Sites mal desenvolvidos consomem mais energia dos smartphones



  

Recentemente a Universidade de Stanford, nos EUA, divulgou o resultado de uma pesquisa realizada, cujo foco era os smartphones. A instituição desenvolveu um estudo que mostrou que os sites mal desenvolvidos, para as plataformas móveis, consomem muito mais a bateria do aparelho do que outros sites.

Todo o estudo foi desenvolvido tendo por base um smartphone com sistema operacional Android e o site que menos consumiu energia da bateria do aparelho foi o Gmail Mobile, sendo considerado o site mais “verde”. Enquanto isso, o site da Apple não teve um bom resultado, pois não possui uma versão otimizada para aparelhos portáteis.

Ainda, a pesquisa identificou que se as empresas se baseassem no design da Wikipedia, o consumo de energia das baterias seria reduzido em 30%, sem afetar a experiência dos usuários ao acessar um site.





Com esses resultados, a Universidade espera que os desenvolvedores se conscientizem na criação de versões otimizadas dos websites para as plataformas móveis, pois quando algum site consome muita energia da bateria do aparelho, isso pode ser motivo para a redução do tráfego na página.

Aproveitando a divulgação dos resultados, a instituição também disponibilizou algumas dicas para otimização dos sites para dispositivos móveis, como utilizar imagens JPG ao invés de GIF ou PNG e utilizar links ao invés de Javascript, o que acarretaria em uma menor energia de processamento e menor consumo da bateria do dispositivo.

Por Guilherme Marcon



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *