A demanda por celulares pré-pagos tem crescido a cada dia no mercado brasileiro. De acordo com pesquisa divulgada recentemente, o mercado de celular pré-pago no país cresce cerca de 20% por ano, o que significa um momento de mais de R$ 25 bilhões ao ano. Por esse motivo, diversas empresas do setor aumentaram os seus investimentos voltados para a conexão desses aparelhos.

Um dos pontos que irão receber um dos maiores investimentos é o relacionado às transações via telefone. Esse serviço serve como uma ligação entre os prestadores de serviços e produtos e os consumidores. Outro forte investimento que será feito por parte das operadoras é com relação à compra de recarga para esses celulares. Cada vez mais as companhias procuram aperfeiçoar os terminais conhecidos como Point-of-sale, nesses terminais usuários podem realizar recargas de forma mais rápida e simplificada, sendo que o pagamento poderá ser veio via cartão de crédito, que deverá ser previamente cadastrado. 

Segundo alguns especialistas, como Valmor Bosi, Ceo da RV Tecnologia, os números referentes a esse mercado no Brasil é impressionante, o que acontece aqui, segundo ele, não se repete em outros países, os terminais em alguns lugares já estão consolidados, sendo que por esse motivo o uso dos antigos cartões usados para fazer essas recargas teve uma queda considerável.

Por Joyce Silva


Os usuários de celulares pré-pagos da empresa de telefonia TIM podem começar a projetar um futuro com mais opções para o uso de seus aparelhos. Essa afirmação fundamenta-se na informação de que a TIM pretende expandir a tecnologia 3G para donos de celulares pré-pagos.

A companhia investirá um total de 500 milhões de reais para ampliar a cobertura da rede de terceira geração.

O projeto de expansão incial da TIM pretende oferecer internet 3G para usuários de pré-pagos em 300 cidades brasileiras. Conforme o sucesso do empreendimento, a médio prazo, pretende-se ampliar a cobertura para essa categoria em todo o Brasil.

Por Jeferson Vainer





CONTINUE NAVEGANDO: