Mercado de jogos Mobile deverá crescer até 2020



  

Mercado de jogos Mobile tem projeção de movimentar mais de US$ 51 bilhões em 2016, com a possibilidade de alcançar mais de US$ 101 bilhões até o ano de 2020.

O mercado de apps vem se tornando cada vez mais atrativo, tanto para os usuários, que já aceitam desembolsar um pouco mais nos aplicativos e jogos disponíveis para sua plataforma e para os próprios desenvolvedores que estão conseguindo lucrar cada vez mais com seus aplicativos, tornando o mercado mais atraente também para grandes empresas como a Nintendo, que deve investir cada vez mais em jogos Mobiles, e essa tendência, deve ser mantida ao menos até 2020, segundo uma pesquisa realizada pela App Annie.

Os dados apresentados pela consultoria mostram um cenário extremamente positivo para o mercado de mobiles, com projeção de que o mercado movimente mais de US$ 51 bilhões em 2016, com a possibilidade de alcançar mais de US$ 101 bilhões até o ano de 2020, sendo o Brasil, um mercado de extrema importância para esse crescimento, devendo crescer mais de 40% neste ano, bem com outros países emergentes, que também vêm recebendo cada vez mais investimentos, como a Índia e a China, também deve ganhar mais força nesse mercado.

México, Turquia, Indonésia e China são de extrema importância para o crescimento contínuo desse mercado, que também deve lucrar mais, porém, em países mais desenvolvidos como os Estados Unidos, onde a tendência é que os usuários acabem por fazer menos downloads de aplicativos e jogos, mas usem mais aplicações pagas e úteis para suas necessidades, diferente dos casos citados como México e China, onde o que deve aumentar é o número total de downloads feitos. A projeção da App Annie, é que até o ano de 2020, mais de 284 bilhões de downloads devem ser feitos, um número impressionante.

A consultoria também indica que o mercado de jogos Mobiles deve manter o protagonismo em relação a sua participação na renda total nas lojas de aplicações mobiles, mas que receitas derivadas do e-commerce, publicidade entre outras formas de lucro desse mercado, devem ser ainda maiores, o que certamente deve atrair grandes empresas para esse mercado, como já citado, um caso que em breve deve se tornar realidade, é o da Nintendo.





Embora em 2015, a App Store, do iOS, tenha obtido um lucro de cerca de 75% maior que a Play Store, do Android, a projeção da consultoria é que o cenário se mantenha até o ano de 2017, quando a Google deve mudar o cenário, tornando-se protagonista quando o assunto é geração de receita com aplicativos.

Por Isis Genari

Jogos smartphone

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *