Atualização prevê integração com UBER e a implementação de botões para que os usuários possam fazer compras.

O Facebook liberou recentemente para alguns desenvolvedores, um SDK de uma possível atualização do app Messenger, usado separadamente do Facebook, apenas para o chat, que deve trazer novidades para os usuários em breve, quando a mesma for aberta para o público.

A ideia do bot não é para que usuários possam conversar, mas sim para que haja acesso a informações como compras e pedidos de informações e direções para se dirigir, andar, conhecer, uma cidade. Essa, deve ser a principal novidade, que vai muito além disso.

Deve haver uma integração dessa novidade com o recente anúncio de que o UBER seria utilizado no app do Messenger, que torna mais simples um pedido de carona feito pelos usuários, bastando apenas clicar em um endereço enviado por um amigo, por exemplo, para que você faça uma visita, e no aplicativo do UBER, clicar no ícone do carro.

Ainda segundo o gerente de produto da rede social, Seth Rosenberg, em entrevista ao site TechCrunch, no futuro, empresas poderiam adicionar botões no Messenger para que seus usuários pudessem fazer compras e que o app iria além de apenas uma simples troca de mensagens.

Além do objetivo de, obviamente, lucrar mais com o aplicativo, a possível futura atualização seria uma tentativa de dominar ainda mais o mercado asiático, onde concorrentes como WeChat e Line, é possível entrar em contato com vendedores e comprar ingressos para cinema, shows e afins. Com as novas funções, o Facebook também tenta fazer com que seus usuários passem mais tempo no app, os tornando mais leais.

Como a empresa também é dona do Whatsapp, existe a expectativa de possíveis novidades também chegarem ao aplicativo, porém, ainda não há nenhuma informação a respeito.

O ''M'', assistente virtual do Facebook, também oferece opções parecidas, com recursos através do chat. Mas a intenção da empresa norte-americana é realmente ir além dessas mudanças, alcançando novos meios de lucrar e fidelizar seus usuários do aplicativo.

Por Isis Genari

Facebook Messenger





CONTINUE NAVEGANDO: