Celular para crianças ajuda no controle dos pais



Uma das maiores preocupações dos pais atualmente é em relação à liberdade e ao conteúdo em que seus filhos são expostos enquanto navegam pela internet. Com o avanço da tecnologia, os computadores e o acesso à rede mundial de informação tem se tornado cada vez mais portáteis.

Atualmente, os smartphones oferecem funções que vão muito além da simples conversação. Navegação na internet, videochamadas, conversas instantâneas, geolocalização e compartilhamento de imagens são só alguns dos mais variados benefícios da tecnologia atual com a qual vivemos diariamente.



Entretanto, os smartphones estão sendo utilizados por uma população cada vez mais jovem, o que levanta a preocupação com a privacidade e segurança dessa nova geração de usuários. É responsabilidade dos pais permanecerem atentos para evitar uma super exposição de seus filhos a esse mundo cada vez mais conectado, mas nem sempre é possível estar alerta o tempo todo.

Para garantir o contato entre pais e filhos da melhor forma, a Sprint, uma operadora americana, desenvolveu um aparelho exclusivo para crianças. Diferente dos gadgets atuais ele parece um brinquedo, capaz de realizar ligações e enviar mensagens de texto. Simples porém fundamental para quem possui crianças e deseja manter contato o tempo todo.

O WeGo tem a aparência de um brinquedo com tudo que os pais sempre quiseram. As chamadas são limitadas apenas aos contatos que estejam cadastrados na memória e os apps na web são monitorados o tempo todo. Com isso, o aparelho tenta não expor a criança aos perigos que a maioria dos aparelhos atuais oferece à crianças nessa idade.



Outra grande vantagem do WeGo é o envio de uma mensagem aos pais, caso ele seja desligado, além de um “botão do pânico” que pode ser pressionado caso a criança se encontre em alguma situação de emergência.

Outra grande funcionalidade do aparelho é a localização por GPS que pode ficar ativada o tempo todo, o que auxilia os pais a saberem por onde seus filhos andam durante a rotina diária. O aparelho é comercializado apenas nos EUA.

Por lá ele custa 5 dólares por mês, durante 2 anos, mais 10 dólares por mês, que dão direito a 1000 minutos de conversação e 1000 mensagens de texto. Bem que a ideia poderia surgir por aqui também, já que cada vez mais crianças têm aderido à moda dos smartphones.

Por Ebenezer Carvalho

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *