Raytheon pode tranformar Smartphone em Arma de Guerra



  

Se depender da empresa Raytheon os smartphones serão usados como arma de guerra. Através de vários recursos como imagens de satélite, soldados poderão localizar inimigos em seu perímetro e atacá-los. A empresa já fez testes com unidades de forças especiais nos Estados Unidos e tem o exército americano como seu possível cliente.

A empresa, que é responsável por fabricar o famoso míssil Patriot, trabalha em conjunto com o Google para levar a sua tecnologia aos smartphones Android. Chamado de RACTS, pelo menos duas fabricantes já tem o software adicionado aos seus aparelhos: HTC e Motorola.





Outros recursos encontrados nesses smartphones também poderão ser úteis em ações de combate como o GPS permitindo que os comandantes tenham a localização exata dos soldados no campo de batalha.

Por Maximiliano da Rosa



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *