Desenvolvedores de apps não irão se dedicar ao novo Windows Phone



  

Grandes desenvolvedores de aplicativos anunciaram que não irão se dedicar ao novo Windows Phone. Sistema operacional perdeu 57% de seus usuários no último ano.

29 de janeiro de 2016. Esse dia dificilmente será esquecido tanto pela Microsoft quanto por seus fãs. Se talvez existam dias perfeitos, este foi exatamente o contrário para a empresa norte-americana, um verdadeiro filme de terror.

Isso, graças ao fato de que, em um só dia, após descobrirmos que no último ano, o Windows Phone perdeu 57% de seus usuários, voltando ao mesmo ponto em que estava há 4 anos atrás, grandes desenvolvedores de aplicativos simplesmente anunciaram que não irão se dedicar ao novo Windows Phone, que sequer foi lançado, graças aos atrasos e problemas no sistema.

O Windows Phone já tinha apenas uma parcela pequena do mercado de dispositivos móveis, mas agora, a situação é simplesmente trágica e estarrecedora, de 2014 para 2015, a empresa caiu de 3% de participação no mercado em 2014 para somente 1,7% em 2015. O que piora ainda mais a situação, é que a empresa vem fazendo um investimento pesado nesse setor.

Os dados da Kantar mostram que em 2015 a Microsoft com o Windows Phone, perdeu espaço em praticamente todos os mercados globais, com a exceção feita ao Reino Unido, com os smartphones com o sistema Windows que dominam cerca de 10% do mercado, em comparação aos 7,5% do ano anterior.

Piorando ainda mais a situação, a Tencent, responsável por desenvolver apps famosos, tais como o QQ e WeChat, que é extremamente utilizado na China, anunciou que não irá levar seus apps, para o Windows 10 Mobile.

Se pensarmos que, no início, a empresa era considerada como das grandes parceiras da Microsoft, isso mostra o quanto a situação é assustadora. A empresa culpa a norte-americana por estar abandonando o sistema antes mesmo de ele sequer ''nascer'', de fato.





Outro dado que mostra o estado crítico do Windows Phone, é que no último trimestre de 2015, 4,5 milhões de Lumias foram vendidos no mercado, uma queda de cerca de 49% nas receitas, visto que no mesmo período de 2014, foram vendidos 10,5 milhões de Lumias.

Essa ''fuga'' dos usuários é usada como justificativa para a desistência da Tencent com o Windows Phone. A empresa diz que a Microsoft não se esforça em conquistar desenvolvedores e usuários. Lembrando que outras empresas também tratam com desleixo o sistema, como o Instagram, por exemplo, que há meses não recebe atualizações.

Como nem tudo é ruim, Rudy Huyn, maior desenvolvedor de apps para Windows Phone, declarou apoio ao sistema.

Por Isis Genari

Windows 10 Mobile

Foto: Divulgação



3 comentários em “Desenvolvedores de apps não irão se dedicar ao novo Windows Phone

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *