Apple acusa Samsung por novas quebras de patentes



  

Com o lançamento dos novos smartphones, as disputas judiciais por quebra de patentes se intensificam cada vez mais. Dessa vez, a Apple venceu mais um processo judicial contra a Samsung e o seu Galaxy Nexus.

A decisão da juíza Lucy Koh indicou que pode ser que a Maçã consiga provar no tribunal que o aparelho da sul-coreana em parceria com o Google viola não só a patente de recursos de voz e pesquisa, mas na verdade mais três outras.

A liminar sentencia uma multa de US$ 95,6 milhões para a Samsung, que recorreu da decisão. A próxima audiência provavelmente definirá qual será a situação judicial sobre a quebra das patentes. Para piorar a situação da fabricante do Galaxy S3, na última semana de junho outra decisão judicial sentenciou a suspensão das vendas do Galaxy Tab 10.1.





Conforme um porta-voz da Apple, a empresa se sente prejudicada pelas “cópias” que a Samsung realiza, principalmente com relação ao iPad e ao iPhone, desde a interface e o design até o hardware. Além disso, o porta-voz afirma que a Maçã quer proteger a sua propriedade intelectual no desenvolvimento de dispositivos e por isso luta na justiça para garantir os seus direitos. Enquanto isso, o Google se mostrou desapontado com o acontecido, mas acredita que a decisão correta ainda surgirá.

O argumento utilizado pela Samsung é que o aspecto de reconhecimento de voz da Siri contribui apenas para o interesse dos usuários do iPhone 4S, porém a Apple afirma que a sua patente 604 (tratada no processo) é essencial para o funcionamento desse tipo de serviço.

Por Guilherme Marcon



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *