Xiaomi Pocophone F1 – Características, Especificações





Modelo foi lançado em 2018 e se destacou por ser um aparelho top de linha por um preço justo.

Lançado no ano passado com grande alvoroço no mercado internacional, o Xiaomi Pocophone F1 se destacou por ser um aparelho top de linha por um preço justo. A linha foi criada como uma alternativa da chinesa a sua linha tradicional, a tão conhecida Redmi, que conta com um público muito fiel no Brasil.

O preço agressivo de 400 dólares em seu lançamento aliado as configurações respeitáveis ditam o tom deste aparelho. Sua câmera dupla com sensor de digitais logo abaixo e o flash ao lado são pontos interessantes, que se juntam ao aproveitamento da parte frontal, com uma boa lente especialmente para as selfies.




O que a Xiaomi conseguiu extrair neste aparelho lembra o Moto X de 2014, lançado por um preço justo, especificações ótimas para sua época e desempenho matador.

Desempenho e armazenamento

Por aqui, o processador responsável por executar as tarefas é o Snapdragon 845, topo de linha com oito núcleos, sendo quatro de 2.8 GHz e outros quatro em 1.8GHz, com suporte nativo ao 64 Bits. A GPU é a Adreno 630 que é capaz de rendenizar e executar jogos com qualidade alta sem comprometer o desempenho geral do smartphone. Completam as principais características, 6 GB de memória RAM e combinado com 128 GB de armazenamento interno, expansível para até 256 GB quando utilizado um cartão microSD. O Sistema embarcado é o Android, recebendo melhorias por parte da chinesa.


Display com IPS

A Xiaomi aplicou um painel de 6.18 polegadas no F1 com resolução 2K e 403 pontos por polegada. São 16 milhões de cores, proteção gorila glass e tecnologia IPS em uma tela que aproveita muito bem a parte frontal. Aproveitando a onda do momento, se encontra poucas bordas neste F1.

Dual câmera

A Xiaomi empregou um sensor duplo na sua traseira (12MP e 5MP). São sensores com tecnologias interessantes, que permite ao usuário capturar fotos em altíssima resolução, com possibilidade do efeito de profundidade, presente em celulares intermediários e avançados. Para os que gostam de vídeos, por aqui há a possibilidade de gravação em vídeos 4K com estabilização e slow motion. A câmera frontal possui 20 MP e preserva as mesmas qualidades da traseira.

Outros apetrechos

A gaveta do cartão Sim é hibrida, sendo possível o uso de dois chips de operadora, ou de um chip de operadora e o cartão de armazenamento externo.

Tirando isso, o leque de conexões é grande: Wi-Fi com capacidade para altas velocidades, GPS com GLONASS E BeiDou, suporte a bandas 4G do mundo todo – inclusive do Brasil.

Para finalizar, a bateria é de 4.000 mAh, destaque em um aparelho topo de linha.

Preço e disponibilidade

O F1 não é vendido oficialmente em terras brasileiras, porém, é possível a importação de países onde se comercializa ou a compra em varejistas on-line. Até o término desta matéria, poderia se encontrar o modelo por preços de R$ 1.700 a próximo de R$ 2.000 em lojas online.

A “Apple da China”

A Xiaomi conquistou o posto de “Apple da China”. É uma empresa inovadora, sendo uma das que mais lideram a venda de smartphones no oriente. Foi fundada em 2010 e iniciou a venda de produtos via internet. Além de fabricar celulares também desenvolve e fabrica outros aparelhos eletrônicos.

Avaliada em mais de 20 bilhões de dólares, se destaca pela produção de bons aparelhos com especificações equilibradas e preço competitivo.

No Brasil, chegou a iniciar suas operações, porém após um tempo razoavelmente curto, decidiu por não comercializar mais seus produtos por aqui. Possui uma larga escala de fãs que importam os aparelhos da chinesa e mantém uma comunidade bastante fiel em terras tupiniquins. Não possui garantia, porém as assistências técnicas possuem capacidade para realizar as manutenções como troca de tela, de peças e conserto dos produtos.

Por Leandrinho de Souza

Xiaomi Pocophone F1

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *