WhatsApp atinge a marca de 54 milhões de mensagens enviadas por dia



  

Tanto nos países de primeiro mundo quanto nos países que estão emergindo cada vez mais no mercado tecnológico, o WhatsApp, aplicativo para smartphones para comunicação, é a mais nova febre da galera jovem.

Está cada vez mais fácil o acesso da classe média ao mundo da tecnologia móvel. Hoje em dia, temos disponível uma infinidade de aparelhos que agradam a todos os bolsos. De acordo com os dados estatísticos levantados pela Kantar Worldpanel no ano de 2013, cerca de 61% dos dispositivos com Android vendidos em território brasileiro são smartphones de baixo custo.

Esse aumento das possibilidades de aquisição e o acesso facilitado à tecnologia para todas as classes foram também responsáveis pela propagação de aplicativos no Brasil, tal como o WhatsApp.

Na conferência DLD, realizada na Alemanha, o Executivo Chefe do aplicativo multiplataforma de troca de mensagens WhatsApp informou com todo o orgulho que sua empresa lida agora com cerca de 54 milhões de mensagens por dia – um número surpreendente.

Benedict Evans, analista da plataforma móvel, é muito provável que estes números superem o número de mensagens de texto convencionais (SMS) enviadas e recebidas por dia em todo o mundo.

Além disso, Evans afirma que a empresa nunca gastou um centavo sequer com serviços de publicidade e propaganda. O WhatsApp possui hoje mais de 430 milhões de usuários ativos e por incrível que pareça, a empresa tem apenas 50 funcionários.





No mês de abril de 2013, uma das mais influentes empresas do ramo de TI, Google, ofereceu a quantia de um milhão de dólares para comprar o aplicativo – a venda foi negada, claro! Na época o serviço não chegava nem perto da quantidade de mensagens enviadas hoje.

Benedict Evans, em sua conta pessoal do micro-blog Twitter, publicou uma imagem contendo um gráfico com o crescimento constante do aplicativo móvel. A mensagem postada por Evans no micro-blog foi a seguinte: “O crescimento no volume de mensagens do WhatsApp ainda está acelerando”.

Por Júnior Beluzzo

WhatsApp

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *