Blackphone – Smartphone que promete impedir espionagem



  

Desde que Edward Snowden delatou para o mundo as práticas de espionagem americana, todo nós passamos a ter a sensação de estar vivendo em um verdadeiro Reality Show da comunicação. Parece que nunca sabemos se o destinatário será o primeiro a ler aquele email enviado de nossos smartphones, nem se aquela ligação particular está sendo de fato um diálogo ou uma conferência e, a partir daí, passou o mundo inteiro a viver uma alta tensão em virtude da tecnologia espiã do Tio Sam.

Bem sabemos que o mundo tecnológico nunca pára e ele já voltou suas lentes para este impasse mundial. A responsável pela promessa de segurança contra a espionagem americana são as empresas suíças Silent Circle e Geeksphone que desenvolveram o Blackphone, um smartphone desenvolvido por diversos especialistas em segurança digital em todo o mundo, com o intuito de dar ao usuário a proteção necessária contra as “invasões” dos americanos.

Segundo divulgado pelas empresas responsáveis pelo desenvolvimento do Blackphone, o dispositivo possui um sistema operacional com proteção que impede qualquer mecanismo de espionagem de acessar  ligações, chamadas de vídeo, envio de mensagens (SMS) ou e-mail. O Blackphone irá trabalhar com o sistema operacional PrivatOS, considerada um versão mais segura do Android desenvolvido pela Google.

O design do aparelho é similar a qualquer outro smartphone já encontrado no mercado tecnológico. Embora o mesmo não tenha vínculo estabelecido com  nenhuma operadora, as funções desempenhadas pelo aparelho também não diferem dos demais modelos, a diferença que o torna um aparelho mais competitivo é o fato de dar proteção ao usuário.





"A prioridade do aparelho é proteger os usuários”, declarou Mike Janke, CEO da Silent Circle. A previsão para que o Blackphone seja apresentado é para a feira Mobile World Congress que ocorrerá em 24 de fevereiro de 2013, em Barcelona – Espanha. Segundo as desenvolvedoras do dispositivo o PrivatOS  (sistema operacional do aparelho) será disponibilizado gratuitamente na internet.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *