Xiaomi Mi 5 – Lançamento e Características



  

Modelo conta com configurações interessantes para os usuários.

As marcas chinesas vêm ganhando cada vez mais destaque no cenário internacional do mercado de dispositivos mobiles, inclusive, no nosso cenário nacional, já que marcas como a Meizu e a Xiaomi já estão presentes por aqui. E é exatamente a última que anunciou na MWC deste ano, o seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 5.

A Mobile World Congress é uma conferência de tecnologia mobile que aconteceu na cidade de Barcelona, na Espanha, na última semana de fevereiro, com as grandes marcas anunciando seus novos e grandes lançamentos para os próximos meses, entre elas, a Xiaomi, que apresentou seu novo high-end, com configurações extremamente interessantes para o mercado atual.

O dispositivo da marca chinesa conta com uma tela de 5,15 polegadas Full HD com bordas quase invisíveis, algo que vem se tornando mais comum nos smartphones, e traseira feita com o material que a marca chinesa chamou de ''3D Glass'', embora não tenha especificado qual é, exatamente, esse material. O smartphone ainda conta com uma versão em cerâmica 3D, que garante maior resistência ao dispositivo. Já o 3D Glass, citado anteriormente, reduz o peso do dispositivo, tornando-o um pouco mais leve.

Já sua bateria conta com o Quick Charge, tecnologia da empresa Qualcomm para que a bateria possa ser carregada rapidamente, com 3.000 mAh, algo que vai na média atual dos smartphones, mas ainda decepciona, ainda mais se levarmos em consideração que a tela do dispositivo é Quad HD, o que faz com que se gaste ainda mais energia.

O Mi 5 conta com o chipset também da Qualcomm, o Snapdragon 820, com 4GB de RAM e no máximo 128GB de armazenamento interno, com a possibilidade de expandir essa quantidade por meio dos cartões microSD.

O dispositivo da marca chinesa também possui uma câmera traseira com 16 megapixels, com a tecnologia OIS que conta com quatro eixos, garantindo uma imagem mais estabilizada para seu usuário, através do sensor IMX 298 da nipônica Sony, com a possibilidade do usuário gravar vídeos com qualidade 4K.





Já a câmera frontal certamente decepcionou a muitos, já que conta com apenas 4 megapixels para as selfies, embora a empresa garanta que, mesmo com pouquíssimos pixels, a qualidade da imagem seguirá sendo alta.

O aparelho possui diversas versões, sendo que o mais caro é o que possui traseira de cerâmica, 128GB de memória interna e 2.15 GHz, o Mi 5 Pro e será vendido pelo valor de R$ 1,6 mil, desconsiderando os impostos brasileiros. A versão intermediária, com a traseira feita toda em vidro, custará algo em torno de R$ 1,4 mil, e a mais simples, também com traseira de vidro, mas apenas 32GB de memória interna e 1.8 GHz de processamento, sairá por R$ 1,2 mi.

Lembrando que os preços estão convertidos em reais, e embora o lançamento seja em 1º de março na China, a empresa ainda não anunciou quando o dispositivo chegará em outros países. Ele deve ser lançado no Brasil, já que a empresa iniciou suas atividades por aqui.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *