPhone.

Já o Insight Dashboard faz o mapeamento e detecção de todos os sintomas do usuário, mostrando os tratamentos possíveis de acordo com os mesmos. Como mencionado anteriormente, o usuário terá a possibilidade de compartilhar seus resultados com o médico e com a família, para alertá-los a respeito de suas condições médicas, o compartilhamento é feito por meio da função chamada ''Connect''.

Enquanto isso, o Monitor de Sintoma e Mensuração é a funcionalidade mais atrativa do CareKit, visto que ele faz um monitoramento completo do paciente. Ele permite ao usuário gravar os sintomas, a evolução dos mesmos, monitorando temperatura e tentando mensurar o tamanho da dor do paciente. Além disso, o progresso do paciente pode ser registrado por meio de alertas ou até mesmo imagens.

Maria Luiza Mazzo


Novo app permite que usuários sejam avaliados na esfera amorosa, profissional e pessoal.

Você já pensou em participar de uma rede social onde o único objetivo é poder avaliar todas aquelas pessoas que você conhece? Desde o seu melhor amigo, até o seu vizinho, ex-namorado e até mesmo seu chefe? Nós já vimos algo do tipo com o Lulu, aplicativo que gerou enorme polêmica no Brasil e chegou a ser banido. Agora, um aplicativo lançado promete causar ainda mais polêmica. Trata-se do Peeple.

O aplicativo havia sido anunciado em Outubro do ano passado, 2015, por Julia CorDray e Nicole McCullough, que já na época sofreram uma verdadeira enxurrada de críticas, já que seria possível avaliar pessoas que sequer estavam cadastradas no serviço.

Agora, o aplicativo já polêmico antes mesmo de seu lançamento está disponível para download para os usuários da App Store, da Apple. Ainda não se sabe quando o aplicativo será lançado para o Android ou talvez até mesmo para o Windows Phone, mas se o aplicativo estiver de pé até lá, é bem possível que isso ocorra em breve ao menos para os usuários do Android.

Os usuários do iOS que já contam com o aplicativo poderão avaliar qualquer pessoa que esteja entre seus amigos no Facebook ou contatos do Celular, nas esferas profissional, amorosa e pessoal, possibilitando a pessoa que for avaliada criar uma reputação, embora o que pode acontecer é exatamente o contrário.

Com as avaliações, seria possível ao usuário poder melhorar suas relações, nas três esferas citadas, já que boa qualificação amorosa pode representar ao menos uma ajudinha na hora de você encontrar um novo (a) namorado (a), bem como no caso da esfera profissional, que irá permitir aos usuários conseguirem oportunidades melhores de empregou ou aumentar suas chances de ser chamado por uma empresa com sua reputação no app.

É possível avaliar as pessoas em até 5 estrelas e para que o app não acabe sofrendo uma série de processos, é possível que o usuário avaliado possa simplesmente controlar o que será ou não público em seu "perfil", já que não é necessário que o mesmo esteja cadastrado.

Inicialmente o app sequer iria exigir dos usuários ter a pessoa nos contatos ou Facebook, mas a medida foi tomada para evitar possíveis casos de bullying no app.

Por João Trajano





CONTINUE NAVEGANDO: