Apesar de ter três anos de vida, o smartphone HTC EVO com tecnologia  4G continua sendo um dos mais vendidos até hoje, para a surpresa de muitos consumidores.

Ele foi reelaborado em 2010 e segundo a fabricante desde então apresentou um alto número de vendas. A câmera é considerada incrível e o  design "premium" do aparelho transmite toda a sofisticação surpreendentemente em HD. O dispositivo  tem a opção  em Beats Audio com funções para adicionar a  versão anterior do HTC Sense, tudo para que o consumidor tenha um manuseio mais prazeroso e fácil no dia a dia, relata um representante da marca.

O HTC EVO tem como ponto forte a sua originalidade que satisfez o público mais exigente, incluindo uma armação especial de alumínio que atinge um menor peso. O retorno do estribo lateral HTC EVO garante que os usuários estejam sempre aptos para o entretenimento independente de onde possam estar (principal foco).

Para a prevenção de acidentes o exclusivo vidro "Gorilla" ajuda a mantê-lo em segurança e sempre com boa aparência, mesmo a um longo prazo. O display é  LCD2 Super HD 720p para desfrutar uma  nítida qualidade de imagem, mesmo em ângulos extremos ou ao sol. Os usuários podem acessar milhares de filmes com o sistema HTC Watch, já que download progressivo permite que se comece a assistir os filmes em cerca de  apenas onze segundos. A Camera Capture é tudo o que o os usuários esperavam, ela captura imagens  instantâneas e cristalinas além de fazer vídeo em HD com muita eficácia. O sistema de som conta com o exclusivo  Beats Audio que proporciona um rico e autêntico detalhe dos timbres que se adaptam aos filmes, música, e aos jogos tornando os ainda mais surreais.

Hoje o valor está bem abaixo do seu lançamento e quem se interessar pode encontrar um desses novinhos por aí por cerca de R$ 1.200 na internet.

Por Luciana Ávila

HTC EVO 4G

Foto: Divulgação


Parece que a 4G vai demorar um pouco mais para chegar a São Paulo. Segundo o presidente da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações, Jarbas Valente, todos os municípios de São Paulo só receberão o sinal 4G depois que o sinal analógico deixar de ser usado pelas prestadoras de TV. Isso porque o Ministério das Comunicações prorrogou de 2016 para 2018 o cronograma para o desligamento dos sinais analógicos. O que diminui as expectativas de quem adquiriu ou planeja adquirir um aparelho com conexão mais rápida.

O presidente da Anatel ainda afirmou que os centros urbanos agregam quase 75% da população, e que durante os próximos cinco anos não contará apenas com a 4G faixa LTE de 2.5 GHz, que foi leiloada ano passado. Essa faixa funciona em qualidade inferior a de 700 MHz, que atualmente é usada pelos canais de TV, do 52 ao 69 em UHF, de sinal analógico. O sinal de 700 MHz é usado em larga escala em diversos países do mundo, sobretudo para a internet, telefonia fixa e móvel. Com a privação dessa faixa, o Brasil perde em qualidade para os serviços prestados no restante do mundo.

Segundo a proposta, a implementação da internet 4G só será feita depois da mudança, pois falta espaço no campo radioelétrico para os serviços. Será feito um novo leilão com as prestadoras atuantes no país em que elas terão de arcar com os custos da migração de faixas, também ficará a cargo os das empresas, os custos do conversor para a população de baixa renda, além da cobertura de telefonia móvel em todo o território nacional.

De acordo com o estudo feito pela Anatel, pouco mais de 570 municípios terão os sinais de TV analógicos desligados e com a migração. Em 2014 a própria Agência fará um teste para verificar se é viável efetuar a mudança. 

Por Robson Quirino de Moraes

Rede 4G no Brasil

Foto: Divulgação


Com a implantação das primeiras linhas de rede 4G no Brasil, muitas outras devem ser instaladas em breve, principalmente nas cidades grandes. No entanto, a maioria dos municípios menores do Brasil podem contar com um atraso significativo para contarem na lista de cidades com suporte a nova tecnologia.

Primeiramente a rede 4G aqui no Brasil será instalada nas cidades que devem sediar a Copa das Confederações em Junho, que são: Brasilia, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador. De acordo com a Anatel essas cidades tiveram o prazo até 30 de Abril para disponibilizar o serviço nessas capitais.

O próximo passo da implementação dessa nova tecnologia, é conseguir implantar com funcionamento completo em cidades que vão sediar a Copa do Mundo no ano que vem, que são: Curitiba, Cuiabá, Natal, Porto Alegre, Manaus e São Paulo. E o prazo para essas cidades é de até dezembro de 2013.

De acordo com a Anatel, a maioria dos municípios com mais de 100 mil habitantes deverão contar com a cobertura 4G até 31 de dezembro do ano de 2016 e já é possível até dar uma olhada em uma lista com os municípios que possuem esse numero de habitantes.

Por Henrique Nicolau


A tecnologia 4G, recentemente lançada pelas operadoras brasileiras de telefonia, pode interferir no sinal da televisão. Esse alerta é do setor de radiodifusão que chama a atenção da Anatel para o problema, baseado em estudo realizado no mercado japonês.

Atualmente, a tecnologia 4G no Brasil utiliza a faixa de 700 MHz para fazer sua operação. No entanto, essa mesma frequência é ocupada por emissoras de televisão analógicas. Caso as duas tecnologias sejam usadas com o mesmo espectro, provavelmente haverá interferências no sinal de ambos.

Essa afirmação foi baseada em um estudo feito pelo governo japonês. Segundo o estudo, os gastos com filtros para televisores e celulares superaram a marca dos US$ 3 bilhões. Para que isso se resolva, a faixa de 700 MHz deve ser ocupada pela televisão que deve passar sua transmissão para a TV digital, antes que a prestação de serviços 4G seja iniciada.

Não há ainda qualquer estimativa sobre o custo da adaptação dos aparelhos no Brasil. Mas o que não há duvida é que o dinheiro do contribuinte brasileiro será gasto mais uma vez por uma falta de planejamento na implementação do 4G.

Por BCC


A rede 4G é considerada uma grande inovação em questão de velocidade. Mesmo estando ainda sendo implantada em muitos países  o governo do Reino Unido fez uma parceria com grandes empresas do ramo para começar as pesquisas para uma futura substituta para essa tecnologia, a rede 5G.

Segundo o diretor de pesquisa do projeto, essa é uma iniciativa que se destaca pelo seu padrão de larga escala, ou seja, que envolve grandes empresas por todo o mundo. O diretor ainda afirma que o principal objetivo do projeto não é apenas aumentar a velocidade da conexão e sim melhorar todo o sistema de envio e recebimento de dados, melhorando assim toda a qualidade das conexões móveis em todo o mundo.

Estima-se que quando o projeto chegar ao fim do desenvolvimento, a rede 5G pode ser até mil vezes mais rápida do que a atual 4G, o que seria um grande avanço para a tecnologia em geral.  Outra estimativa, é que os primeiros aparelhos 5G devem chegar ao mercado em até 10 anos, é claro que isso não passa de uma suposição e que ainda veremos muitas novidades mesmo dentro da rede 4G que está em processo de implantação.

Por Henrique Nicolau


A TIM lançou no dia 30 de abril seus planos de telefonia móvel 4G nas cidades-sede da Copa das Confederações (Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife e Salvador) e, segundo seu presidente, Rodrigo Abreu, o investimento no setor para os próximos 3 anos atingirá a casa de R$ 1,5 bilhão, afirmando ainda que este valor pode ser revisto futuramente, de acordo com as necessidades.

A infraestrutura da rede 4G é compartilhada com a operadora Oi, permitindo assim, para ambas as empresas, uma grande economia nos investimentos, economia esta estimada pela Oi em aproximadamente R$ 200 milhões até o fim de 2015. A boa noticia é que, esta economia poderá ser repassada aos usuários, garantindo valores mais acessíveis dos planos. 

Vale lembrar que a rede 4G é uma verdadeira evolução na transmissão de dados móveis  e oferece uma velocidade até 5 vezes mais rápida que a rede 3G. Ainda assim, com toda a melhoria de velocidade, a TIM promete planos 4G com preços e franquias similares à tecnologia 3G, o que, certamente é um passo à frente na eterna luta entre a concorrência entre as operadoras de telefonia móvel.

Por Leni do Vale


Nesta quinta-feira, 18 de abril, a fabricante sul-coreana de eletrônicos LG iniciou as vendas no Brasil de seu primeiro celular com suporte para conexão 4G o LG Optimus G.

O aparelho possui além da conexão 4G, outras ótimas características. Vem equipado com tela de 4,7 polegadas com resolução de 1.280 por 768 pixels, câmera de 13 megapixels e espaço interno de 32GB para armazenamento. O processador é um SnapDragon de quatro núcleos e o aparelho conta com 2GB de memória RAM para o processamento dos dados. Tanto a parte traseira quanto o visor do celular são revestidos com o Gorilla Corner Glass de segunda geração que é resistente a riscos e quebra com menos facilidade. 

Outros diferenciais são as possibilidades de realizar múltiplas tarefas simultaneamente e o zoom em vídeos durante a execução. O celular pode ser acessado remotamente por técnicos da LG para que eles realizem manutenção no sistema se necessário. O sistema operacional é o Android 4.1.

O aparelho concorre diretamente com o Galaxy S3 da Samsung e o iPhone 4 da Apple. O acabamento diferenciado e as boas configurações mostram que esse aparelho pode facilmente cair na preferência dos usuários.

O valor será de R$ 1.999,00 de acordo com o anunciado, já com a desoneração dos tributos que ocorreu no último mês.

Por Bruno Hardt


As grandes empresas de telefonia já focam seus esforços na mais nova tecnologia de rede para internet móvel disponível no país: a 4G.

A quarta geração de internet móvel é a grande novidade estrutural para os smartphones brasileiros, que poderão navegar na rede a partir de junho. A estruturação da rede está sendo realizada para alcançar a Copa das Confederações, de modo que apenas as cidades-sede do evento estão sendo beneficiadas com o novo sistema.

As empresas que saem na frente nesta atualização são a Claro e a Oi. A primeira já afirma ter 80% de sua rede 4G instalada nas seis sedes, esperando que o serviço esteja pronto já no mês de maio. Será disponibilizado para o consumidor um período de testes para aqueles que possuem celulares compatíveis com a nova conexão.

Já a Oi ainda não divulgou a estratégia para a instalação de sua rede, mas afirma já ter quase a totalidade das antenas instaladas. A divulgação dos modos pelos quais o serviço será prestado se dará junto com as ofertas comerciais destinadas ao Dia das Mães, segundo assessoria de imprensa da operadora.

Aos consumidores, resta apenas esperar para, quem sabe, ter um serviço de internet móvel com qualidade.

Por Euclides Cesar Junior


Sabe-se que a ANATEL, agência reguladora de telefonia no Brasil, já mandou a exigência para as concessionárias de que procedam com a instalação da rede 4G no Brasil.

Os serviços 4G já estão disponíveis em muitos smartphones, sendo necessária tal instalação para poder oferecer os serviços à grande quantidade de turistas que virá ao Brasil com a Copa das Confederações (2013) e Copa do Mundo (2014).

A rede 4G é um tipo de conexão de banda larga de alta velocidade para telefones móveis, já disponível quase na totalidade dos países desenvolvidos, mas ainda sendo implementada no Brasil. Aparelhos como iPhone, Galaxy, XPeria, entre outros smartphones mais consumidos, já possuem compatibilidade com o serviço.

Entretanto, as empresas avisam que não vão conseguir realizar a instalação de acordo com as metas estabelecidas pela ANATEL. Em algumas cidades, o prazo é até abril deste ano, restando, portanto, menos de dois meses para o término do prazo. As grandes empresas, como TIM, Vivo, Claro e Oi, afirmam que o prazo é demasiado curto, não havendo tempo para a instalação de novas antenas.

Enquanto isso, os maiores prejudicados somos nós, consumidores, que adquirimos um produto que é capaz de receber uma tecnologia cuja implantação é procrastinada pelas concessionárias.

Por Euclides Cesar Junior


Por causa da Copa do Mundo de 2014 o Brasil precisará instalar quase 10 mil antenas para celular, na qual o 4G funcionará melhor, serão espalhadas nas 12 cidades onde será realizada a Copa do Mundo.

No Senado, foi aprovado uma lei que unifica as regras de instalações de antenas para celular nos municípios brasileiros, mas ainda está sendo analisada pela Câmera dos Deputados. A cidade de São Paulo precisará de mais antenas instaladas do que os demais estados, devido ao crescimentos de pessoas que adquiriram um celular e o Rio de Janeiro; é o segundo da lista. Em seguida vem Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, depois vem Salvador, Recife, Fortaleza,  Manaus, Cuiabá e por útimo, a cidade de Natal.

Esta é a lista completa das doze cidades que vão realizar a Copa.

A previsão é de que as antenas comecem a funcionar em abril de 2013 nas cidades que realizarão a Copa das Confederações e em Dezembro de 2013, nas cidades que realizará a Copa do Mundo. As prestadoras de telefonia móveis já assinaram um termo de compromisso para compartilharem uma infra-instrutora de 4G.

Por Mariana Rodrigues


A Sony mostrou nesta semana mais um dos seus produtos que será lançado durante a feira de tecnologia CES 2013.

Desta vez a novidade da empresa de eletrônicos será o smartphone Xperia Z também conhecido como Yuga.

Este aparelho tem um processador Qualcomm Snapdragon Quad-Core com 1,5 GHZ, tela com touchscreen de 5 polegadas, sistema operacional Android e acesso à rede LTE.

Fonte: Ubergizmo

 

Além disso, o Yuga virá com memória Ram de 2 GB, leitor para cartão de memória, câmera traseira com 12 megapixels de resolução além de resistência à poeira e água.

A Sony não divulgou todos os dados sobre o aparelho e informou que demais informações bem como seus preços serão apresentados somente durante a CES 2013 que acontece no início de janeiro.

Por Ana Camila Neves Morais


A empresa Strategy Analytics, que realiza pesquisas de análise do mercado mundial, divulgou neste mês de dezembro que as vendas de smartphones 4G com padrão LTE serão três vezes maiores no ano de 2013 em todo o mundo.

Com isso, o total de aparelhos vendidos será de 275 milhões de unidades permitindo um aumento de escala e, consequentemente, a redução nos preços praticados e uma maior quantidade de opções para os consumidores.

Além disso, a Strategy Analytics estima que empresas como Mozilla e Amazon busquem tecnologias para entrar neste mercado competitivo dos smartphones 4G, mas esta entrada deve demorar mais tempo para ocorrer.

Por Ana Camila Neves Morais


Diversas idéias surgidas em filmes de cinema se tornaram realizada e agora mais um entra para esta lista.

Pois, o designer Wooseok Suh criou com base nas idéias futuristas do filme Tron, o smartphone Another World.

Este é um aparelho conceito com sua tela cobrindo toda a parte frontal com um indicador de status no centro por meio de um círculo iluminado que serve como botão para realizar tarefas como envio de mensagens, e-mails e realização de chamadas.

Fonte: Fazhd

 

Além disso, o Another World pode se transformar em um mapa podendo ser chamado, segundo o seu criador, tanto de smartphone quanto de dispositivo eletrônico sensível ao toque.

Não é possível prever se este celular conceito irá sair do papel, mas suas novidades podem sugerir a criação de inovações interessantes para este mercado.

Fonte: Yanko Design

Por Ana Camila Neves Morais


A rede social de compartilhamento de fotos, o Instagram, está crescendo cada vez mais. Um reflexo deste crescimento é a possibilidade de atualizar ou criar um perfil nesta rede diretamente da web.

Com isso, o Instagram fica independente de smartphones com sistema operacional Android e Apple, sendo que a atualização já é oferecida para várias marcas de aparelhos.

Fonte: Vejário

Segundo a equipe da rede social, em breve mais novidades devem vir por aí para os seus usuários durante o ano de 2013.

Fonte: Tech Crunch

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira, dia 07 de dezembro de 2012, a operadora de telefones TIM informou que está vendendo em todo o Brasil o iPhone cinco da Apple já desbloqueado.

Fonte: Hardsakura

As vendas irão começar neste dia 14 de dezembro de 2012 com valores que variam entre R$2.400,00 e R$3.000,00 de acordo com as características e capacidade do aparelho entre 16 e 64 GB.

Por Ana Camila Neves Morais


A empresa de telefonia Claro está realizando desde o mês de agosto testes para conexão de internet em redes 4G nas cidades de Paraty, Búzios e Campos do Jordão.

Como resultado destes testes foi disponibilizado um smartphone com modem que poderia ser acessado por clientes da Claro usando redes 4G nas lojas das cidades que integram os experimentos desta empresa de telefones móveis.

Nesta última sexta-feira, o prazo de validade destes testes expirou e a Claro irá agora solicitar à Anatel licença definitiva para este tipo de rede.

A banda larga em redes de quarta geração terão início em todo o país a partir de abril de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado de smartphones terá novidades interessantes vindas da Nokia a qual informou neste mês de novembro que seus modelos Lumia 920 e Lumia 820 estarão equipados com tecnologia 4G no próximo ano.

Segundo a Nokia seus aparelhos terão uma rede 4G a uma freqüência de 2,5 GHz e tendo como sistema operacional o Windows Phone 8 com mais funcionalidades além de aplicativos interessantes como o Nokia Foto (tira diversas fotos de uma única cena), Nokia Lente (aumenta a realidade para mostrar locais ao dono de telefone) e o Kids Corner (espaço do smartphone para crianças sem o perigo de que dados sejam perdidos).

Por Ana Camila Neves Morais


Há pouco tempo a LG lançou o Nexus 4, seu mais novo top de linha, e mesmo em tão pouco tempo o aparelho já está dando o que falar. A razão para o falatório aconteceu após a Google ter revelado que decidiu não colocar o suporte para múltiplas bandas 4G no aparelho que, segundo ela, ainda é um território um pouco perigoso por trabalhar com diversas operadoras internacionais.

Porém, a novidade, de acordo com uma publicação no fórum XDA Developers, é que o Nexus 4 tem uma boa notícia, ao menos para os donos do aparelho que são clientes das companhias telefônicas do Canada Telus e Rogers, pois há a possibilidade de forçar o aparelho telefônico para uma rede 4G através do menu de depuração, que faz com que ele opere com a tecnologia LTE banda 4.

O site AnandTech fez diversos testes no modelo para poder analisar as capacidades quanto às redes 4G e, ao menos aparentemente, o aparelho é capaz de suportar a rede nas frequências 1.700 e 2.100 MHz. Porém, em frequências parecidas, como por exemplo, a do Brasil e do Japão, que possui frequência de 2.500 MHz ele não funciona.

Até agora a LG não se pronunciou para falar sobre o assunto.

Por Felipe Santos Bonfim


Um problema foi detectado para os consumidores que optarem por comprar o iPhone 5 antes de seu lançamento no mercado brasileiro. Quem trouxer o aparelho de fora terá o problema da frequência do 4G utilizada pela Apple no produto, que não tem compatibilidade com a que será empregada no Brasil.

A conectividade adotada pelo iPhone 5 é a 4G LTE, capaz de downloads em 100 Mbps, duas vezes mais do que no 3G utilizado atualmente. Com três opções de diferentes tipos lançadas para o iPhone 5, a Apple tem o objetivo de conseguir adequação ao 4G dentro dos 9 mercados mundiais onde o produto estará inserido em 21 de setembro. A frequência a ser utilizada no Brasil não opera com nenhuma das 3 versões.

Apesar disso, mesmo não funcionando com a tecnologia 4G, os produtos comprados por brasileiros no exterior terão funcionamento normal com a 3G, assim como ocorre na terceira atualização do iPad. O produto comercializado no mercado nacional funciona com 2,1 GHZ. Assim que a tecnologia 4G iniciar seu funcionamento no Brasil, com previsão para 2013, os iPhones comprados no exterior funcionarão apenas com o 3G.

Por Marcelo Araújo


A quarta geração da telefonia móvel já é um assunto debatido no Brasil. Nos dias 12 e 13 desse mês, a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) ofereceu, por meio de leilão, 273 lotes para que as companhias de telefones celulares possam oferecer essa nova tecnologia aos seus clientes.

Entretanto, o leilão não foi tão bom como esperado. Apenas 54 lotes foram disputados e adquiridos pelas principais operadoras de telefonia móvel do país. Dos R$ 3,85 bilhões esperados pela Anatel, foram arrecadados apenas R$ 2,93 bilhões.

Apesar da comercialização de apenas 20% dos lotes, o ministro das comunicações, Paulo Bernardo, afirmou estar satisfeito com o resultado: “Não é uma questão de olhar apenas quanto entrou no caixa. Estamos no meio de uma crise mundial, mas tivemos uma empresa de capital majoritário espanhol, que comprou um lote por R$ 1.050 bilhão, com obrigações de fazer também a internet rural. Isso mostra que o Brasil é visto como um país onde vale a pena investir. Ficamos bem contentes porque os lotes principais foram vendidos. Vamos agora ter pelo menos cinco competidores oferecendo 4G em todas as grandes cidades do Brasil. Isso é expressivo porque em poucos lugares do mundo há tantos competidores”.

O ministro ainda comentou que praticamente metade dos municípios brasileiros será beneficiada com a nova tecnologia. De acordo com ele, as empresas vencedoras terão que implementar a tecnologia dentro dos prazos estabelecidos, além de ampliar a cobertura do sinal 3G para os municípios que ainda não contam com essa tecnologia.

O 3G ainda é desconhecido para 50% dos municípios, que representam 20% da população nacional.

Para que os lotes remanescentes sejam comercializados, Paulo Bernardo informou que será necessária a aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU), mas que tal aval geralmente é concedido. Para ele, o preço mínimo do primeiro leilão poderia estar um pouco elevado, tornando inviável a participação de pequenas empresas, o que explicaria a comercialização de apenas um quinto do total de lotes disponibilizados.

Por Rodrigo Alves de Oliveira


A cada dia que a passa a tecnologia destrói barreiras, facilitando o dia a dia do homem. O que poderia ser um sonho, torna-se realidade diante dos nossos olhos com o simples toque de nossas mãos.

Se você está na rua e precisa acessar a internet, o celular resolve os seus problemas e hoje ele é usado pelas pessoas independente de qual seja a sua faixa etária, seja para entretenimento, quanto para o trabalho.

A tecnologia 4G chega para superar todas as expectativas. A velocidade na transmissão de dados permite o carregamento de sites de maneira muito mais rápida que o 3G. Não bastasse isso, a tecnologia também permite uma melhoria na cobertura e segurança para os usuários.

A velocidade da tecnologia 4G será de no mínimo 100 megabytes por segundo, quando estiver em movimento (no carro, por exemplo).

A rede 4G é baseada em endereços IP, que usamos na rede doméstica ou sem fio, que suporta mais usuários conectados.

Nos Estado Unidos e na Europa a tecnologia está disponível desde 2010. No Brasil, a previsão é de que o 4G esteja disponível em meados de 2014, ano em que acontece a Copa do Mundo no país.

 

Por Luana Lima Mercado


Todo mundo sabe que a tecnologia está globalizada entre os países de primeiro mundo e os subdesenvolvidos, mas o atraso tecnológico é evidente nos mais pobres.

O Brasil, classificado como país emergente tem um atraso significante quando falamos de transmissão de dados para celulares e smartphones.

A tecnologia de ponta atual é a Long Term Evolution (LTE) que gera velocidades de 10 Mbps nas ruas das grandes cidades.

Os Estados Unidos classificam a LTE como 4G, mas ainda não existe porque nessa classificação as velocidades são acima de 100 Mbps.

Video-chamadas com a LTE são transmitidas praticamente em tempo real, o único problema ainda é a qualidade de imagem, mesmo assim é muito superior em relação à tecnologia 3G. 

No link a seguir temos a comparação entre LTE e 3G: www.youtube.com.

Para a Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil, a tecnologia LTE é de suma importância para a mídia envolvida e os torcedores, pois em grandes eventos o sinal é compartilhado por tantos aparelhos que a velocidade é reduzida ao extremo ou ficam inutilizáveis, impedindo que as notícias cheguem a outros aparelhos ou a internet em si.

Você que mora nas cidades-sede da Copa pode ficar tranquilo, pois até lá sua internet móvel estará bem melhor.

Por Vinicius Cassol


O setor de telecomunicações brasileiro tem observado alta em praticamente todas as modalidades possíveis e imagináveis. O número de linhas operado por aparelhos móveis tem crescido de tal modo que até o final deste ano deverá superar, inclusive, a quantidade de pessoas.

Uma das mais recentes tecnologias à esfera é a 3G, amplamente empregada em celulares para que os consumidores possam, com maior destreza, acessarem a rede mundial de computadores por meio desses aparelhos. A geração 4G, já bem próxima, deverá ter suas licitações a licenças levadas adiante no primeiro trimestre do ano que vem segundo estimativas da conselheira Emília Ribeiro.

Para ela, o serviço precisa estar ao alcance da população em 2013, porém, de acordo com matéria veiculada pelo portal de notícias G1, a previsão anterior era de que as licenças fossem comercializadas apenas em 2012 (o tão temido ano profetizado por culturas antigas).

O 4G, para os que ainda não possuem conhecimentos, utiliza a Long Term Evolution, ou LTE, tecnologia que possibilita transmissão de dados com velocidade de até 100 Mbps, bem superior à atual operada pela 3G, de 14,4 Mbps.

Diferentemente de Emília, executivos da área de telecomunicações acreditam que o prazo estipulado para a licitação ao 4G no princípio de 2011 é no mínimo exagerada, pois asseguram que a Anatel está com agenda repleta de outros afazeres, tais como novos contratos de concessão relacionados à telefonia fixa até o final de 2010.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Dois supostos protótipos do iPhone 4G teriam sido encontrados. O primeiro foi nos EUA, o que rendeu a invasão pela polícia da casa do editor do site Gizmodo, e um outro no Vietnã, mostrado em video no Youtube. Pelo menos o primeiro é autêntico, pois a Apple reagiu declarando que pode ter perdas "enormes" e pediu que seja feita uma investigação policial do ocorrido.

Um mandado de busca foi emitido para tentar reaver o protótipo 4G do iPhone que pertencia ao engenheiro da Apple, Robert Gray Powell, mas foi parar nas mãos do Gizmodo. Os advogados da companhia alegam que a divulgação de detalhes do aparelho podem prejudicar suas futuras vendas pois os consumidores deixariam de comprar novos produtos até o lançamento do novo iPhone.

Powell teria perdido o celular em um restaurante e ele teria sido encontrado ou roubado por Brian Hogan, que o teria vendido ao Gizmodo por US$ 8.500, mas foi denunciado por uma colega de quarto. As investigações continuam e o próprio Steve Jobs já pediu que o celular seja devolvido.

Por Mauro Tavares

Fonte: G1 Tecnologia


Qualquer usuário de computador sabe o que é a multitarefa. Se não sabe, não importa, ela está presente assim mesmo em qualquer sistema operacional moderno. Do BeOs ao Windows 7, passando pelo Linux, Solaris, Unix, Macintosh, e os portáteis Android, WebOS e Symbian.

Trata-se de um recurso muito fácil de compreender: é capacidade do SO de executar vários programas ao mesmo tempo. É esse recurso que permite que você digite um texto no Word, navegue na internet, ouça música, tudo ao mesmo tempo.

Mas para os usuários do iPod, isso é só uma promessa. A versão atual do SO da Apple não tem essa capacidade.

Rumores dão conta de que a empresa está trabalhando duro para resolver esse problema, citado por muitos como o calcanhar de Aquiles do equipamento. Provavelmente, isso estará resolvido quando do lançamento do iPhone 4G. Quando? Não se sabe ao certo. Talvez em meados de Julho.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: