Modelo é o Top de Linha da LG e já está à venda no Brasil.

Para quem adora uma novidade tecnologia como os smartphones e está curioso para saber sobre o novo modelo da LG, o G6, que está disponível para venda no Brasil desde o dia 26 de abril, continue lendo este artigo e saiba tudo sobre o novo queridinho da marca coreana, que chega para concorrer com outro queridinho, o Galaxy S8.

O top de linha da LG vem com um agradável design metálico, com três opções de cores (branco, preto e prata), além de ser especialmente pensado para cumprir a proposta de aparelhos à prova de água. A tela que possui 5,7 polegadas, chamada de “tela infinita”, foi elaborada para encaixar na mão e ser facilmente manuseado e mais resistente que seu antecessor, principalmente em relação à poeira e à água, com até certificação que garante essa resistência.

A grande novidade do G6 está na definição de sua tela, que conta com uma resolução de 2880×1440 pixels, sendo o primeiro aparelho smartphone a ter a chamada definição QHD+, uma vez que com essa definição imagens e vídeos podem ser visualizados integralmente, sem cortes.

Em relação às câmeras o G6 possui na parte de trás duas câmeras, cada uma com 13 megapixels, o que oferece zooms com muito mais qualidade e um excelente ângulo de visão. Além disso, o usuário pode contar com modos especiais na hora de realizar fotos. Já em relação aos vídeos, o G6 possui FULL HD e 4K.

Falando da câmera frontal, para os populares selfies, a câmera não possui muitos recursos, oferecendo uma captura de imagens com um ângulo de cerca de 100 graus.

Com processador Snapdragon 821 e memória RAM de 4 GB. Além de uma memória de armazenamento de 32 GB. Características que proporcionam autonomia de bateria (3.300 mAh) e bom desempenho.

Com muitos atributos o caçula da LG impressiona pelo tamanho da sua tela, que quase toma toda a frente do aparelho, trabalhada com a nova tecnologia chamada de FullVision.

Diante de tantas inovações e qualidades, o Top de Linha da marca LG, que entra na concorrência com o Samsung Galaxy S8, seu valor não poderia sair por menos de R$3.999,00, valor este que não surpreende a ninguém já que se trata do Top de linha da marca.

Por Sirlene Montes

LG G6


Nova atualização do WhatsApp permite que seus usuários desfrutem dos mesmos recursos do Snapchat e Instagram.

Qual aplicativo você prefere? Instagram? Snapchat? WhatsApp? Ou os três?

Para quem respondeu os três, vai ficar muito animado com esta nova atualização do WhatsApp.

Quer saber o que o mensageiro mais usado fez para surpreender seus usuários? Então continue lendo este texto para entender qual é esta novidade que vai melhorar a usabilidade do aplicativo.

Antes de mostrar o que o WhatsApp está disponibilizando vamos explicar um pouco sobre os dois aplicativos Snapchat e Instagram, que na verdade são redes sociais, veja mais a seguir e entenda:

Snapchat:

O Snapchat é um aplicativo rede social que é disponibilizado para Smartphones com sistemas Android e iPhone. Quando o Snapchat começou, ele era apenas um app que enviava textos e conteúdos multimídia que se “autodestruíam”.

Estes envios eram vistos apenas uma vez e havia um tempo limitado para que isso fosse feito. E com o passar do tempo, o aplicativo evoluiu de uma forma impressionante e hoje já é um dos mais usados no Brasil.

Instagram:

O Instagram é simplesmente a segunda rede social mais usada do Brasil e continua crescendo de uma forma assustadora todos os dias.

Esta rede social permite aos seus usuários postar suas fotos e vídeos de curta duração, aplicar alguns efeitos e, além disso, interagir com publicações de outros usuários com comentários e curtidas.

Existe uma forma de interação com os usuários através do Instagram Stories, que permite aos seus usuários seus momentos de forma personalizada com emojis, desenhos bem coloridos feitos manualmente e textos em suas fotos e vídeos.

No entanto, para quem está acostumado com o Snapchat, este recurso não é uma novidade, pois nele existe o “Minhas Histórias”, da mesma forma que o seu concorrente, os posts podem ficar no ar por apenas 24 horas.

A grande novidade do WhatsApp:

Com uma nova atualização do WhatsApp, lançada nesta última segunda-feira dia (20), seus usuários poderão desfrutar dos mesmos recursos do Snapchat e Instagram, ditos anteriormente.

Você não está lendo uma história, o Facebook, dono do WhatsApp e do Instagram, gostou da ideia, agora você que é usuário do WhatsApp poderá publicar fotos e vídeos que poderão ser visualizados pelos seus contatos e após 24 horas irão ser excluídas.

As publicações temporárias poderão ser enviadas e acessadas quando o usuário apertar em cima do status de um de seus contatos e, além disso, poderá controlar quem terá acesso as mensagens temporárias e receber os comentários delas.

Os vídeos, semelhante ao Instagram Stories e ao Minhas Histórias do Snapchat, terão duração de 45 segundos, esse será o tempo máximo permitido. Este recurso estará disponível para todos os usuários do Whatsapp após esta atualização.

Gostou do conteúdo deste artigo? Compartilhe nas redes sociais e seus amigos.

Por Marcio Ferraz

Whatsapp


Modelos já estão sendo produzidos em Jundiaí, em São Paulo, e serão lançados provavelmente em outubro deste ano.

Já é fato que a Asus acertou em cheio quando lançou a linha de smartphones Zenfone. Prova disso é o sucesso de vendas do aparelho, bem como o número de fãs que ele possui. Devido às suas especificações a um preço competitivo, ele se destaca no mercado, de modo que o seu sucessor, Zenfone 3, tem sido um dos mais aguardados do ano no Brasil.

Pois é, mas parece que a espera acabou. Segundo o site Techtudo, os modelos Zenfone 3 e o Zenfone 3 Max (com bateria de 4.100 mAh) já estão sendo produzidos em Jundiaí/SP. Assim, seu lançamento deve ocorrer provavelmente no final de outubro, sendo vendidos provavelmente pelos preços de R$2.200,00 e R$1.500,00, respectivamente.

Além dessas versões, o modelo ganhará outras, com focos diferentes: Zenfone 3 Laser (fotografia), Zenfone 3 Deluxe (6GB de memória RAM e câmera de 23MP), Zenfone 3 Ultra (tela de 6.8 polegadas). Isso é interessante para que um público mais diversificado ou com interesses específicos não deixe de adquirir o smartphone.

Além disso, a diferença entre eles é pequena, porém para que você tenha uma breve noção dessa linha, segue as especificações do Zenfone 3 (que também contará com 2 versões):

· Sistema operacional Android Marshmallow 6.0.

· Tela de 5.2 ou 5.5 polegadas, com resolução Full HD de 1920×1080.

· Memória RAM DE 3GB ou 4GB.

· Armazenamento interno de 32GB ou 64GB, expansível até 128 GB com micro SD em ambas as versões.

· Chipset Qualcomm Snapdragon 625.

· Revestimento em Gorilla Glass 3.

· Câmera traseira de 16MP.

· Câmera frontal de 8MP.

· Dual Flesh Led e Auto-foco.

· Bateria de 2.600 mAh ou 3.000 mAh.

· Entrada USB-C.

· GPS.

· 155g.

· Leitor de impressões digitais.

· Sensor de temperatura.

· Disponível em quatrocores: Sapphire Black, Moonlight White (laterais douradas), Shimmer Gold e Aqua Blue.

É importante informar que após o término da parceria entre a Asus e a Intel, a primeira acabou sendo a responsável por equipar todas as versões do Zenfone 3.

A partir dessas características fica evidente que a companhia parece ter criado um aparelho com um custo-benefício bem interessante, devido às suas funcionalidades exemplares. Neste link, você consegue visualizar o aparelho sendo desmontado pela equipe da Asus, além de outros detalhes.

Por Camilla Silva

 

Asus Zenfone 3 Max


Três novos smartphones com sistema operacional Android da BlackBerry serão lançados em breve.

A Blackberry deverá lançar três novos smartphones com sistema operacional Android, os quais, até o momento, receberam os seguintes nomes: Neon, Argon e Mercury. De acordo com o site VentureBeat, a notícia foi dada por uma fonte que tem trabalhado no projeto desses dispositivos. Além disso, o lançamento dos novos produtos estaria previsto para 2016 e 2017. Provavelmente, serão vendidos a preços variáveis, uma vez que cada um terá diferentes características.

Além dessas informações, vazaram alguns detalhes da configuração dos smartphones:

1 – Blackberry Neon:

O Blackberry Neon deverá ser o primeiro a ser vendido (neste mês ou em agosto). Provavelmente, terá o preço mais competitivo e receberá as seguintes especificações:

· Revestimento em alumínio

· Tela de 5,2 polegadas, com resolução de 1080 pixels

· Full touchscreen

· Processador Snapdragon 617

· 3 GB de memória RAM

· 16 GB de armazenamento interno

· Bateria de 2.610 mAh

· Câmera traseira de 13 MP

· Câmera frontal de 8 MP

 Blackberry Neon

2 – Blackberry Argon:

Já o Blackberry Argon, deverá ter um preço um pouco mais elevado, podendo ser lançado em outubro. Nesse sentido, deverá ter a seguinte composição:

· Tela de 5,5 polegadas, com resolução QHD

· Full touchscreen

· Processador Snapdragon 820

· 4 GB de memória RAM

· 32 GB de armazenamento interno

· Bateria de 3.000 mAh

· Câmera traseira de 21 MP

· Câmera frontal de 8 MP

· Leitor de impressões digitais

· Conector USB-C

Argon

3 – Blackberry Mercury:

Por fim, o Blackberry Mercury provavelmente será lançado em 2017, e manterá o tradicional teclado QWERTY da marca, por isso parece que a empresa pretende ainda agradar seus fãs ou pessoas que não gostem de touchscreen. Dessa forma, o aparelho contará com estas configurações:

· Proteção em alumínio

· Tela de 4,5 polegadas, com resolução full HD

· Processador Snapdragon 625

· 3 GB de memória RAM

· 32 GB de armazenamento interno

· Bateria de 3.400 mAh

· Câmera traseira de 18 MP

· Câmera frontal de 8 MP

Mercury

Fotos: Divulgação

Marca ainda procura se fixar no mercado:

A Blackberry teve seu auge em 1999, quando revolucionou o mercado de telefonia móvel. Porém, nos últimos anos, a companhia não conseguiu engrenar no segmento, como as demais concorrentes. No entanto, como visto, está trabalhando para atingir novos consumidores. Será que dessa vez ela consegue equilibrar bom preço e novas tecnologias?

Por Camilla Silva


Google pretende lançar novo celular com recursos próprios da marca.

Referência no mundo todo como o maior site de buscas, o Google está sendo especulado desde o início dessa semana em relação a um novo produto que estaria planejando lançar. Ao que tudo indica e conforme dados publicados no dia 26 de junho, pelo site The Telegraph, www.telegraph.co.uk/technology/2016/06/26/google-to-step-up-smartphone-wars-with-release-of-own-handset/, a multinacional pretende fabricar o seu próprio celular Android, concorrendo diretamente com o iPhone da marca Apple.

As fontes anônimas falaram à publicação que o projeto do Google inclui todo o processo de fabricação, com planejamento do design e do sistema operacional que será utilizado pelo aparelho da gigante. A aposta, portanto, é de que, com o Google, na tomada das decisões na produção deste celular Android, lançaria um produto muito melhor, com sistemas de buscas inteligentes e com recursos em aplicativos próprios da marca.

Vale destacar que, atualmente, o Android está em milhões de dispositivos e a marca Google tem diversas parcerias com fabricantes que desenvolvem terminais com especificações partilhadas. Ainda, aos que se perguntam sobre a parceria da Google na fabricação da linha Nexus, conforme o The Telegraph, estes continuarão sendo fabricados. Porém, ainda completa que o desenvolvimento do hardware estaria sendo feito em parceria com o ex-presidente da Motorola, Rick Osterloh, por meio de forte investimento para que seja um produto inovador.

Com o objetivo de organizar as informações do mundo todo e torná-las acessíveis ao maior número de pessoas possíveis, o Google foca fortemente em oferecer uma experiência excelente, pensando sempre nos seus usuários. Atualmente, atua em mecanismos de pesquisa e oferece muitos outros produtos como o Google Chrome, Youtube, Google Maps, Gmail, Picasa, e muito mais que você confere no site www.google.com.br/intl/pt-BR/about/products.

Em relação ao projeto do smartphone, portanto, sendo este verdade ou não, já se cogita que a apresentação oficial do dispositivo seja feito até o final de 2016. Caso o projeto saia do papel, teremos em construção uma grande concorrente no mercado de telefonia móvel, com um sistema interno regido de um modo natural e com fluidez, além de uma ficha técnica digna do nome Google.

É importante relembrar que o Google já havia trabalhado dentro de seus laboratórios sobre um projeto de smartphone modular, o Ara. Apresentado em 2013, no aparelho podia-se alterar as peças mais importantes do hardware, como armazenamento, memória e câmera. Saiba mais no site www.androidpit.com.br/projeto-ara-lancamento-especificacoes-recursos-noticias. Sendo assim, a empresa pode ter dado vida a esta concepção, valendo a espera sobre um comunicado oficial da multinacional acerca do assunto.

Por Kellen Kunz

Celular Google


Smartphones estarão à venda no Brasil no dia 2 de abril pelos preços de R$ 3.799 (S7) e R$ 4.299 (S7 Edge).

Os novos smartphones high-end da Samsung estão chegando ao Brasil. Em evento realizado na cidade de São Paulo na quinta-feira, 17, a empresa sul-coreana que já havia anunciado o Galaxy S7 e S7 Edge durante a MWC (Mobile World Congress) 2016 em Barcelona, agora lançou oficialmente os dois smartphones de topo de linha em solo tupiniquim.

Os dispositivos não decepcionam quanto ao seu poder de processamento, mas certamente o preço, deve distanciar consideravelmente os usuários dos novos tops de linha da empresa. No lançamento, o modelo tradicional chegará custando R$ 3.799 e o S7 Edge custando um pouco mais, R$ 4.299, modelo com as mesmas configurações, mas com tela curva.

As vendas terão início no dia 2 de abril, porém, desde o dia 18/03 já é possível encomendar o seu S7.

Um dos atrativos para aqueles que fizeram a compra antes do lançamento, é que eles receberão como brinde o Gear VR, dispositivo de realidade virtual da empresa.

Diferente do que aconteceu com o LG G5 na América Latina, o Galaxy S7 chegará com configurações idênticas às anunciadas durante a MWC, sendo que a versão vendida por aqui contará com o processador Exynos 8890, diferente da vendida nos EUA, por exemplo, que possui o Snapdragon 820, sendo que o primeiro vem levando certa vantagem do segundo, quando o assunto é autonomia da bateria, algo extremamente positivo para nós.

O S7 não traz uma revolução diante do que vemos nos últimos tempos nos smartphones atuais, porém, um dos grandes trunfos da Samsung para popularizar seu smartphone, é a câmera do aparelho, que conta com 12 megapixels, abaixo do padrão do mercado, mas com qualidade muito maior, graças a sua abertura f/1.7, principalmente em ambientes escuros, sendo que a tela do aparelho pode ser usada como ''flash'' no caso da câmera frontal.

O dispositivo ainda conta com certificação para resistência a poeira e água, mais uma boa notícia para os usuários que decidirem compra o dispositivo high-end da sul-coreana.  Um dos focos do novo dispositivo da empresa é solucionar algumas ''novidades'', trazidas pelo S6, seu antecessor, que não agradaram nem um pouco os usuários, como a ausência do microSD, que agora pode ser expandido para até 200GB, bem como o armazenamento interno, que conta com 32GB.

Por Paulo Henrique

 

Samsung Galaxy S7 e S7 Edge

Foto: Divulgação


O aplicativo monitora o uso de dados do aparelho, gerencia o uso de memória RAM, libera memória do aparelho e otimiza o desempenho do Android.

Um dos grandes problemas dos smartphones atuais, é a falta de autonomia oferecida aos usuários por parte das fabricantes, já que as baterias atuais garantem apenas algumas horas de uso. Porém, para tentar amenizar esses problemas existem diversos aplicativos que se dispõe a reduzir o consume de energia, entre eles, o app Battery Optimizer & Cleaner, criado pela McAfee.

Com ele, é possível criar um monitoramento do uso de dados em seu dispositivo, bem como gerenciar o uso de memória RAM, liberar memória do aparelho e otimizar o desempenho de seu Android, com apenas alguns toques no aplicativo.

Conheça as funções oferecidas pelo app para melhorar o desempenho do seu smartphone:

Para tal, após baixar o aplicativo em seu smartphone, você verá que em sua tela inicial ele apresenta diversas informações a respeito do seu aparelho e na opção ''Memória'', é possível liberar memória, melhorando o desempenho do seu aparelho com apps que estão consumindo dados temporários do seu smartphone.

Já na opção ''Bateria'', é possível encontrar o tempo estimado que sua bateria dure e realizar alterações para diminuir o brilho da tela e desativar a vibração para economizar a bateria de seu smartphone. Caso seu dispositivo esteja com pouca memória, é possível na opção ''Armazenamento'', excluir aplicativos e arquivos de seu dispositivo, bem como também liberar memória temporária do seu dispositivo.

Ainda há a opção ''Dados'', onde é possível gerenciar o uso de dados de sua rede de internet, sendo que o usuário pode realizar ajustes para que você não estoure o limite de dados do seu plano antes do final do mês, sendo que é possível escolher o limite e criar um alerta quanto a data de cobrança, para que o usuário possa gerenciar seus dados móveis.

O aplicativo é extremamente interessante e pode ser muito útil principalmente para usuários que possuem dispositivos mais simples e com bateria menos potente, sendo mais uma entre as diversas opções disponíveis para o Android. No aplicativo, ainda é possível ajustar alguns pontos quanto às diversas funcionalidades que ele possui, para otimizar ainda mais o desempenho do seu smartphone.

O ''Battery Optimizer & Cleaner'' é 100% gratuito.

Por Paulo Henrique

App


Smartphone traz ótimas características e foi lançado para concorrer com modelos como o Moto G, o Galaxy J7 e o Zenfone 2.

Recentemente a LG Electronics fez o lançamento no Brasil da nova linha de smartphones para o nosso mercado neste ano de 2016. O destaque ficou para o LG K10, celular que vai bater de frente no segmento com o Moto G, o Galaxy J7 e o Zenfone 2.

O K10:

O smartphone conta com uma tela de 5,3 polegadas de resolução HD e o sistema operacional é o Android Marshmallow. O processador é um de oito núcleos tendo o chipset da Media Tek. Em termos de câmeras o K10 tem a principal com 13 megapixels e a secundária com 8 megapixels, ou seja, excelente para as selfies. O K10 tem um recurso semelhante ao do iPhone 6S, que faz o uso do brilho da tela para deixar as selfies mais clareadas.  O armazenamento interno do aparelho é de 16 GB, mas pode ficar em até 32 GB com cartão MicroSD.

O celular oferece a possibilidade da utilização de dois chips de operadoras com a conexão 4G. No Brasil, a versão do K10 terá 1 GB de memória RAM. Isso é um aspecto negativo em relação aos seus concorrentes, uma vez que o modelo da Asus tem 4GB, o da Lenovo tem 2 GB e o da Samsung apresenta 1,5 GB.

Segundo a LG, o público alvo deste smartphone fica na faixa etária dos 13 anos até os 32 anos e que necessita de uma bateria com maior vida útil durante o dia a dia. A fabricante aponta que o celular tem uma bateria de 2.300 mAh. Segundo informações da LG Brasil, o aparelho tem uma autonomia da bateria de um dia inteiro. Se você não for um heavy user, conseguirá rodar seus apps e jogos sem se preocupar com a bateria.

Em termos de preço, o smartphone da LG fica em R$ 1.199 (com TV digital) ou em R$ 1.149 (sem TV). Os consumidores interessados já podem encontrar o K10 nas lojas.

Outros modelos K da LG:

A marca também apresentou o K8 (preço de R$ 999) e o K4 (699). O K8 é um celualr quad-core com tela de 5 polegadas, 1 GB de memória RAM, câmeras de 8 e 5 megapixels, armazenamento interno de 16 GB, rede 4G e uma bateria de 2.045 mAh. O início das vendas será neste mês de março.

O K4 conta com display de 4,5 polegadas e resolução FWVGA, que é inferior ao HD. O processador é quad-core e a memória de RAM fica em 1 GB. O armazenamento interno é de 8 GB e as câmeras são, respectivamente, 5 e 2 megapixels. O modelo já está à venda. 

LG K10

Foto: Divulgação


Modelo conta com configurações interessantes para os usuários.

As marcas chinesas vêm ganhando cada vez mais destaque no cenário internacional do mercado de dispositivos mobiles, inclusive, no nosso cenário nacional, já que marcas como a Meizu e a Xiaomi já estão presentes por aqui. E é exatamente a última que anunciou na MWC deste ano, o seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 5.

A Mobile World Congress é uma conferência de tecnologia mobile que aconteceu na cidade de Barcelona, na Espanha, na última semana de fevereiro, com as grandes marcas anunciando seus novos e grandes lançamentos para os próximos meses, entre elas, a Xiaomi, que apresentou seu novo high-end, com configurações extremamente interessantes para o mercado atual.

O dispositivo da marca chinesa conta com uma tela de 5,15 polegadas Full HD com bordas quase invisíveis, algo que vem se tornando mais comum nos smartphones, e traseira feita com o material que a marca chinesa chamou de ''3D Glass'', embora não tenha especificado qual é, exatamente, esse material. O smartphone ainda conta com uma versão em cerâmica 3D, que garante maior resistência ao dispositivo. Já o 3D Glass, citado anteriormente, reduz o peso do dispositivo, tornando-o um pouco mais leve.

Já sua bateria conta com o Quick Charge, tecnologia da empresa Qualcomm para que a bateria possa ser carregada rapidamente, com 3.000 mAh, algo que vai na média atual dos smartphones, mas ainda decepciona, ainda mais se levarmos em consideração que a tela do dispositivo é Quad HD, o que faz com que se gaste ainda mais energia.

O Mi 5 conta com o chipset também da Qualcomm, o Snapdragon 820, com 4GB de RAM e no máximo 128GB de armazenamento interno, com a possibilidade de expandir essa quantidade por meio dos cartões microSD.

O dispositivo da marca chinesa também possui uma câmera traseira com 16 megapixels, com a tecnologia OIS que conta com quatro eixos, garantindo uma imagem mais estabilizada para seu usuário, através do sensor IMX 298 da nipônica Sony, com a possibilidade do usuário gravar vídeos com qualidade 4K.

Já a câmera frontal certamente decepcionou a muitos, já que conta com apenas 4 megapixels para as selfies, embora a empresa garanta que, mesmo com pouquíssimos pixels, a qualidade da imagem seguirá sendo alta.

O aparelho possui diversas versões, sendo que o mais caro é o que possui traseira de cerâmica, 128GB de memória interna e 2.15 GHz, o Mi 5 Pro e será vendido pelo valor de R$ 1,6 mil, desconsiderando os impostos brasileiros. A versão intermediária, com a traseira feita toda em vidro, custará algo em torno de R$ 1,4 mil, e a mais simples, também com traseira de vidro, mas apenas 32GB de memória interna e 1.8 GHz de processamento, sairá por R$ 1,2 mi.

Lembrando que os preços estão convertidos em reais, e embora o lançamento seja em 1º de março na China, a empresa ainda não anunciou quando o dispositivo chegará em outros países. Ele deve ser lançado no Brasil, já que a empresa iniciou suas atividades por aqui.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação


Oppo apresentou nova tecnologia que garante que baterias de smartphones sejam completamente recarregadas em apenas 15 minutos.

Atualmente, a autonomia das baterias é um dos pontos apontados como fracos dos smartphones atuais, que ainda pecam muito nesse quesito, com baterias que não garantem ao usuário um uso contínuo prolongado ao dispositivo sem a necessidade de recarregar novamente. Mas, enquanto as empresas não se empenham mais em oferecer baterias mais potentes e com mais autonomia aos seus usuários, a marca chinesa Oppo, apresentou na MWC deste ano, sua tecnologia que promete ajudar um pouco a mudar o cenário.

A apresentação foi feita durante a MWC (Mobile World Congress) em Barcelona, na Espanha, onde a empresa chinesa apresentou uma nova tecnologia desenvolvida por ela que garante que os smartphones sejam completamente carregados em apenas 15 minutos, algo realmente impressionante para os padrões atuais.

A empresa chinesa Oppo deu o nome de Super VOOC a sua tecnologia, que faz com que baterias de no máximo 2.500 mAh, sejam completamente carregadas no período de 15 minutos, algo quase impossível até então para os padrões atuais e que deve amenizar, ao menos, a questão da autonomia dos dispositivos. Segundo o ''Engadget'', o serviço oferecido pela empresa chinesa é bem superior ao oferecido pela empresa estadunidense Qualcomm, com o QuickCharge 3.0, que permite que smartphones que contam com o novo chipset da marca, o Snapdragon 820, sejam carregados em até 80% no período de no máximo 35 minutos.

Um ponto a favor da tecnologia da Oppo, é que ela não interfere no visual dos smartphones dos usuários, já que houve uma combinação entre o software e o hardware para garantir a melhor ergonomia e qualidade possíveis. O serviço funciona dentro do próprio sistema.

Nos últimos tempos, as empresas que trabalham com tecnologia Mobile vêm investindo cada vez mais na questão das baterias, motivo de diversas reclamações dos usuários, como citado, pela falta de autonomia, já que grande parte das baterias duram apenas algumas horas antes de terem de ser recarregadas novamente pelos usuários, principalmente quando o uso dos dispositivos é contínuo. Porém, nos últimos tempos vemos o cenário mudar um pouco, inclusive com fabricantes financiando pesquisas para aumentar a duração e potência das baterias dos dispositivos móveis.

Por Isis Genari

Bateria recarrega em 15 minutos

Foto: Divulgação


Smartphone é muito resistente e foi desenvolvido para atender o mercado empresarial.

A MWC (Mobile World Congress) deste ano que aconteceu em Barcelona, na Espanha, veio trazendo as mais novas novidades do mercado mobile por parte das grandes empresas do mercado, entre elas, a respeitada Panasonic. A empresa apresentou na conferência um smartphone bem diferente do que estamos acostumados a ver no mercado atual.

Trata-se do Toughpad FZ-F1, novo smartphone da empresa, com Windows 10 e que conta com uma resistência enorme às mais diversas situações do cotidiano, tendo como grande foco, não o usuário comum, mas sim, aqueles que trabalham em serviços arriscados e que podem acabar perdendo seu smartphone durante um dia de trabalho.

O foco do aparelho são empresas interessadas em comprar o dispositivo e oferecê-los a seus funcionários, custando um elevadíssimo preço de US$ 1.599, ou R$ 6.290 na conversão atual do dólar, ainda desconsiderando os impostos da transação.

Se por um lado o preço é extremamente elevado e as características, inclusive visuais, fogem do comum, o smartphone deve agradar bastante o mercado que tem como objetivo, já que conta com uma garantia de 3 anos contra adversidades que podem vir a acontecer no trabalho, como quedas, para dar maior segurança aos usuários que certamente não usarão o dispositivo em casa, mas sim em locais onde o risco de se perder o smartphone em um desses casos, é enorme.

Mostrando claramente sue foco, o smartphone da Panasonic conta com até mesmo um leitor de código de barras, com design fortalecido e adaptado para que os usuários possam usar o dispositivo com segurança e conforto em seu ambiente de trabalho, lentes grande-angulares, além de certificado de resistência contra água, poeira, quedas de até 2 metros, além de chuva, altitude e até mesmo, congelamento!

A empresa não anunciou a data exata de lançamento, mas garantiu que o smartphone chega no segundo trimestre deste ano em alguns países selecionados. Nada foi mencionado sobre o Brasil, tendo em vista ainda que o altíssimo preço deve prejudicar a comercialização do mesmo por aqui, embora seja até possível em casos de empresas petrolíferas nas quais o custo não teria um grande impacto nas finanças.

O smartphone conta com uma tela de 4,7 polegadas HD, ultra-sensibilidade com o uso de luvas por parte do usuário e com a possibilidade de reconhecer o toque mesmo quando a mesma estiver molhada e vidro resistente. O aparelho ainda conta com 2GB de RAM, chipset Snapdragon 801 com 2.3 GHz,  16GB de armazenamento interno expansível por microSD, bateria que conta com 3.200 GHz e o Windows 10 IoT Mobile Enterprise. O dispositivo ainda conta com uma câmera principal de 8 megapixels e frontal de 5 megapixels.

Por Isis Genari

Panasonic Toughpad FZ-F1

Foto: Divulgação


Rumores indicam que o novo smartphone contará com a opção de ter a tela sempre ligada (Always On). Especulações serão confirmadas no evento MWC 2016, que acontece no dia 21 de fevereiro.

A MWC (Mobile World Congress) 2016 ocorre apenas na última semana desse mês de Fevereiro, em Barcelona, onde as maiores marcas de tecnologia mobile do mundo irão apresentar suas novidades para este ano. Porém, isso não quer dizer que as mesmas acabem por não liberar nenhuma informação antes, é o caso da LG.

Como é sabido, em breve a marca sul-coreana irá lançar o seu novo smartphone high-end, o LG G5, sucessor do LG G4, considerado pela mídia e usuários, um dos smartphones mais ''injustiçados'' de 2015 pelo pouco destaque dado ao dispositivo.

O LG G5 deverá ser uma das atrações da MWC por parte da LG e a empresa acaba de revelar que seu novo aparelho contará com a opção de ter a tela sempre ligada (Always On), algo já comum em smartphones da linha Lumia, da Microsoft.

A empresa anunciou a novidade por meio de suas redes sociais através de um GIF, onde após alguns segundos que o LG G5 escureceu a tela, a mesma volta a ser ligada, exibindo o horário e aparentemente, logo abaixo, algumas informações sobre notificações que o usuário pode te recebido desde que a tela do dispositivo está inativa pelo usuário, como ligações perdidas e mensagens.

A LG, porém, fez um anúncio de certa forma, discreto, não anunciando maiores detalhes a respeito da tecnologia e se a opção de manter a tela sempre ligada pode ser desativada, visto que existe a possibilidade da tela acabar consumindo mais bateria do que o desejado pelo usuário.

A novidade, de qualquer maneira, é positiva, já que facilita a vida do usuário ao mostrar logo de cara e de maneira sempre disponível, as últimas notificações que o usuário recebeu e o horário, principalmente para aqueles que acordam durante a noite e por vezes, sequer ''ligam'' a tela do aparelho pelo brilho do smartphone, que é prejudicial ao sono.

Na rede, alguns usuários, embora tenham gostado da novidade, ''cutucaram'' a LG, pelo fato da Nokia e da Microsoft já usarem a tecnologia em seus smartphones.

A LG deve contar mais detalhes sobre essas e outras tecnologias na MWC, que acontece nas próximas semanas, onde saberemos maiores detalhes sobre o G5 e outros grandes lançamentos também de outras marcas.

Por Isis Genari

LG G5

Foto: Divulgação


Modelo será apresentado na MWC 2016.

A MWC (Mobile World Congress) 2016 está cada vez mais próxima, sendo que a mesma será realizada na última semana de Fevereiro, em Barcelona, onde as grandes empresas de tecnologia Mobile irão revelar suas próximas novidades para este ano, uma delas, é a Microsoft, que vai apresentar o Lumia 650.

O smartphone pode e deve ser o último da linha Lumia, que foi comprada da Nokia há já certo tempo, após um conselho de Steve Ballmer, antigo CEO da empresa, para que a Microsoft apostasse alto no mercado de mobiles.

Agora, a novidade a respeito do dispositivo é que ele pode contar com 2 versões, sendo uma delas dual-SIM, segundo uma certificação feita pelo site norte-americano FCC no dispositivo de codinome RM-1154, versão diferente da certificada anteriormente, o RM-1152.

A certificação feita, porém, não revela grandes detalhes a respeito do novo smartphone da empresa, porém, o fato de contar com uma versão dual-SIM, indica que a Microsoft deve escolher comercializar principalmente essa versão nos países emergentes, onde geralmente as empresas focam esse tipo de dispositivo.

Aliás, essa não só deve ser a última versão do Lumia, como também deve ser o último smartphone da Microsoft com os chips SIM, que deve ter seu fim revelado em breve pela GSMA, que organiza o setor de telecomunicações móveis e deve anunciar a ''morte'' desses chips na MWC desse ano, dando lugar a uma tecnologia virtual.

Ainda sobre o Lumia 650, o site da FNAC na Europa, vazou uma informação importante a respeito do novo smartphone da empresa, que segundo o vazamento no site, deverá contar com 16GB, diferente de seu antecessor que contou com 8GB. A Microsoft também deve oferecer mais opções de memória interna para seu dispositivo, algo ainda não usado pela empresa, dando um número maior de opções aos usuários e que já é de uso comum nas marcas rivais no mercado.

Ainda não há, porém, qualquer informação oficial a respeito do dispositivo, o que ocorrerá apenas na Mobile World Congress deste ano. A tendência, porém, é que o smartphone chegue ao mercado custando  220 Euros, algo em torno de R$ 960 ainda desconsiderando os impostos, o que deve fazer com que o preço do smartphone pule para mais de R$ 1.000.

Por Isis Genari

Lumia 650

Foto: Divulgação


Uma nova renderização do iPhone 7 surgiu na internet, mostrando algumas mudanças em seu design.

A Apple ainda sequer anunciou de forma oficial a nova geração do iPhone, o iPhone 7, mas é claro que isso não inibe o fato de que os rumores a respeito do futuro do smartphone da Maçã não tomem conta da rede. O site Tudo Celular divulgou recentemente uma nova renderização do iPhone 7, que mostra o smartphone com algumas mudanças extremamente interessantes em seu design em comparação aos seus antecessores.

As imagens não são oficiais, mas mostram mudanças realmente agradáveis no corpo do aparelho. Um dos mais chamativos é o uso de cerâmica no corpo do dispositivo, na parte traseira, dando um visual realmente elegante ao aparelho da Apple. A imagem também mostra uma possível câmera de 12 Megapixels com lente melhorada, lembrando que, os smartphones da Apple comumente são extremamente elogiados pela qualidade das imagens tiradas por suas câmeras.

Também é citado o chipset da empresa, o Apple A10, além de citar uma resistência a água.

Já na parte frontal do dispositivo, o destaque fica para a ausência da entrada para fones de ouvido, o que já é esperado, pelo fato da Apple querer reduzir a espessura de seu dispositivo, bem como pretende também fazer grandes mudanças no sistema de áudio do aparelho, que pode contar com um som de alta fidelidade e mais bem trabalhado para garantir também uma espessura menor em seu dispositivo.

A imagem também mostra o aparelho com uma tela de Super AMOLED, o que não é esperado, porém, até o momento, para o iPhone 7, visto que a projeção atual da Apple é lançar as telas Super AMOLED em seus dispositivos apenas em 2018.

Além disso, podemos conferir um novo sensor 3D Touch, bordas metálicas, melhoras no Touch ID, além de uma porta para Lightning, que pode fazer com que o iPhone 7 conte com um sistema de carregamento rápido.

Não há, porém, nenhuma menção a bateria do dispositivo na renderização, contudo, é esperado que a mesma tenha uma boa evolução se comparada aos modelos antecessores.

Oficialmente, ainda não há informações oficiais sobre o novo iPhone e a renderização é feita baseada no que vimos até o momento de boatos na mídia, o que não inibe a possibilidade de vermos um dispositivo ao menos, parecido com o divulgado.

Por Isis Genari

Renderização iPhone 7

Foto: Divulgação


Lançamento do novo smartphone está previsto para o dia 21 de fevereiro.

A Samsung já está trabalhando no seu próximo celular top de linha, que deve ser o Galaxy S7. Há rumores que indicam que o lançamento do novo smartphone está previsto para o dia 21 de fevereiro. Que tal ficar por dentro da novidade?

O design do novo aparelho deve ser bem parecido com o atual S6. Além disso, outras características devem ser mantidas como o acabamento em vidro na traseira, sem bateria removível, além da presença de bordas metálicas. Outro detalhe é que a câmera traseira do Galaxy S7 poderá ter relevo e vir embutida no gadget.

Você já perdeu o celular na água? Costuma ser um pouco desastrado? Tudo indica que o novo celular da Samsung será resistente à água, e que ele pode vir com a proteção do IP68, que permite mergulho de até um metro e meio por até meia hora. Já imaginou poder tirar fotos debaixo d’água? Você poderá registrar os melhores momentos ao lado dos seus amigos e familiares.

A tela do S7 deve ser sensível à pressão e o tamanho pode variar sendo de 5,1, 5,7 e 6 polegadas. Para aproveitar os melhores recursos com velocidade, jogar os jogos favoritos e navegar na internet, o processador poderá ser o octa-core Exynos, da Samsung, ou também o quad-core Snapdragon 820. Em relação à capacidade da memória RAM no gadget, a tendência é que seja de 4 GB.

Entre outras expectativas, destacam-se a volta da entrada do cartão de memória, ou seja, o usuário vai poder aumentar a capacidade de armazenamento do aparelho no espaço interno em até 200 GB. Além disso, o smartphone também deve ter conexão USB-C.

A câmera do aparelho também vai contar com novidades como, por exemplo, o recurso denominado BRITCEL, que é um sensor que diminui o tamanho da câmera e permite o registro de foto com melhor qualidade em ambiente de pouca luz.

Em relação à bateria, o novo smartphone deve ter capacidade para 3000 mAh. Além disso, o S7 deve ter carregamento sem fio no padrão QI. Desta forma, o usuário vai poder deixar o celular carregando sobre uma plataforma. Outra característica, é que o smartphone permite o carregamento rápido, que é ideal para quem está com pressa e precisa do aparelho.

Ainda não se sabe o preço, mas, certamente, deverá ser salgado.

Gostou das novidades? Deixe a sua opinião!

Por Babi

Samsung Galaxy S7

Foto: Divulgação


Xiaomi revelou que pretende desenvolver uma versão alternativa do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

O dia 29 de janeiro de 2016 foi marcado pela enxurrada de notícias negativas relativas ao sistema operacional mobile da norte-americana Microsoft, que viu sua participação no mercado desabar, e desenvolvedores afirmarem que não se dedicarão ao novo Windows 10 Mobile.

Porém, mesmo em um dia com notícias desastrosas, os fãs do sistema da Microsoft receberam uma possível boa notícia. A chinesa Xiaomi, que entrou recentemente no mercado nacional, pode desenvolver uma versão alternativa do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

A notícia não soa como uma surpresa, embora acabe soando como positiva, pela quantidade de notícias ruins que afetaram a Microsoft nos últimos dias, pois o tablet da chinesa, o Mi Pad 2, bem como o antecessor do Mi 5, o Mi 4, que recebeu um ROM com o novo Windows 10 Mobile.

Quando a empresa lançou o tablet Mi Pad 2 com o sistema de Microsoft, as especificações de hardware da versão do Android, foram mantidas, e a expectativa é que a empresa faça o mesmo com uma possível versão do Mi 5 com o Windows 10 Mobile.

A dúvida também fica para a data de apresentação, já que o Mi 5 será apresentado no dia 24 de fevereiro, e não se sabe se uma versão com o Windows poderia ser apresentada no mesmo dia, ou apenas posteriormente.

Com a proximidade da data de apresentação do Mi 5, os rumores acerca das especificações do aparelho, são cada vez mais certas, e, possivelmente o smartphone high-end da Xiaomi deverá chegar ao mercado contando com uma tela Full HD ou Quad HD de 5,2 polegadas, 3GB ou 4GB de RAM, placa gráfica Adreno 530, o novo chipset Snapdragon 820 com processador quad core, modelos de 16GB e 32GB, câmeras que devem contar com 16 Megapixels (traseira) e 8 Megapixels (frontal), além do Android Marshmallow 6.0, com a interface da empresa, o MIUI.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação


Rumores indicam que a Acer estaria desenvolvendo uma versão do modelo Jade Primo com o sistema operacional Android.

Embora os usuários mais desinformados talvez não saibam, o Windows Mobile não é exclusividade da Microsoft, assim como o Android não é exclusividade do Google, como na relação iOS-Apple. Isso ocorre pelo fato de que ainda são poucas as empresas que estão decididas a investir no SO da Microsoft.

O primeiro smartphone a chegar no mercado com o Windows 10 Mobile, fora os smartphones da linha ''Lumia'', da Microsoft, trata-se do um tanto desconhecido Jade Primo , da Acer. O dispositivo chegou ao mercado com configurações interessantes, porém, agora a empresa está trabalhando em uma outra versão para o smartphone, dessa vez, com o SO Android, mostrando que pretende agradar tanto aqueles que preferem o sistema da Microsoft, quanto aqueles já estão habituados com o sistema do robozinho verde.

Ao menos, é isso que se espera. Isso, graças a um benchmark, no site GeekBench, revelou algumas especificações, embora escassas, é verdade, do novo dispositivos da Acer, que se encontra com o codinome de Acer S58A, e chamou a atenção por ter configurações praticamente idênticas ao Jade Primo.

Uma das informações divulgadas pelo site, é a de que o aparelho deve chegar ao mercado contando com 5,5 Polegadas Full HD, chipset Snapdragon 808 octa-core 64-bit, 3GB de memória RAM, placa gráfica Adreno 418, 32GB de memória interna disponível, expansível por meio dos cartões microSD, além de uma câmera principal de 21 Megapixels e frontal de 8 Megapixels. O sistema operacional presente se trata do Android Marshmallow 6.0.

A versão do Android da Acer é considerada boa, visto que a empresa não modifica tanto o sistema como empresas como a Samsung, que acabam por fazer o smartphone se tornar lento graças ao peso do SO.

O hardware encontrado na descrição é praticamente o mesmo da versão com o Windows 10 Mobile, o que aumenta a expectativa sobre uma possível versão com Android, como já citado.

As informações, porém, não foram confirmadas pela Acer, e a expectativa é tenhamos novidades na MWC 2016, que acontece na cidade de Barcelona na última semana de fevereiro.

Por Isis Genari

Acer Jade Primo

Foto: Divulgação


Modelo, top de linha dos smartphones da HTC, tem a previsão de ser anunciado em março e lançado em abril.

A MWC (Mobile World Congress) 2016, grande feira Mobile que irá acontecer na última semana de fevereiro, deve chegar com grandes novidades para o mercado de dispositivos Mobiles. A expectativa é que grande parte das marcas de destaque no mercado, anunciem novidades, como novos modelos high-end, como a Samsung.

Entretanto, uma marca, não de tanto destaque assim, mas conhecida do mercado de Mobiles, parece ter optado pelo caminho contrário e não deve anunciar grandes novidades, trata-se da HTC, que também deve anunciar o seu novo high-end em breve, mas não na feira que acontece em Barcelona.

Ao menos por enquanto, a expectativa é que a HTC anuncie o M10, top de linha dos smartphones da marca de Taiwan, um mês depois, em março, e já lance o dispositivo no mês de abril.

Ainda não existem grandes informações a respeito do novo dispositivo, sequer existindo grandes rumores sobre seu Hardware. As únicas possíveis especificações esperadas até então, são do chipset Snapdragon 820, bateria de 3.000 mAh e o leitor biométrico, que se tornou padrão e obrigatório em todos os high-ends não somente da HTC, como das demais marcas, e deve seguir a tendência dos últimos smartphones da marca, com o leitor abaixo da câmera principal.

A escassez de informações ainda é tanta, que ainda não se há a certeza, de que a marca de Taiwan, deve usar o nome M10, isso graças à péssima impressão deixada pelo seu antecessor M9, que decepcionou o mercado e foi alvo de diversas críticas.

Sobre o design do novo smartphone, a linha deve seguir o padrão dos dispositivos da empresa, com corpo em metal, extremamente bem construído, como de praxe nos dispositivos da HTC, além da câmera ser mais circular, assim como nos últimos lançamentos.

De qualquer maneira, tais informações teriam sido retiradas de protótipos de versões de testes do smartphone, o que não garante que o mesmo deve chegar ao mercado com tal design.

Por Isis Genari

HTC M10

Foto: Divulgação


Modelo receberá a última versão do Android em breve.

Para desfrutar dos últimos recursos das versões mais recentes do Android, os usuários dependem das fabricantes para a liberação destas atualizações. Muitos aparelhos lançados no mercado não têm previsão de um upgrade no software e este é um dos maiores problemas no mundo do robozinho verde. Com a versão 6.0 lançada pela Google há alguns meses os processos de atualização dos aparelhos ainda estão a passos largos.

Neste bolo todo está a Samsung que deve começar a soltar a versão aos seus aparelhos tops de linha, ou, as versões mais caras de seus aparelhos. De acordo com usuários gringos em fóruns, o Galaxy Note 5 começa a receber a última versão do Android. A liberação confirma o cronograma de um documento interno que vazou recentemente listando os dispositivos que deveriam receber a atualização em um primeiro momento. Além do Note 5, o Galaxy S6 Edge + teve a aprovação e deve ser distribuído ainda neste ano pela fabricante.

Ainda não sabemos quando a atualização desembarca ao Brasil. Isso por que, tudo depende da Samsung local e também das operadoras. Aparelhos vinculados às operadoras devem receber o update após a aprovação das mesmas, o que gera um tempo maior justamente por conta deste processo. Além disso, as atualizações são disponibilizadas em lotes, ou seja, nem todos os aparelhos recebem no mesmo momento. Essa decisão visa impedir o sobre carregamento dos servidores diminuindo os problemas. A Motorola fez um processo semelhante nas atualizações com a linha Moto.

O Galaxy Note 5 é o carro chefe de phabets da empresa, sendo uma das opções high-end (ou flashgip) de maior sucesso no mundo Android. O aparelho acompanha uma caneta stylus e saiu de fábrica com o Android 5.1.1. Neste ano, a Samsung decidiu mudar drasticamente o visual do aparelho, deixando-o mais próximo ao Galaxy S6 e S6 Edge que são os tops de linha no setor de smartphones.

Por Leandro de Souza

Samsung Galaxy Note 5

Foto: Divulgação


Pré-venda do novo iPhone da Apple acontecerá no dia 13 de novembro no Brasil. Preços do modelo irão partir de R$ 3.999.

O novo modelo iPhone 6S, da renomada Apple, terá sua pré-venda iniciada nesta sexta-feira, dia 13 de novembro, no Brasil, porém, parece que a sexta-feira 13, chegou antes. O valor do smartphone volta a assustar, após ter sido divulgado pelas grandes redes varejistas na noite do dia 06.

O sucessor do iPhone 6 possui alguns ajustes em relação ao modelo anterior, modo maior memória RAM, de 1GB para 2GB. O design é o mesmo. É possível filmar em 4K e possui o 3D Touch, que mede a pressão na tela. Os preços divulgados variam entre R$ 3.199,00 e R$ 4.399,00. Porém, vale lembrar que a Apple ainda não confirmou essa informação, mas certamente os preços devem ser os divulgados.

Além disso, o varejo está oferecendo desconto para aqueles que comprarem o produto à vista, algo em torno de 10%. Uma diferença notada logo de cara, é a ausência do modelo de 32GB, diferente das versões anteriores, o iPhone 6S pula de 16GB para 64GB.

Os preços do 6S convencional de acordo com a memória interna são os seguintes:

– 16 GB: R$ 3.999;

– 64 GB: R$ 4.299;

– 128 GB: R$ 4.599.

Já o modelo Plus, com tela maior de 5,5 polegadas recebeu os preços um pouco mais elevados, confira:

– 16 GB: R$ 4.299;

– 64 GB: R$ 4.599;

– 128 GB: R$ 4.899.

O preço é alto para os padrões atuais e deve fazer com que o produto da Apple se torne cada vez mais um artigo de luxo, somente para pessoas com alto nível de investimento. Podemos dizer que o iPhone, atualmente, é muito mais status do que realmente um dispositivo superior aos demais, afinal de contas, em termos de configuração, tela e demais atributos, o Galaxy, da concorrente Samsung, ainda leva vantagem sobre o smartphone da Apple em vários desses quesitos. Embora, é claro, seja um excelente aparelho, resta saber se o custo-benefício faz valer a pena ou não.

Por Gabriel Mazzo

 iPhone 6S

Foto: Divulgação


Novo modelo chama a atenção, além do preço alto, por seu hardware potente e leitor de impressões digitais.

Smartphone lançado no Brasil por R$ 4.299,00. Sabe de quem estou falando? Não, não é do iPhone, e sim do novo Sony Xperia Z5, um dos tops de linha da marca japonesa. O smarphone, porém, não chama atenção apenas pelo preço, mas também pelo seu hardware e seu leitor de impressões digitais.

Suas configurações são formadas por um Snapdragon 810 octa-core, quatro núcleos de 2,0 GHz e quatro de 1,5 GHz. Já o visual segue fiel ao da linha Xperia. Vale ressaltar que o Z5 não é considerado, porém, o modelo mais top dos smartphones produzidos pela marca nipônica. As vendas no Brasil começaram no dia 4 de novembro.

Mas se existe algo que impressiona mais do que as configurações do aparelho, é sua câmera de 23MP e foco de 0,03 segundos. Rápido, não?! Sua resolução também é fantástica, o novo 4k já está presente no aparelho da Sony. Já a câmera frontal possui 5.1 MP e grava em Full HD para aqueles que gostam de recordar dos bons momentos daquela viagem de final de ano, por exemplo. A tela é de 5,2 polegadas, e o celular possui 3 GB de RAM, cartões de até 200GB e bateria de 2.900 mAh, incrível.

De fábrica, o aparelho vem com o Android 5.1.1, que vem sendo alvo de reclamação de diversos usuários de outros smartphones ao redor do mundo. Mas voltando ao que vem chamando a atenção do aparelho, sua qualidade de filmagem e em fotos, a empresa afirmou que fotos no escuro e vídeos em movimento não serão problemas graças à potência do smartphone, que possui um sistema de estabilização para essas situações. Até mesmo no zoom, a promessa é de que as imagens não percam qualidade. Quanto às dimensões e espessuras do aparelho, são 146 mm (altura) x 72 mm (largura) e 7,3 mm, respectivamente.

O Z5 vem chamando a atenção da mídia, e com razão, o aparelho é de excelente qualidade, embora não seja o melhor aparelho da Sony. Seu lançamento no Brasil assusta com um preço altíssimo, valendo o investimento apenas para aqueles que possuem um bom investimento guardado, afinal de contas, não é nada fácil encontrar na situação em que o país vive alguém com investimento para um aparelho como esse. Mas para esses que possuem condições de compra, a escolha é certeira. Ainda mais para aqueles que curtem passar o dia tirando fotos de todos os lugares de onde estão, seja com amigos ou selfies.

Por Gabriel Mazzo

Sony Xperia Z5

Sony Xperia Z5

Fotos: Divulgação


BlackBerry Priv será o esperado smartphone da empresa com o sistema operacional Android.

A BlackBerry, fábrica canadense de smartphones e tablets, já passou por maus bocados. Contudo, crises, quedas nas vendas, venda da companhia não foram fatores suficientes para manter a empresa fora dos trilhos da tecnologia. Dessa vez, a companhia está tentando se reerguer, desistindo do clássico sistema operacional BB Os, e apelando para o sistema do Google, o Android.

Recentemente, a empresa canadense anunciou a pré-venda de um novo modelo de smartphone. Desse modo, as especificações do aparelho tornaram-se reveladas para seus potenciais consumidores.

A venda oficial do aparelho será iniciada no dia 6 de novembro e custará 579 euros (cerca de R$ 2,5 mil) em uma famosa rede de varejo do Reino Unido. Sabe-se também que o aparelho será nomeado BlackBerry Priv.

O aparelho não poderia ficar sem a marca registrada da BlackBerry: o teclado QWERTY. O teclado ficará escondido atrás da tela, e será possível também optar pelo teclado virtual do aparelho.

Como o aparelho tem foco no mercado empresarial, muitas ferramentas do aparelho estarão voltadas para a segurança do smartphone.

Quanto as especificações técnicas, o BlackBerry Priv contará com processador Qualcomm Snapdragon 808 de dois núcleos e 3 GB de memória RAM.

O sistema Android virá em sua versão Lollipop (5.1.1), enquanto que o armazenamento interno será de 32 GB, permitindo ao usuário utilizar ainda um cartão microSD de até 2 terabytes.

Além disso, o novo BlackBerry possui 2 MP de câmera frontal e 18 MP na câmera traseira, sendo um aspecto extremamente positivo. De nada adiantaria uma boa câmera sem uma tela de alta definição para conferir o resultado dos retratos, porém este não é um problema no BlackBerry Priv, uma vez que este será equipado com tela AMOLED de 5,4 polegadas, resolução de 2560×1440 pixels e uma densidade de pixels de 540 ppi.

Apesar de ser uma tarefa difícil, a Blackberry parece ter acertado ao se render ao Android. Isso porque já era visível que os consumidores estavam insatisfeitos com a ausência de aplicativos em celulares tão caros. Entretanto, com smartphones dignos de serem chamados TOP de linha, e um sistema melhor aceito pelos amantes de tecnologia, quem sabe essa seja a hora da BlackBerry se reerguer.

Por Júnior Beluzzo

BlackBerry Priv

BlackBerry Priv

BlackBerry Priv

Fotos: Divulgação


Segundo rumores, o sucessor do Moto Maxx terá novo design com metais na parte traseira, um upgrade do processador, e 20MP na câmera traseira, entre várias outras ótimas características.

O sucessor do Moto Maxx, ao que tudo indica, está a caminho e pode ser apresentado ainda este ano (2015). A especulação começou a partir de uma foto que vazou nesta segunda-feira, dia 13 de outubro.

A Motorola juntamente com a operadora Verizon também dispararam vários convites para um evento que deve apresentar os aparelhos que as duas empresas possuem em conjunto. O evento será em Nova York, nos Estados Unidos, no dia 27 de outubro.

No evento que os aparelhos “novo Moto X” e “Moto G de 3ª geração” foram apresentados, a Motorola já havia demonstrado uma provável modernização do Moto Maxx.

O modelo 2015 do Moto Maxx, conforme divulgado pelo site HelloMotoHKa, terá um novo design com metais na parte traseira. O smartphone contará com um display OLED de 5,5 polegadas, mas a resolução QuadHD provavelmente será mantida.

Com relação ao processador, haverá um upgrade e o dispositivo terá uma CPU 64 bits Snapdragon 810 com 1,9 GHz de velocidade e 8 núcleos, juntamente com 3 GB de memória RAM. Isso tornará o aparelho mais veloz e bem mais potente.  

O celular terá o espaço de armazenamento interno reduzido para 32 GB, uma vez que o modelo comercializado no mercado hoje possui 64 GB. Ainda não foram divulgadas informações sobre a possibilidade de expandir a memória com a utilização de cartões microSD.

Quanto à câmera traseira, a Motorola manterá a excelente qualidade de 20 megapixels e aprimorará o software em busca de imagens melhores. A câmera frontal será aperfeiçoada e terá 5 megapixels, enquanto no atual possui apenas 2 megapixels.

Estas informações ainda não foram divulgadas oficialmente pela marca e tratam apenas de vazamento de dados. Até então ficamos na expectativa da apresentação do novo Moto Maxx, bem como do Moto G e Moto X até o final deste ano.

Por Bruna Rocha Rodrigues

Moto Maxx 2015

Moto Maxx 2015

Fotos: Divulgação


Modelo entra no mercado como um intermediário premium e pode ser encontrado pelo preço de R$ 2.199,99.

No mês de agosto deste ano, a Sony havia anunciado o Xperia C5 Ultra Dual, um aparelho que entra no mercado como intermediário premium. Em termos comparativos, o dispositivo chega a ser bem parecido com o já conhecido Asus Zenfone Selfie. A novidade é que agora ele já se encontra disponível para os consumidores do Brasil. Inicialmente, os interessados poderão adquirir o aparelho em diversas lojas físicas e online pelo preço de R$ 2.199,99.

Abaixo listamos alguns detalhes desse smartphone:

– Lançamento e vendas:

Oficialmente o Xperia C5 Ultra Dual foi anunciado no dia 3 de agosto em alguns países específicos. Porém, somente a partir do dia 5 de setembro é que obteve liberação para ser vendido aqui no Brasil. É interessante lembrar que ao contrário da versão internacional o modelo que será vendido no Brasil contará com a opção dual-SIM 4G. Já as cores disponibilizadas são preto, branco e menta.

– Especificações:

O Xperia C5 Ultra Dual conta com câmera frontal e traseira de 13MP além de flash de LED. O processador do dispositivo é o MediaTek MT6752, octa-core, de 1,7GHz. A memória RAM é de 2GB e o armazenamento interno de 16 GB. No mais ainda temos entrada para o cartão microSD e a bateria de 2.930 mAh. O NFC e o dual-SIM estão garantidos.

– Destaque:

De fato o maior destaque do smartphone são suas câmeras. A própria fabricante afirma que o aparelho é o primeiro do mercado a ter câmeras gêmeas. Isso quer dizer que a mesma qualidade de uma também é a da outra. Além disso, as duas câmeras ainda trazem o sensor Exmor RS, modo de reconhecimento de cena que analisa e ajusta determinadas configurações da câmera automaticamente para melhorar a qualidade das imagens e HDR para imagens e vídeo.

No mais ainda temos o ângulo de visão das lentes de 22 mm. Isso possibilita capturar imagens mais detalhadas e permite que mais pessoas possam ser enquadradas na imagem.

Por Denisson Soares

Sony Xperia C5 Ultra Dual

Sony Xperia C5 Ultra Dual

Fotos: Divulgação


Anatel homologou a venda dos novos iPhones 6s e 6s Plus no Brasil. Preços estarão em torno de R$ 3.999 e R$ 4.799.

A Anatel liberou a venda dos novos iPhones 6s e 6s Plus no Brasil. A decisão foi tomada na última sexta-feira, dia 9 de outubro de 2015. Os documentos foram homologados pela Anatel para que os iPhones fossem vendidos aqui no nosso País.

A espera pelos aparelhos era grande, afinal o grande público já estava ansioso para desfrutar dessa nova tecnologia. Assim, além da expectativa, uma nota bem interessante é o fato de todos os documentos citarem a Foxconn Brasil Indústria e Comércio Ltda de Jundiaí, São Paulo, como uma das fabricantes. Isso é interessante, pois indica que os aparelhos, os novos iPhones 6s e 6s Plus também serão fabricados em terras canarinhas, o que facilitará ainda mais o acesso e a compra desses produtos.  Assim, vale dizer, os brasileiros aguardam que Apple possa trazer preços mais em conta para nós, consumidores com vontade usar os dispositivos tão esperados.

Não há ainda nenhuma data de lançamento, mas a Apple está trabalhando para agilizar todo o processo. A homologação dos iPhones aconteceu no mês passado.

O iPhone 6s Plus terá o possível valor de R$ 3.999, enquanto que o novo iPhone 6s estará custando em torno de R$ 4.799. Os valores dos aparelhos podem ser influenciados por conta da importação de peças vindas da China.

Desde a homologação da bateria desses dispositivos, a chegada dos celulares é um dos assuntos mais comentados pelos fãs e amantes do mercado mundial e nacional de iPhones. Logo, mesmo com a informação de que os produtos ainda não possuem data certa para o lançamento, a questão é que isso está bem mais perto do que podemos imaginar.

Os aparelhos, naturalmente, serão de alta performance e tecnologia. Resta-nos aguardar o lançamento.

Por Madson Lima de Oliveira

iPhone 6s Plus

iPhone 6s

Fotos: Divulgação


Novo Android 6.0 Marshmallow já foi lançado e surgem rumores sobre os possíveis smartphones que receberão a atualização.

O novo Android 6.0 Marshmallow teve seu lançamento na semana passada, dia 29 de setembro. Porém, a pergunta que fica no ar é: quem receberá o novo sistema e quando a atualização chegará para cada aparelho?

A informação oficial ainda não foi passada, porém, o site Gizmochina, vazou uma lista com o nome dos possíveis aparelhos elegíveis ao novo sistema do Google.

Alguns já foram confirmados e outros estão esperando confirmação.

Confira a relação de aparelhos já confirmados e os que ainda dependem de confirmação, separados por operadora:

– Samsung:

Confirmados: Galaxy A8 e A7, Galaxy Note 4 e 5, Galaxy S5, S6, S6 Edge e S6 Edge+ e Galaxy Alpha.

Pendente de confirmação: Galaxy A5, A3 e as séries do Galaxy E.

– HTC:

Confirmados: HTC One M8, M9, M9 Plus, E9, E9 Plus e E8.

Pendente de confirmação: HTC Desire Eye e as séries do HTC Desire 820.

– Sony:

Confirmados: Sony Xperia M5, C5 Ultra, Xperia Z3, Z3 Plus, Z3v, Z3 Compact, Z2, Xperia Z Ultra GPE.

Pendente de confirmação: Xperia Z1.

– LG:

Confirmados: LG G3, G4, Flex 2.

Pendente de confirmação: LG G2, G2 Pro Flex.

– Asus:

Confirmados: As séries do Zenfone 2, Zenfone 2 Laser, Deluxe, Zenfone Selfie.

Pendente de confirmação: Zenfone 4, 5 e 6.

-OnePlus:

Confirmados: OnePlus One, OnePlus 2.

Pendente de confirmação: Não há nenhum modelo na lista de pendentes de confirmação.

– Xiaomi:

Confirmados: Xiaomi Mi4, Mi 4i, Mi Note, Mi Note Pro, Redmi Note 2, Redmi 2.

Pendente de confirmação: Redmi Note (2014) e Redmi 1S.

– Huawei:

Confirmados: Ascend P8, Mate 7, Honor 6 Plus.

Pendente de confirmação: Não há nenhum modelo na lista de pendentes de confirmação.

– iBerry feat Elephone:

Confirmados: Auxus Prime P8000.

Pendente de confirmação: Não há nenhum modelo na lista de pendentes de confirmação.

Estes são os modelos que têm pretensão de uma atualização para o novo Android 6.0 Marshmallow. Obviamente, os modelos que estão pendentes de confirmação podem vir a serem confirmados, e os já confirmados terem a atualização postergada dependendo de cada fabricante. O que realmente importa é notar que as fabricantes estão atentas às vontades de seus consumidores.

Por Igor Furraer

Android Marshmallow


Novo modelo está à venda no Brasil pelo preço de R$ 899 na loja virtual da Asus.

A Asus está ampliando seu portfólio de smartphones vendidos no mercado brasileiro. A empresa anunciou nesta semana o Zenfone 2 Laser, modelo com 5,5 polegadas  com um preço bastante acessível. O smartphone está disponível na e-commerce da fabricante nas cores vermelho e preto pelo preço de R$ 899.

A linha Zenfone 2 foi lançada pela Asus no mês passado, no entanto, apenas o modelo Zenfone 2 Laser está disponível. O aparelho conta com a versão Android 5.0 Lollipop, com personalização da fabricante através da interface ZenUI 2.0. O Zenfone 2 Laser oferece para os consumidores recursos de destaque na câmera, como foco a laser automático graças à tecnologia de captura e nitidez chamada PixelMaster, que consegue um disparo em apenas 0, segundos. A câmera traseira conta com 13 MP com flash duplo LED. A função HDR, ajustes de ISO, velocidade do obturador e outros itens também estão presentes. Já a câmera frontal conta com 5 MP, ideal para selfies, e suporte a gravação de vídeo Full HD.   

Por baixo da sua aparência, o dispositivo oferece um processador Qualcomm Snapdragon 410 rodando a 1,2 GHz, além de 2 GB de memória RAM. O Zenfone 2 Laser também conta com suporte a dois cartões SIM. O armazenamento interno é de 16 GB com suporte a MicroSD de até 128 GB. Já nas conectividades estão o GPS, Wi-Fi e Bluetooth 4.0, além de diversos sensores como medidor de luz ambiente, giroscópio, bússola digital e acelerômetro.   

A bateria do aparelho é de 3.000 mAh, suficiente para um dia de uso. Com um peso de 170 gramas, o aparelho conta com dimensões de 152,5 x 77,2 x 10,8 mm.

O Zenfone 2 Laser certamente irá competir com o Moto G3, da Motorola na categoria de intermediários. O dispositivo havia sido apresentado em agosto, na Índia, durante uma apresentação da Asus. No mesmo mês, a empresa fez um evento em São Paulo onde havia citado o aparelho para o mercado nacional. Agora, os interessados já podem comprar o aparelho na loja online da marca.

Por William Nascimento

Asus Zenfone 2 Laser

Asus Zenfone 2 Laser

Fotos: Divulgação


Aparelho será lançado na China esta semana e custará cerca de R$ 812,00.

A empresa Xiaomi decidiu realizar a apresentação do seu novo smartphone, no qual adotou o nome de "Mi 4C", justamente na última terça-feira, dia 22/09/2015.

O que esse aparelho que começa a circular no mercado dos smartphones tem de tão diferente? Esse é um aparelho smartphone que chega ao mercado contendo as seguintes caracterísiticas:

  • Possui tela de 1080p com exatamente 5 polegadas, que pode ser acionada ao realizar dois toques direto na parte frontal do aparelho ou senão é possível efetuar uma selfie através de dois toques na sua lateral;
  • Conta com processador do tipo Snapdragon 808 Soc da empresa Qualcomm;
  • Possui porta USB-C;
  • Conta com câmera frontal de 5MP, que tem como características especiais o fato de ser angulada de uma forma que possibilitada a realização da captura de mais informações na hora de realizar as fotos;
  • Possui câmera traseira de 13 MP, que apresenta ainda detector automático de foco;
  • Possui entrada para comportar até dois chips;
  • Conta com memória RAM de 2 GB ou 3 GB;
  • Apresenta armazenamento interno de 16 GB (para quem escolher comprar o aparelho de 2 GB de Memória RAM) ou 32 GB (para o público que optar pela Memória de 3 GB);
  • Possui conexão 4G;
  • Conta com bateria de 3080 mAh, que para economizar energia ainda possui um modo de leitura noturna e um sistema onde a tela se adapta diretamente à iluminação externa. Através destas funcionalidades é possível tornar a bateria até 10% mais eficiente;
  • E conta com sinal Infravermelho embutido, que faz com que o aparelho vire um controle remoto para ser utilizado em sua televisão.

O aparelho vem nas cores rosa, laranja, preto, branco e azul. Com relação aos preços, o smartphone, que será comercializado na China a partir do dia 23/09/2015, pode custar de R$ 812,41 (em torno de 1.299 yuan) a R$ 937,49 (aproximadamente 1.499 yuan).

Por Fernanda de Godoi


Uma pesquisa realizada pela empresa Huawei, em parceria com a consultoria Teleco, revelou que a banda móvel no Brasil apresentou números expressivos em 2011. De acordo com o estudo, os acessos móveis atingiram a marca de 41,1 milhões de conexões, o que representa um aumento de quase 100%, quando comparado ao ano anterior. Em 2010 esses acessos contabilizavam 20,6 milhões. De acordo com a pesquisa, a cobertura já atinge 84% da população brasileira, o que significa um aumento de mais de 15%. Ao todo, cerca de 50% dos municípios do Brasil já contam com o serviço. Em 2010 apenas 23,4% possuíam esse tipo de cobertura. A previsão é que esse crescimento continue acentuado nos próximos anos, sendo que em 2012 o número de acessos poderá superar a marca de 70 milhões. Em 2014 é possível que os acessos cheguem a 124 milhões. O resultado com relação ao serviço de banda larga móvel não apresentou saldo positivo apenas no Brasil, de acordo com estimativas divulgadas pela UIT – União Internacional de Telecomunicações, também houve crescimento no resto do mundo (o aumento médio foi de 26,2%). Os números referentes à banda larga fixa também são positivos, o crescimento nesse setor foi de 19,6% em 2011, onde foram registrados 16,5 milhões de acessos utilizando o serviço. 





CONTINUE NAVEGANDO: